Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Placar

Conteúdo Popular

Mostrando conteúdos com a mais alta reputação desde 12-01-2011 em todas as áreas

  1. Comentário bem babaca infeliz.
    18 pontos
  2. *** [ATUALIZADO - versão final] - 17/10/2014 Post atualizado com informações mais recentes após o lançamento da versão final do OS X Yosemite Criei este tópico com a intenção de auxiliar, principalmente, quem não é desenvolvedor, mas está curioso para testar o OS X Yosemite. Muita coisa tende a mudar até o lançamento da versão estável. Caso as informações contidas neste tópico mudem, vou pedir para a administração adicionar ou substituir conteúdo. Macs Compatíveis Fonte: http://macmagazine.com.br/2014/06/02/saiba-que-macs-rodarao-o-os-x-yosemite-e-que-igadgets-rodarao-o-ios-8/ Esclarecimentos sobre os Macbook White: pela interpretação da figura eles estão na lista, mas a partir do modelo início de 2009 (early 2009). Os White de 2008 ou anteriores estão fora, como já estavam desde o Mountain Lion. Então, se tu tens um Macbook White com Mountain Lion ou Mavericks agora, pode instalar o Yosemite. Como obter o OS X Yosemite Developer Preview, se não sou deselvolvedor(a)? Basta entrar no OS X Beta Program e fazer a inscrição com seu Apple ID. Porém, no momento ainda não está disponível para o público em geral, apenas para desenvolvedores. A Apple entrará em contato assim que estiver disponível para download. Link do Beta Program: https://appleseed.apple.com/sp/betaprogram/ Como já é de praxe, desenvolvedores disponibilizam os DP via compartilhamento P2P assim que são lançados. ** Atualizado 17/10/2014 ** Criação de pendrive para Yosemite versão final - DiskMaker X Veja aqui: http://macmagazine.com.br/forum/index.php?/topic/123522-os-x-yosemite-instala%C3%A7%C3%A3o-limpa-e-informa%C3%A7%C3%B5es-gerais/page-19#entry989154 Criação de pendrive para Yosemite versão final - Método do terminal Esse procedimento funciona 100% na versão estável. O processo foi herdado do Mavericks, só muda o nome da imagem de instalação de Mavericks para Yosemite (obviamente). Muito mais simples que o procedimento para as versões Developer Preview. Já foi postado aqui, mas vou incrementar com algumas fotos. Para que o comando abaixo funcione com um simples copia-cola no Terminal, é preciso fazer os seguintes passos: 1. Quando baixar o .app de instalação do Yosemite, mantenha-o na pasta Aplicativos, não tire de lá por enquanto; 2. Conecte o pendrive e entre no Utilitário de Disco. Selecione a partição do pendrive na coluna da esquerda e clique na aba Apagar. Formate o pendrive com o nome install (exatamente assim, letras minúsculas) e formato Mac OS Expandido (Reg. Cronológico), conforme imagem abaixo. 3. Caso não saiba abrir o terminal, digite "Terminal" no Spotlight (pode ser com aspas) e clique em return; 4. Copie e cole o comando abaixo no Terminal, e clique em return; sudo /Applications/Install\ OS\ X\ Yosemite.app/Contents/Resources/createinstallmedia --volume /Volumes/install --applicationpath /Applications/Install\ OS\ X\ Yosemite.app --nointeraction 5. Digite a senha do seu mac e espere o processo terminar. 6. Quando aparecer "Done.", o pendrive está pronto para uso. Basta reiniciar o mac, segurar a tecla option e selecionar o pendrive (o nome é Install OS X Yosemite) e começar a instalação. Observação: o nome do pendrive pode ser qualquer um, assim como o local do arquivo de instalação do Yosemite , mas é preciso modificar o comando do Terminal acima. Pra quem quer apenas copiar-colar, não altere nada.
    15 pontos
  3. Prezados, É com muita satisfação que lhes comunico que a Ação Judicial que promovi contra a Apple Computer Brasil Ltda., acerca da obrigatoriedade de prestação da garantia ao iPhone 5S A1533, foi julgada procedente em 1o Grau de Jurisdição (logo ressalto que ainda há possibilidade da Apple recorrer da decisão). Movi a ação com dois intuitos. O primeiro deles era pessoal, pois possuo um iPhone 5S A1533. O Segundo deles era altruístico, é dizer, gostaria de trazer a todos a prova de que se recorremos à Justiça podemos fazer valer o nosso direito, no caso da garantia universal. Posso adiantar que a Apple usou e abusou dos argumentos referentes à frequência e à Banda 7 (mas isso só diz respeito ao suporte 4G LTE e não aos demais protocolos). A Sentença ainda não foi disponibilizada em cartório, logo, agindo de forma correta, não posso adiantar o seu teor, mas junto em anexo a este post o print do andamento do processo, o qual comprova a procedência do processo. Aos interessados em fazerem valer os seus Direitos garantidos pelo CDC, digo que não desistam, pois não podemos sofrer tais abusos. Também acho oportuno dizer que não recorri ao PROCON. Fiz uma consulta formal à Apple Brasil e como o meu pedido foi negado, acabei decidindo ingressar com a Ação Judicial. Abs. a todos, Gustavo PS: assim que disponibilizada, publicarei a sentença a todos aqui no Tópico. Processo - Apple.pdf
    14 pontos
  4. A idéia aqui é abrir um tópico para ajudar o pessoal que vem do Windows a entender um pouco melhor os paradigmas de uso do Mac. Algumas dicas que catei de outros tópicos e compilei aqui: Use e abuse do Spotlight, a lupinha no canto superior direito (atalho command espaço). Nela você digita um termo e o Mac OS busca em arquivos, emails, contatos, fotos, musicas, aplicativos, enfim... Tudo! Também substitui a calculadora, pois digitando-se algo como 29,99*1,76 obtém-se 29,99 vezes 1,76. O gerenciador de arquivos do Mac (Finder) é feito de forma a desencorajar o uso intenso de pastas e a manipulação (copiar, colar, recortar) de arquivos e pastas. O "jeitão" mais Mac de fazer as coisas é deixar todos os seus documentos na pasta documentos (sem subpastas), as coisas baixadas em transferencias e coisas temporárias na mesa. Costumo dizer que no MacBook do Steve Jobs não deve ter subpasta alguma, pois o Finder definitivamente não é bom pra isto, e buscando pelo Spotlight chega-se ao conteúdo desejado facilmente sem decorar hierarquia de pastas. O recurso "Todos os meus arquivos" do Lion é muito bom! Mais uma vez usando uma abordagem ignorando a existência de pastas a Apple achou uma forma muito pratica de lidar com os arquivos. Quando vou anexar um documento em um email do GMail, normalmente clico em "Todos os meus arquivos" no lado esquerdo da Janelinha de anexar e o arquivo que quero anexar quase sempre é o primeiro da lista. Isto porque é normalmente o arquivo que editei por último! Com um arquivo selecionado, basta apertar espaço para ver seu conteúdo sem precisar abrir. Nada de sair dando enter, pois Enter é para renomear arquivo. O App nativo Pré Visualizador tem no menu editar uma parte de anotações que permite fazer anotações em PDF e em imagens. A partir de qualquer App você tem a opção de criar um PDF sem instalar nada. É nativo no Mac OS a opção de salvar ou imprimir em PDF. Não precisa instalar o adobe Reader pra Mac pra nada, evite-o exceto se realmente precisar de um PDF com formulários ou criptografia que não abrem no Pré Visualizador. Musicas, fotos e vídeos não são considerados como arquivos pelo Mac OS. E esta abordagem é muito boa. Recomendo ter todas as fotos no iPhoto, todas as musicas no iTunes. Quando for anexar alguma coisa via GMail , por exemplo, repare que do lado esquerdo da janela de escolher o arquivo tem a seção "Fotos" e a "Música". Desta forma nunca, jamais, em hipótese alguma é necessário saber onde esta o arquivo Jpg de uma foto do iPhoto ou oMp3 de uma música do iTunes. Recomendo importar todas as músicas para o iTunes devagar, pois quem vem do Windows normalmente organiza as musicas em pastas e não tem as Tags dos arquivos devidamente cadastradas. Importe um CD para o iTunes, selecione todos as faixas recém importadas (melhor usar a lista "adicionadas recentemente") e em seguida cadastre o álbum e o artista corretamente. Depois de todos seus CDs devidamente cadastrados, o iTunes é um show. Um App como o Tagalicious pode ajudar e muito nesta tarefa árdua de trazer uma coleção de musicas em pastas para o iTunes. Sempre mantenho a opção de copiar os itens importados para a biblioteca do iTunes e iPhoto e de manter a biblioteca organizada. Uma vez importada a foto ou a música eu me livro do arquivo original. Faço assim a anos, e confio no Backup do Time Machine (no meu caso com Time Capsule). Eventos realmente muito importantes eu tenho Backup em DVD. Recomendo usar o Time Machine e um HD externo (ou time capsule) dedicado para Backup. Recomendo usar as ferramentas nativas para gravação de DVD, o iTunes para importar CD de música e o Safari como browser. É realmente muito bom de usar, especialmente com os recursos "leitor" e lista de leitura. Mas nada impede de ter Opera, Firefox e Chrome. Recomendo dar uma chance ao Safari antes de adotar outro definitivamente. Em relação a Office, como o Microsoft Office para Mac é muito caro (R$199) e em inglês, recomendo tentar usar o Pages, Numbers e Keynote primeiro. Cada um deles custa R$36,00 (o pacote fica R$108 mas nem todo mundo precisa dos três). Por terem poucos botões muitos pensam que tem poucos recursos, mas tem todos os recursos que quase todo mundo precisa. Muito raro alguém usar todos os recursos do Word que o Pages não venha a atender. Além disto, tem o NeoOffice e o LibreOffice, que são livres, gratuitos, bons e em português. Se quiser capturar a tela, abra o spotlight e digite captura. Então observe no menu da parte de cima da tela a opção de capturar. Acho melhor que decorar o atalho de captura de tela.
    13 pontos
  5. Acompanho há um bom tempo o site e o fórum pra tirar dúvidas e acompanhar as novidades da Apple. Porém tenho reparado que muitos (se não todos) os artigos do site tem um teor muito evidente de "fanboy". Me dá a impressão que se lançarem uma cueca ou cereal da Apple, o editor vai lá e vai comprar. Isso é doença meu rs Ao ler um artigo, quero me informar sobre assuntos relacionados a Apple mas não é porque o site trata de assunto da empresa que deve-se tirar a imparcialidade de uma informação pra enaltecer e endeusar essa empresa. Se eu quisesse ficar "bolinando" a Apple, entrava no site deles. Aqui entro pra saber justamente o que eles não falam lá. Vou dar um exemplo... O aritgo a seguir fala sobre um possível problema que a Apple passa com uma parte do site. Ora, toda empresa tem problemas. http://macmagazine.com.br/2013/07/19/portal-da-apple-para-desenvolvedores-esta-fora-do-ar-ha-quase-dois-dias/ Mas ao invés de tentar informar melhor sobre o que se passa, ou tentar um contato pra pegar mais detalhes, o autor ainda encontra uma forma de alfinetar a Microsoft. Isso eu acho um absurdo pois a própria Apple está passando por um problema e o cidadão ainda enche o saco de outra empresa. Como se a Apple fosse um deus, entendem? Há uma tênue linha que separa um texto informativo de um "fanboysista". Imagino que a MacMagazine não seja uma fã page, de pessoas adoradoras da Apple, mas sim um canal especializado em passar notícias da empresa, seus produtos e novidades. Outro exemplo... http://macmagazine.com.br/2013/07/19/graficos-do-dia-o-fim-do-monopolio-do-windows/ O gráfico não mostra nada do fim do monopólio de empresa alguma, apenas demonstra as tendências dos dispositivos e sistemas operacionais. Mas novamente serviu de canal pra atacar o Windows, como se ele não tivesse seus próprios méritos. Pôxa, pega um gráfico que tem um indicador com o nome do Windows, já estoura o champagne quando encontra um defeito? Eu quero saber da Apple! A página se tornou um canal de fãs Apple, um fã clube, que gosta de tirar um sarro de outras empresas, como se não tivessem mérito. E quando acontece um problema com a Apple, o sr editor fica quietinho. Por que não tira um sarrinho também? Isso não era assim. Tenho reparado na queda de qualidade e imparcialidade das informações. Uma hora é com a Sansung, outra com a Microsoft, outra com o Google. Já a Apple não tem defeito nenhum. É perfeita né? Agora se outra pisa na jaca, ganha destaque. Deveria haver o objetivo de informar de forma séria e clara notícias relacionadas a Apple e não ser um canal de fofocas empresariais ou, como é hoje, absurdamente puxa-saco. Isso atrapalha os leitores, que ficam com a sensação que a Apple não erra, é milagrosa e ninguém mais presta, só Apple. Além de isolar o site só pro pessoal que tem a cabeça fechada. Minha sugestão é que o editor amadureça e abra a cabeça pra voltar a fazer o bom trabalho que antes fazia ao invés de criar uma seita. Sensatez por favor.
    12 pontos
  6. Pessoal, bom dia! Resolvi vir aqui compartilhar um pouco da minha experiência real de compra nos EUA usando a Nomad e a Zip4Me, que tanto é falado aqui no MacMagazine. A Nomad eu já conhecia desde meados do ano passado, quando meu cartão da Nubank passou a ser rejeitado para pagar o AppleCare+ de forma mensal, hoje a Nomad pra mim é de longe a melhor opção, super simples de usar, menores taxas de spread (quando não fazem promoção e não cobram nada, fazendo o cambio comercial), pode ser usado nas lojas americanas, fazer transferencias para outras contas americanas sem custo e fazer investimentos. Único ponto que não gosto muito são as opções de investimento, todas focadas em carteiras/perfis fechados, o que significa um conjunto de ações que eles julgam aderentes aquele perfil, isso deixa o investimento um pouco "engessado", mas é possível transferir para outras corretoras americanas de graça, então esse problema fica menor. A Zip4Me eu conheci aqui pelo site, me cadastrei e fiquei aguardando o momento para efetuar algumas compras, o portal em si é super simples, de começo parece algo quase amador, dado a simplicidade das informações, mas como as recomendações aqui do site e do Breno foram ótimas, resolvi arriscar. Depois do cadastro você recebe o endereço do seu "Storage" nos EUA, e basta adicionar isso nas compras. Grande vantagem aqui é que esse endereço está localizado no estado do Oregon, e por alguma razão lá não tem imposto sobre a compra, isso já da uma economia media ai de 6 a 8% sobre o valor final das compras, o que na conversão é considerável. Bom, indo as compras, fiz um aporte no dia 24/06 na conta da Nomad, naquela semana que o dólar chegou a ficar abaixo de 5, porém teve taxa de spread, então o cambio VET foi de R$ 5,06. No dia 25/06 o valor já está disponível para uso. Fui a Apple Store US online e montei meu pedido: Pack 4 AirTag personalizado, Case silicone iPhone 12, Sport Band Apple Watch, 2 Key Ring da Belkin, Belkin 3-in-1 MagSafe Charger, Logitech Keyboard Combo Touch para iPad Pro 11 Valor total da compra: USD 562,80, com frete grátis e sem impostos Total em reais: R$ 2.846,20 O pack das airtags tinha prazo de entrega de 2 a 3 semanas, os demais estavam com entrega imediata. Assim os pacotes começaram a ser entregues no dia 27/06 na Zip4Me. As Tags vieram da China, via FedEx, com todo o rastreio feito pela Apple, e acabaram chegando antes do esperado, no dia 02/07. A Zip4Me assim que recebia um pacote me enviava um email com notificação, e em até 24 horas depois no portal deles era possível ver a foto das caixas, com o peso. Achei esse serviço super legal, não tem custo nenhum, e você pode confirmar se recebeu o que de fato comprou. Eles oferecem ainda outros serviços (alguns com custo) onde abrem as embalagens, testam os produtos, etc. A medida que os pacotes iam chegam você vai montando o seu envio, com opções de tirar ou não da caixa, enviar tudo de uma vez ou de forma separada, e declarar ou nao o valor, de forma completa ou simplificada. Aqui, optei por enviar tudo em um único pacote, com as caixas, e o valor declarado de forma simplificada, ou seja, dizendo o que são os itens, igual fiz aqui no texto anteriormente, e colocando o valor total da fatura, no meu caso declarei USD 560,00. Esse ponto vale um pouco de atenção, você pode declarar o valor que quiser, pode inclusive não declarar valor nenhum, o imposto no Brasil será de 60% sobre o valor declarado, SE CONDIZENTE COM A REALIDADE, se na hora que chegar no Brasil a fiscalização achar que o valor está menor do que o a realidade, o valor será de 100% sobre o valor que a Receita estipular + ICMS sobre aquela mercadoria (por ex, um notebook para SP tera 18,5% de imposto). Sendo assim, eu poderia declarar um valor menor? Poderia, exceção a base de carregamento e a case com teclado, os demais itens são básicos (mesmo as Tags que no raio X apareceriam basicamente como baterias), mas ainda assim teria um risco de ser sobre taxado. Logo vai de cada um, eu decidi declarar o valor real justamente para ter noção das diferenças de preço entre comprar no Brasil e nos EUA. Claro, existe também o ponto de não ser parado na fiscalização, aqui cada um vai achar uma informação na internet. De que é sorte, de que 100% dos pacotes são minimamente fiscalizados, de que se é de pessoa física pra pessoa física passa direto, de que se o valor tiver preenchido eles já deixam passar direto so gerando a guia de imposto, que dependendo do peso na fiscaliza, assim por diante. Honestamente, não sei a verdade, prefiro trabalhar com o pior cenário e considerar que vai ser fiscalizado sempre, logo, considerem num pior cenário, sem risco, 60% de custo sobre o valor da compra. Enfim, no dia 05/07 o envio estava pronto para ser despachado (devido o feriado de 04/07), e uma fatura no valor de BRL 498,89 (USD 95,20) foi gerada pela zip4me para a modalidade de envio Zip4cket Express (entrega de 8 a 16 dias uteis), teoricamente a mais rápida, ja incluso o custo de redirecionamento deles. O peso total do pacote foi de 4,64oz, fiz uma tabela com a distribuição proporcional do custo de frete sobre o peso dos produtos, assim como fiz com o imposto. As opções de pagamento eram PIX ou TED, fiz um PIX e enviei o comprovante via WhatsApp, na hora o valor foi confirmado e o pacote liberado para envio, sendo despachado no dia 06/07/2021. Um código de rastreio dos correios foi gerado, iniciado com a sigla IX, porém até o dia 15/07 nenhuma informação constava no sistema. Do dia 15/07 a 22/07 o objeto apareceu como postado, mas não estava claro se ainda estava nos EUA ou no Brasil. A explicação é que nesse período ele já estava sobre custodia dos correios brasileiros, que possui centros de armazenamento nos EUA, e em transito. No dia 22/07 ele apareceu como recebido na unidade de logística de Curitiba. No dia 24/07 foi encaminhado para fiscalização aduaneira, e no dia 31/07 o valor do imposto foi liberado para pagamento. Como dito anteriormente o valor do imposto foi de 60% sobre o valor declarado (USD 560) e o cambio utilizado foi BRL 5,17, totalizando assim um imposto de R$ 1.737,15. Apesar do portal dos correios dizer que essa guia pode ser paga por cartão de credito ou visa checkout a unica opção que apareceu para mim foi via boleto bancário. Efetuei o pagamento no dia 02/08, o pagamento foi processado no dia 03/08 e o pacote foi entregue na minha cidade (Bragança Paulista - SP) no dia 05/08. Ou seja, 40 dias após a compra ter sido de fato realizada. No resumo, o valor total da compra, incluindo o frete da Zip4Me e Imposto foi R$ 5.082,24 (79% de acréscimo sobre o valor real da compra), com dólar medio de R$ 5,15. Para os itens que existem na Apple Store do Brasil a diferença de preço ficou entre 57% a 17%, sendo que os itens da Apple a variação foi respectivamente 36%, 30% e 17% para AirTag, Capa de Silicone e Pulseira (considerando sobre o valor a vista e também frete grátis), mais detalhes na tabela anexa. A Base de carregamento e o teclado touch para iPad ainda não localizei a venda oficial no Brasil e não consigo fazer a comparação. Resumo da Experiencia: Vale a pena? Depende. Para itens que não existam no Brasil ou personalizados, sem duvida. Se você tem o dinheiro pra pagar a vista, provavelmente você vai economizar um pouco, principalmente se puder esperar 1 mês para receber. Tudo é uma questão de pesar os benefícios e prazos de entrega. Acho super valido considerar a questão do frete, que no meu caso foi quase 18% do valor da compra original. Essa pode ser a grande diferença entre valer a pena ou não. Itens leves com alto valor agregado (por ex as AirTags) resultam em um diferença considerável (36% de economia, porém hoje mesmo saiu uma promo no ponto frio que reduz essa economia para 18%), já a pulseira, que é incrivelmente mais pesada que a capa (provavelmente por causa da embalagem, que poderia ser retirada) a diferença foi só de 17%, devido ao baixo valor agregado (e não é difícil achar promoções no Brasil com valores bem menores que da apple, a questão é o tamanho e a cor). As vantagens para mim aqui são reduzir o máximo o numero de intermediários, ter clareza sobre todo o processo, e nesse ponto a Zip4Me é muito boa, total clareza nas etapas e suporte ativo no WhatsApp para esclarecer duvidas e também ter todo o processo homologado e documentado. Claro que existem outras experiencias validas, agentes de confiança que podem fazer o processo por você e as vezes com custo menor, mas decidi compartilhar minha experiência aqui justamente por ter tido uma experiencia negativa com esses agentes e resolvi me arriscar fazendo por conta própria. Quem tiver interesse eu posso disponibilizar todos os documentos e valores para comprovar os dados que divulguei aqui. Espero ter contribuído! Abraços!
    11 pontos
  7. [Tutorial] Transformar Moto G em iPhone 5c 1. Tenha um Moto G 2. Venda o Moto G 3. Junto mais dinheiro 4. Compre um iPhone 5c E "vualá"
    11 pontos
  8. ⚠️ Alerta de história das brabas abaixo. Leitura não recomendada para quem defende a marca como se fosse acionista. Antes de tudo, quero esclarecer as intenções aqui: Não sou dono da verdade. O que irei dizer abaixo é fruto de quase nove anos de experiência em reparo de produtos Apple, três deles em uma assistência autorizada. Recebi treinamento de produtos, técnicas de venda e experiência Apple da marca através da plataforma SEED Sales (e da plataforma anterior, cujo nome não me recordo), participei de treinamentos oficiais voltados para técnicos das assistências através do ATLAS e outras plataformas de ensino da maçã, concluí e renovei por anos as certificações da marca (Apple Service Fundamentals, iOS Service Certification, Mac Service Certification entre tantos outros). Fui agraciado com a amizade de profissionais incríveis de diversos setores da marca, com quem também aprendi muito sobre tudo o que a maçã faz e como faz. Enfim, dito tudo isso, preciso dizer que também sou tarado pelos produtos Apple e heavy user. OK, mas pra que esse curriculum vitae todo? Para que os mais céticos entendam que não estou aqui para denegrir intencionalmente a marca, para que não pensem que sou funcionário da XIAOMI infiltrado, haha. Eu vou dizer o que vou dizer porque na minha opinião, baseado na minha experiência, a marca não tem um pós-venda tão bom assim, e acredito que as pessoas (o que inclui você) deveriam ter mais direitos e receber mais respeito ao comprar um produto que mesmo no primeiro mundo tem um alto custo. Right To Repair O direito de reparo não é ainda tão discutido no Brasil, porém gera muita discussão em outros países, ações judiciais, muito estresse, perda de dinheiro (para uns, porque pra outros o lucro é absurdo). O que você diria se levasse seu carro relativamente novo à concessionária pois quebrou um farol dando ré e a marca dissesse que não existe reparo oficial? "Você precisa trocar o seu veículo por completo. O seu antigo nós pegaremos por um valor absurdamente simbólico, iremos remanufaturar e vender pra alguém, e além do mais nós vamos cuidar pessoalmente (e legalmente) para que nenhum mecânico possa fazer esse reparo pra você". Pois é exatamente isso que a Apple faz. Louis Rossman & Jessa Jones Impossível falar de Apple e right to repair sem mencionar esses mitos no que diz respeito a reparo de produtos Apple. O Louis é meio que o inimigo número 1 da Apple nos EUA, haha. Ele é técnico também já há bastante tempo, nunca trabalhou para a marca, e faz um trabalho incrível na sua loja em Nova Iorque. Ele é o bruxo que conserta qualquer coisa a nível de trihas de placas lógicas, aquele seu precioso MacBook que o Genius condenou na loja e disse que não há o que fazer além de comprar outro. Ele é tão desaforado que neste momento está procurando um imóvel próximo a uma Apple Store para montar sua nova assistência técnica, rs. A Jessa Jones é uma mulher incrível que precisou de um reparo em um iPhone lotado de fotos de valor inestimável, teve suas esperanças despedaçadas por um Genius da Apple Store e então decidiu consertar o aparelho sozinha, sem experiência prévia alguma no ramo. Hoje ela é referência no mundo todo, faz reparos tão complexos quanto o Louis e é dona do "iPad Rehab" (procurem o canal deles no YouTube, é conteúdo de ouro). Ambos já foram processados pela Apple por supostamente estarem utilizando peças falsificadas em seus reparos e abrindo aparelhos sem a autorização da Apple (haha, piada). Para que fique registrado, a Apple perdeu os processos. Casos como esses acabaram inflamando a discussão em vários países do mundo e a Apple está tendo que rever suas políticas de repair and warranty para atender a novas leis de proteção aos consumidores. Enfim, eu poderia falar por horas sobre eles, mas vai ficar pra você pesquisar os canais e virar fã também. Desculpe, mas não podemos fazer nada por você a não ser ajudar na escolha de um produto novo. Então você comprou um iPhone de mil dólares ou um iMac Pro de 5 mil dólares e ele não está mais na cobertura do AppleCare? Agora vem a verdade inconveniente porém necessária: os 'técnicos" dos centros autorizados não sabem NADA de reparos. Os treinamentos da Apple consistem em te ensinar a não tomar um choque no ambiente de trabalho, a não atear fogo na loja manuseando baterias e como dizer ao seu cliente que ele não poderá recuperar seus dados e nem seus aparelhos. Não estou brincando, é isso mesmo. Eu estaria em sérios problemas judiciais se mostrasse a vocês o exame de certificação dos técnicos Apple porque existem contratos de confidencialidade, mas é mais ou menos isso mesmo, sem exagero. Querem saber se o técnico é bom em dar notícias ruins. E daí que você derrubou Coca-Cola no teclado do seu MacBook? E daí que quebrou o display do seu Apple Watch? Por que a marca não pode efetuar um reparo, nem que levasse lá seus 30 dias, cobrasse um preço justo e atendesse às expectativas do cliente? Porque não dá dinheiro, e porque os "técnicos" das autorizadas muitas vezes nunca viram um ferro de solda na vida. Seguem o manual e fazem o que a marca ensina e manda. É completamente possível QUALQUER reparo. E de uma maneira mágica ainda te fazem aceitar o fato e a perda, a gastar mais dinheiro e pegar um produto idêntico por um valor alto. "Ahh, mas não fica a mesma coisa depois do reparo, não é seguro também". Bobagem! Aqui é que você precisa tomar seu choque de realidade: não confunda o "curioso" da esquina que troca um display de iPhone por 150 reais com um TÉCNICO, seja ele autorizado ou não. Eu poderia falar de mim, mas vou usar de falsa modéstia e falar sobre diversos colegas de trabalho que fazem um trabalho impecável, como se estivessem fazendo para eles mesmos, utilizando equipamento adequado e de qualidade, com peças de qualidade e sempre se atualizando. Quando seu carro dá problema você joga fora? Leva sempre na concessionária que cobra quase um carro novo? Não, você leva no mecânico, e você tá cansado de ver casos de mecânicos que passam a perna nos clientes, mas isso não quer dizer que não existam bons mecânicos, muito melhores até do que os que recebem treinamento da marca nas concessionárias. Isso é um fato, e se aplica a qualquer ramo da prestação de serviços. "Gosto da Apple porque trocam o aparelho todo em garantia." Curto e breve: trocam por um recondicionado. Você comprou seu iPhone XS Max e deu problema no segundo mês (pode acontecer, normal, sejamos justos) e ficou felizão quando recebeu um "NOVO", rs. Seu XS Max que deu problema no segundo mês será reparado e um dia também será o aparelho "novo" que alguém recebeu em garantia. O ponto positivo da marca é a velocidade com que esse processo ocorre, inegável. iOS cagueta. De uns tempos pra cá o sistema dos iPhones se tornou um baita X9. Agora ele te informa a "saúde da bateria" e os modelos novos informam quando o display foi trocado, seja ele original, recém tirado de outro aparelho idêntico ou paralelo. É só mais coisa pra você cliente aquecer o bolso da Apple. Sabe por que? Se eu quiser trocar apenas o vidro do seu iPhone novinho com a tela trincada (porém funcional), te cobrar uma fortuna e dizer que o display é original Apple, você vai engolir! Afinal o sistema não tem como detectar esse reparo, o serviço fica impecável e você vai sair feliz da vida com 1499 reais a menos no bolso sendo que eu gastei - sério - cerca de 15 reais e uns 20 minutos. E a saúde da bateria?? Fácil. Você troca a bateria por uma de boa qualidade, saúde da bateria volta a 100% porém permanece o aviso de "MANUTENÇÃO". Então o técnico faz uns 10 testes de estresse na bateria nova, a porcentagem cai para 99% e o aviso de manutenção some. Eu não estou dizendo isso para te afastar ainda mais de uma assistência não autorizada. O bom técnico vai te esclarecer como funciona o reparo em uma não autorizada, te cobrar um preço justo e fazer um bom serviço. Só estou te dizendo isso pra que não ache que a Apple tá te livrando dos golpes por aí. Ela quer mesmo é o seu dinheiro na troca da bateria ou te empurrar um aparelho novo. Aliás, esse negócio de "saúde da bateria" é uma bobagem sem tamanho também. Não é raro ver um aparelho com 78% de saúde da bateria com boa autonomia e gerenciamento de carga e um aparelho com 90% de saúde da bateria drenando carga. Esse é um tema muito complexo, mas aqui vai um conselho de amigo: para de ficar esquentando a cabeça com um número que não quer dizer muita coisa e atente-se à duração e boa vida útil e recarga da sua bateria. Você viveu uma década sem essa função e agora parece um bitolado olhando isso toda hora, deixando cair uma lágrima sempre que o número muda. A autorizada é mais confiável. Mais ou menos. Os "AASPs" (Centros de Serviço Autorizados Apple) não são de propriedade da marca. Não passa de uma assistência assim como qualquer outra, porém que decidiu se vender, digo, fazer parceria com a marca para promover a loja. Eles recebem treinamento, acesso a produtos de qualidade, equipamentos, treinamentos, manuais, suporte da marca, e ganham muito pouco por isso. Por isso não é raro ver autorizadas fazendo "cambalacho". Dizendo ao cliente, por exemplo, que quando o display dele quebrou "vazou cristal líquido" dentro do aparelho danificando a placa e impossibilitando o reparo, rs. A solução? Compra um novo! Mas note que, nem sempre uma assistência autorizada é também uma revenda autorizada (no Brasil temos o casos das iPlaces que podem reunir as duas coisas), mas na maioria das vezes é assistência ou revenda. E de onde vem esse aparelho novo que você tá comprando? Da Apple (Centro de Distribuição de Jundiaí/SP, pra ser mais exato) é que não é. Mas eu vou me abster de maiores comentários, porque eu não quero generalizar. Nem todo mundo é sujo, mas tenha ciência de que muitos são. "Tela e batelia oliginal". Mais uma coisa pra falar sem rodeios: se não saiu zero da caixa lacrada, não é peça "original". As autorizadas conseguem sim peças da marca (nem sempre elas trocam, pode ser que encaminhem para outro centro autorizado fazer a substituição), mas não quer dizer que é o que estão te vendendo. A autorizada não ganha quase nada fazendo esse reparo, a marca cobra sua fatia grande do bolo. Por que não usar da fama de autorizada para colocar peças mais baratas por conta própria e cobrar o preço informado no site da Apple? Pra que fique claro, felizmente eu trabalhei em um centro de reparo autorizado muito correto, o proprietário é um homem justo, sem ganância, e sempre prezou pelo bom serviço e atendimento. Mas isso acontece. Eu costumo dizer que existem quatro tipos de peças: - "Original": Produto fabricado pelo fornecedor oficial e atual da Apple. Simples assim. - "Linha AAA fake": É a paralela gourmetizada, o cara diz que é linha A, te cobra preço de linha A mas é peça capeta. - "Linha AAA": essa é a peça que você deve procurar. Muitas vezes é fabricada por empresas parceiras da fornecedora oficial, possuem acesso à "receitinha do bolo" e fazem peças de boa qualidade. Aqui não vai ter um centavo de preço abusivo da marca. Se for abusivo vai ser por parte do técnico, mas é como eu disse, existem "mecânicos e mecânicos". - "Capeta/Paralela": essa é a oliginal que o cara te cobra 150 reais, deixa seu aparelho sem parafuso, tudo montado torto. Péssima qualidade de material e acabamento. Display com cores sem vida, brilho ruim, as vezes impede também o bom funcionamento do sensor de proximidade do aparelho que fica localizado junto à câmera frontal, touch sem precisão e com delay alto. O mesmo serve para as baterias e quaisquer outras peças. Procure um bom técnico e não "precinho", procure indicações, histórico, teste o seu produto após o reparo. Negocie o preço. Peça garantia. Exija sempre uma ordem de serviço assinada ou carimbada descrevendo o modelo e número de IMEI do aparelho e tudo o que foi reparado e/ou substituído. Assistência autorizada só em garantia, poupe seu bolso. As intenções aqui são boas, note que eu não fiz qualquer propaganda sobre assistência, e também saiba que não faço reparos para clientes que não são locais. Eu estou com a mão ardendo. Qualquer coisa que estiver abaixo DESTA linha será atualização/edição após eu ter feito a postagem, talvez algo que eu queria ter dito e esqueci, rs.
    10 pontos
  9. JvDaP

    Como pedir ajuda - Leia POR FAVOR!

    Antes de pedir ajuda pro seu Hackintosh, já instalado ou não, informe: 1. Seu Hardware, só rodar o AIDA64 e colocar as informações mais importantes, isso em caso de laptops. 2. Se for desktop, sempre coloque as specs a. Processador b. Placa-mãe c. Placa de Vídeo. 3. É muito fácil achar um tutorial de instalação de Hackintosh, http://letmegooglethat.com/?q=instalação+hackintosh 4. No caso de um driver especifico, você sabendo qual o chipset de audio, ou rede, fica mais fácil pesquisar, por exemplo no google como "Hackintosh alc 235" ou "Hackintosh Realtek 8111" 5. Sites com tutoriais e imagens pra download. Olarila Tonymacx86 Insanelymac Hackintoshbr Hackintoshzone AMD-OSX Você pesquisando e indo atrás, fará com que fique mais familiarizado com o seu hardware, e entenda melhor o processo de Hackintosh e com isso dependa menos de outros. Hackintosh demanda tempo e principalmente paciência. Bom Hack
    10 pontos
  10. Bom dia a todos! Há uma semana adquiri os Air Pods aqui na Apple do Village Mall - Rio de Janeiro - e gostaria de deixar minhas impressões para ajudar àqueles que tenham dúvidas e/ou curiosidade a respeito do produto. A caixa é bem padrão Apple, branca, compacta, com tudo muito bem disposto em seu interior. Acompanha manuais e outros folhetos e cabo lightning/USB. Introdução: Se desejas algo novo, de fácil pareamento, prático, confortável, com boa duração de bateria e pode pagar os R$ 1.260,00 pedidos pela Apple, penso que esta é uma das melhores opções quando se fala de fones de ouvido in ear wireless. Design: Algo um tanto subjetivo mas ainda assim passível de ser avaliado. Os fones em si possuem design muito similar aos Ear Pods que acompanham os iPhones. O material - plástico rígido - aparenta ser de qualidade, assim como o estojo de carga que os acompanha. Os fones por sinal encaixam com perfeição no estojo de carga. Possuem portabilidade suficiente - parece uma caixa de fio dental - para levar em um bolso pequeno de calça, além de serem levíssimos. Resumindo, parecem sólidos! Nota 8 Conforto: Acredito que cada orelha e/ou cada canal auditivo sejam diferentes e tenham suas particularidades. No meu caso senti uma pequena diferença entre a orelha esquerda e a direita...o fone da direita parece ligeiramente mais apertado...nada que incomode, mas sente-se que ele está lá. Já na orelha esquerda nem sinto o fone. Ouvindo em torno de 90 minutos direto, não aquece, nem machuca as orelhas. Acho que cabe a cada um ao colocar os fones, identificar um melhor encaixe. De todo modo o conforto é muito bom para fone do tipo in ear. Nota 8 Cancelamento de Ruídos: Mesmo não sendo a função deste fone, resolvi escrever sobre, haja vista que muitos me perguntam a respeito. O fone não cancela praticamente nada de ruídos externos / ambientes. Assim, não há muito a ser dito sobre esta característica. Se para você cancelamento de ruído é algo muito importante / fundamental, sugiro que faça outra opção. Nota 2 Qualidade Sonora: Até pela sua similaridade com os Ear Pods, entendi que o som seria igual ou muito parecido; não é. Há claramente um reforço em tons graves, ótimos agudos e bons médios para um fone in ear. São também um pouco mais potentes. As frequências e os instrumentos são bem isolados uns dos outros e a clareza vocal é muito boa. Ouvindo vários estilos musicais codificados em AAC 256 kbps, com volume em 50% em ambiente relativamente silencioso, pode-se sentir a qualidade sonora dos fones. Aumentando-se um pouco o volume, percebe-se ainda melhor estas nuances. Muitas vezes som transmitido via bluetooth tem perda de qualidade...não parece ser o caso. Não sei se é influência do chip W1 ou outra configuração de hardware/software que a Apple implementou. Nota 8 Features: A Apple informa 5 horas de reprodução de música mais 24horas com o estojo de carga; ou seja após carregar os fones dentro do estojo, você vai usando os fones e ele vão sendo recarregados novamente ao serem colocados no estojo. o estojo é um acumulador de energia. Nos meus testes consegui em torno de 30 horas de utilização, um pouco mais do que o informado pela Apple. O pareamento foi o mais fácil já feito por um equipamento bluetooth. Simples e prático, basta abrir a caixa e junto com o bluetooth ativado no iPhone, o iOS já reconhecer os fones. Ao colocá-los nas orelhas é emitido um bip, daí basta abrir o Músicas e colocar pra tocar. O Bluetooth funciona muito bem, permitindo afastamentos superiores a 10 metros sem perda de sinal. Aliás, nestes exauridos testes em nenhum momento falhou o sinal. Aumentar/diminuir o som, mudar de faixas somente com uso da Siri. Penso que em uma nova versão, estas e outras funcionalidades possam se dar por gestos. Nota 9 Conclusão: Para um minúsculo fone de ouvido do tipo in ear, o produto superou minhas expectativas tanto em conforto quanto em qualidade sonora e features. O produto possui muitos recursos de inteligência embutidos e, para uma primeira versão, foi muito bem acertado. Assim, posso afirmar que os Apple Air Pods te darão mais prazer em ouvir música.
    10 pontos
  11. Por algum motivo absurdo, aquele formulário up-to-date do Brasil não funciona pra absolutamente nada, tanto que quando liguei para o suporte e ninguém sabia como obter informações sobre o processo. No mundo todo, você só coloca o serial do seu Mac, atualiza seu endereço e já começa a baixar. Aqui nós temos que esperar sabe-se-lá quanto tempo para conseguir um mísero redeem code. A boa notícia é que descobri uma forma de conseguir seu Redeem code imediatamente e de forma completamente legal (rá!). Acesse http://store.apple.c...Number=MD202Z/A Coloque o número de série do seu mac e a data de compra (a partir de 6 de julho) Em "Place of Purchase" escolha uma dessas Apple Retail Store e coloque o nome láhttp://www.apple.com/retail/storelist/ (eu coloquei Apple Store Northridge) Após isso, ele vai pedir para você atualizar seu endereço (com um dos EUA) [eu coloquei o da Google Inc.http://www.google.co...ny/address.html] Se tudo der certo, você vai ser direcionado para uma tela com o seu "Mac OS X Lion Content Code" (são 12 digitos) Abra a App Store, clique em Redeem, digite o content code e voila! (lembrando que sua conta precisa ser na app store brasileira) * talvez você precise cadastrar um cartão de crédito, mas como o preço que consta lá é FREE acho que ele não chega nem a validar as infos do cartão
    10 pontos
  12. Se esse indicador de saúde não existisse, você estaria preocupado agora com a sua bateria? Poderia dizer sem sombra de dúvidas que após a atualização você percebeu impacto na autonomia? São perguntas honestas, porque eu uso e conserto iPhones desde sempre, e na minha opinião e experiência as pessoas reclamavam da bateria com mais legitimidade. Antes o cliente percebia que a bateria já não durava mais a mesma coisa, e agora me ligam pra dizer que baixou 1% da saúde do dia pra noite, ou que o iPhone do fulano parece não baixar na mesma velocidade. Me parece neurose, pra ser sincero. As pessoas passaram a trocar de iPhone por causa desse número (que é uma estimativa e pode inclusive subir) sem mesmo cogitar uma troca de bateria ou até mesmo se a autonomia realmente diminuiu e deixou de atender a necessidade. Fico imaginando se os pneus de carros e amortecedores tivessem indicadores de saúde. Acredito que a Pirelli e a Cofap iam lucrar razoavelmente mais, mesmo as pessoas fazendo o mesmo uso dos carros, rs. O iPhone 6S é de 2015 e recebe atualização até hoje, no mesmo dia em que o iPhone 13 Pro Max recebe. Tem usuário com Mac 2010 fazendo uso profissional. iPad também costuma ter vida útil mais longa que os concorrentes. São aparelhos que desvalorizam muito menos que os da concorrência e são vendidos seminovos com bastante facilidade... Então particularmente eu não vejo obsolescência programada. Sendo sincero aqui, já que você tocou no assunto: você tinha um iPhone 11 Pro, que é um monstro. Vai dizer que a Apple te forçou a troca pelo 12 Pro?
    9 pontos
  13. se vc odeia quando o youtube nao carrega direito o video entao essa linda materia do tecnoblog é para vc: www.tecnoblog.net/138641/youtube-carregar-video-completo-dash/
    9 pontos
  14. Só existe um usuário que pode nos dizer, já já ele aparece pra responder!
    9 pontos
  15. Nem só "funk da Zona Leste" se tem de opção musical. Se tu não leste o tópico inteiro e ainda não conseguiste perceber a real utilidade de se ter um "Off-Topic" que foi criado por um participante com credibilidade e boa participação nesse fórum.. então, na boa, continua aí com o teu funk da zona leste, que, com todo respeito ao gosto de cada um, tem sua necessidade e significado para muitos.. provavelmente pra ti não tenha nenhum também. E graças "a essa ostentação" que temos tido oportunidades. Eu, por exemplo, aproveitei a dica do Endy e do Gerson para pegar o suporte veicular para o iPhone: http://store.apple.com/br/product/HC299ZM/A/suporte-veicular-portátil-kenu-airframe-para-iphone?fnode=46 Se não fosse pela "ostentação" deles.. eu não veria o link tão cedo... seja na zona leste.. zona norte...
    9 pontos
  16. Guardo todas. Em 40 anos vou até à Loja de Penhores do Rick Harris em Las Vegas e poderei conseguir um bom dinheiro.
    9 pontos
  17. Malagoli

    O pai morreu e o iPhone ta travado

    Estava conversando com um amigo, que tem loja na Santa Efigênia ( antro tecnologico e de peças e equipamentos de origem duvidosa em SP ) e ele disse que após o lançamento do IOS 7 o que mais aparece é orfão e gente que perdeu vó e tio e herdou o iphone/ipad ahuahuauhuaah
    9 pontos
  18. Calintro

    Porque eu virei Apple hater?

    Faz um vídeo reclamando da moderação não fechar um tópico que você abriu.
    9 pontos
  19. Os motivos pra briga nesse fórum estão cada vez melhores.
    9 pontos
  20. Vou criar uma página no FaceBook. Alguem apoia?
    9 pontos
  21. Acho que é o gadget eim! Antigamente eles eram enormes, não cabia nem na mochila!
    9 pontos
  22. Esse tutorial serviu pra mim. Shut down your Mac Power up your Mac and immediately press and hold the command + S keys Keep the keys down until you see text on the screen Now enter the following command: /sbin/fsck -fy and press enter Next enter the following command: /sbin/mount -uw / and press enter Now enter the following command: rm /var/db/.AppleSetupDone and press enter Finally, enter the reboot command and press enter Your Mac should reboot and you can log in normally, after which point the Setup Assistant will launch. Now you need to create a new admin user. Don't worry, your other user accounts should be intact. NOTE: You should choose a new user name for this admin account. Once you're back up and running you can go to Apple > System Preferences > Users & Groups and select the Allow user to administer this computer checkbox for the 'grant' user.
    8 pontos
  23. Olá pessoal Hoje gostaria de compartilhar minha experiência de 2 anos com o ecossistema Apple. Meu objetivo é para os usuários que pretendem ingressar (e, principalmente, investir) nos aparelhos da maçã. Bom, sou estudante universitário: sempre saio de casa para eventos acadêmicos em outras cidades, desenvolvo projetos de pesquisa e o binômio portabilidade x confiabilidade é mais do que essencial neste meio. Meu primeiro notebook foi um Toshiba (não Semp Toshiba), comprado na metade de 2009, se não me engano. Um bom dispositivo, mas um raio caiu e o queimou tudo o que ele tinha, em outubro de 2011. Comprei em fevereiro de 2012, então, um Samsung RV 114 (ou uma numeração parecida). Era menos feio que o Toshiba, mas com um design ridiculamente mal elaborado: tinha uma rugosidade tosca que sempre riscava. Sempre usei o Windows e gostava muito dele, mas misteriosamente, não conseguia ficar mais de 6 meses sem formatar a máquina e começar tudo de novo, já que esse sistema de backup com discos só funciona pra quem é muito sistemático. Em julho do mesmo ano soube que tinha ganhado uma bolsa para mobilidade acadêmica em Portugal, que acompanhava um auxílio de 1000 dólares para a compra de um computador. Como morava em uma cidade diferente dos meus pais, vendi a mobília da kitnet e abati parte dos R$5.200,00 do MacBook Air de minha assinatura, com 3 anos de garantia. Foi muito pesada a compra (uma loucura para meus padrões financeiros). Recebi o bendito, então, duas semanas depois. Não sabia nada do ambiente Mac, nem instalar um programa. De lá pra cá minhas condições financeiras melhoraram, o que me permitiu comprar outros iDevices aqui no Brasil e durante minha estadia na Europa. Estou dizendo isso porque muitos que observam o universo Apple de fora podem nos considerar elite (se não elite, um bando de imbecis que optam pelo status de uma marca e que parcelam um produto em 24 vezes). Posso até ser imbecil, mas não “elite”. Bom, se valeu a pena? É o que sintetizo nas linhas que se seguem. Nunca o MacBook Air me deixou na mão. Nunca ele deu nenhum problema e sua bateria nunca acabou na hora errada. Hoje ele me atende com a mesma fluidez e estabilidade que em agosto de 2012, ou seja, dois anos de uso (inclusive a bateria!). Em meus notebooks anteriores, nem cheguei perto da experiência que tenho com o Air. Faz 1 ano e meio que não formato minha máquina, nem para atualizar o sistema operacional e só pretendo fazer isso com o Yosemite, por desencargo de consciência. Há quase dois anos, também, comprei um Time Capsule de 2TB. O sistema de organização das coisas não é perfeito, mas se eu quiser acessar algum arquivo de 13 de março de 2013, consigo com menos de 5 cliques. Se eu tentar particionar minha unidade e der zica, o assistente de recuperação do Mac baixa o SO e coloca o sistema da mesmíssima forma como estava antes, sem nem me lembrar de clicar em algum botão para o backup e, principalmente, sem fio algum. Nunca perdi nenhuma pesquisa ou trabalho acadêmico com o Air + Time Capsule. Decidi, depois, comprar um iPad Mini. Não consigo imaginar minhas aulas (chatas) sem ele. Além de, claro, participar de eventos e apresentações em simpósios e coisas do tipo. Abandonei as fotocópias da faculdade. No fim do ano passado comprei uma Apple TV. Pelo preço, ela faz muito (pelos padrões exagerados do custo dos iDevices no Brasil). Projetar músicas, imagens, documentos em uma televisão, ainda mais com o Netflix da vida, é muito útil. Na semana passada, com um dinheiro juntado, comprei um iPhone 5S de 32GB. Em um intervalo de 2 anos, tive um Lumia 800 e outro 820, ambos tendo diversos problemas (no microfone, na câmera, na recepção de sinal) e limitações no Windows Phone que, pra quem tem um dispositivo com iOS, são irritantes. Juntando os dois, houve um investimento de quase R$2.500,00 (sendo metade dele do Lumia 800, abandonado pela MS no WP 8). Com o iPhone 5s, não tenho a intenção de fazer as coisas mirabolantes que veremos nos próximos 2 anos, porque o patamar deste dispositivo já é muito maior do que eu preciso. Além da crescente integração com os MacBooks, que multiplicam as vantagens do ecossistema, o preço – ao considerar a vida útil do aparelho – quase se assemelham, com a vantagem do suporte prolongado dos aparelhos que a Apple lança. Por fim, só gostaria de expor dois anos de experiência com o ecossistema Apple. É caro, sem dúvida alguma, com outras opções muito mais em conta no mercado. Porém, para meu perfil de usuário, cada centavo investido nestas máquinas nunca retornaram com dor de cabeça – e meu querido Air vai continuar me atendendo adequadamente durante um bom tempo (e me dando a impressão de que os produtos da concorrência foram lançados com um design inacabado).
    8 pontos
  24. Mac Mini Late 2012 - SSD 500G + 16 GB Ram Apple Thunderbolt Display 27" Magic mouse + Apple keyboard iPad mini iPhone 4 Caixa Edifier P3060 (2.1) Caixa Edifier R1000TCN (2.0)
    8 pontos
  25. Gostaria de compartilhar também o meu:
    8 pontos
  26. ... Pagando um preço abusivo. Com um direito que funciona muito bem na teoria.
    8 pontos
  27. Ok, continue na sua dádiva ignorância. =)
    8 pontos
  28. " Ano passado comprei um iMac aluminum Core2duo por 1.400, vendi por 1.800 " Os donos de usados inflacionando os preços são foda mesmo...
    8 pontos
  29. Eu ainda não tenho iMac. A idéia foi ouvir a opinião de quem já tem. Um fórum como esse serve, dentre outras coisas, para compartilhar experiências. Quem não tem nada a acrescentar deveria prestar atenção na proposta do tópico antes de falar bobagem.
    8 pontos
  30. Tutorial Yosemite em Macbook White antigo.pdfPromessa é divida... Depois de meses navegando em sites "gringos", assistindo videos pra la de confusos, em idiomas que nem faço idéia de que país eram, consegui "decifrar" tudo o que encontrei e finalmente consegui criar uma forma em PORTUGUES do BRAZIL... ops... BRASIL... um tutorial ensinando você a instalar o poderoso Yosemite naquele velho e empoeirado Macbook White 4,1 do inicio de 2008... Apesar destes MacBooks serem um tanto antigos, seu processador core 2 duo com 3mb de cache L2 enchem os olhos de quem tem um... Bonitos e poderosos só faltava um detalhe... Rodar o Yosemite... Atual e espetacular Sistema Operacional da APPLE... Tenha paciência, eu tive, e muita... por isso consegui. Sei que muitos outros sabem como instalar, mas não entendo porque não compartilham... tudo bem.... Siga exatamente como está no tutorial... na sequencia vamos afinando seu novo OSX... corrigindo eventuais bugs relacionado as Kexts... afinal de contas, é um macbook não suportado... Segue aí o tutorial, mãos a obra.. Instalando OSX10.10 Yosemite em um MacBook White 4,1 do inicio de 2008 O que vai ser preciso: 1: Baixar o arquivo “Install OS X Yosemite.dmg” em algum site de torrent ou de sua preferencia 2: Baixar o arquivo zip neste link: http://www.4shared.com/zip/MFl3CQpzba/Extras_Yosemite.html? 3: Um Pendrive de 8gb 4: Um macbook white do inicio de 2008 … (óbvio) 5: Criar uma segunda partição em seu HD Ok… Vamos lá… Fiz os procedimentos que segue aí a partir do próprio macbook 4,1, sim, aquele branquinho, (esquecido pelos herdeiros do legado de Steve Jobs), rodando o Lion, mas caso vc esteja usando outra versão ou outro mac, não tem problema… Primeiro passo: Crie uma segunda partição (registro cronológico) em seu Hd com Utilitário de Disco (nesta partição vc vai instalar o Yosemite). Após baixar o arquivo “Install OS X Yosemite.dmg”, copie ele para a pasta “Aplicativos” do seu mac plugue seu pendrive de no mínimo 8 Gb e apague ele usando o utilitario de disco como registro cronológico e de um nome como “Instalador do yosemite” ou outro nome qualquer. Deixe seu pendrive plugado. Extraia a pasta “Extras Yosemite” baixado no 4shared para a sua Mesa Dentro da pasta clique no arquivo DiskMaker X 4b4 e escolha a opção “Yosemite (10.10)” Na próxima janela clique em “Use this copy” ( note que o programa encontrou automaticamente o arquivo “Install OS X Yosemite.dmg” que vc copiou para a pasta “Aplicativos” Clique em “An 8 GB USB thumb drive” Em seguida, na próxima janela, Ïnstall OS X Yosemite, clique em “chosose this disk” Clique em “Erase them create the disk” clique em “next”, quando pedir sua senha de usuário, digite (caso vc tenha uma configurada em seu mac) e vá procurar algo interessante para fazer enquanto seu pendrive de instalação é criado… Depois de algumas horas…. rsrsrs,,, que nada, em alguns minutos seu pendrive estará pronto… casa esta tela te de um susto, não esquente não… clique em continue… e se prepare… vc esta a apenas alguns passos de desfrutar seu novo… velho macbook…. _________________________________________________________________________________________________________ Antes de reiniciar sua maquina e comecar a instalação, na pasta “Extra Yosemite”, abra o arquivo DisAppear e clique no botão “anzeigen” … isso fará com que os arquivos ocultos apareçam em seu Finder… Agora, em seu Pendrive, procure como no caminho abaixo… Yosemite Install Disk - 10.10 ▸ System ▸ Installation ▸ Packages substitua o arquivo “OSinstall.mpkg” pelo de mesmo nome que está na pasta “Extras Yosemite”… Ainda na mesma pasta “System “ navegue para “▸ Library ▸ CoreServices” e delete o arquivo “platformSupport.plist”… Pronto!!! quer dizer… Quase pronto Reinicie seu macbook, aperte a tecla option apos a musiquinha do boot e selecione o instalador do Yosemite… va procurar algo interessante pra fazer de novo enquanto seu Yosemite é instalado… ________________________________________________________________________________________________________ Ultimo Passo… ( sem prints pra ficar mais simples…) Quando a instalação terminar e seu macbook reiniciar… aquele maldito circulo estilo caça-fantasmas vai travar seu macbook… Muita calma nessa hora… Como vc instalou o Yosemite na segunda partição, seu Outro OS X esta intocável na primeira partição. Retire seu Pendrive da usb do seu macbook, Reinicie a maquina, aperte option e selecione a primeira partição… Agora esta quase pronto.. de verdade… Em seu OS X antigo, abra o Finder, selecione a partição em que vc instalou o Yosemite. siga o caminho “System ▸ Library ▸ CoreServices” e simplesmente delete de novo o arquivo “platformSupport.plist”… Agora está PRONTO!!! Seu Yosemite esta pronto para ser usado, reinicie a maquina e divirta-se… By Sergio Kores.
    7 pontos
  31. Teoricamente a Apple não dá nada! rsrs 🤑 Eu trabalho nessa área há cerca de 12 anos, então vou dar a minha opinião (leia-se: dizer pra você coisas que eu queria ter escutado lá atrás). Se você tem zero conhecimento na área, você tem duas escolhas: procurar um curso básico pra te ensinar o feijão com arroz, como desmontagem, identificação dos componentes, reparos simples como substituição de componentes (bateria, tela, cabos flexíveis, antenas etc), como fazer diagnósticos para isolar a causa dos defeitos, como utilizar as ferramentas básicas da assistência como fonte de alimentação, multímetro, estação de solda a ar, ferro de solda etc. Ou, você pode pedir um emprego na cara dura, dizer pro cara que você não sabe nada mas que tem vontade de aprender, como eu fiz há cerca de 13 anos atrás. Se quer um conselho, invista na sua profissionalização e faça um curso, porque eu tive a sorte de ter sido ensinado por um bom técnico, mas se você pegar um porco que quer se aproveitar da tua mão de obra, você vai aprender apenas maus hábitos como técnico e se frustrar. Pra que fique claro, a Apple não oferece cursos. A menos que você seja contratado por um centro de reparo da marca e receba treinamento, ou alguma assistência autorizada como as que existem em algumas loja iPlace etc. Você terá nesses empregos a oportunidade de tirar suas certificações (comento mais abaixo a respeito). Pra caçar um emprego desses é bom ter uma base de conhecimento. Dificilmente pegam uma pessoa com zero conhecimento pra treinar. Não precisa ser um expert (até porque os técnicos autorizados da Apple não são técnicos avançados 🙊), basta ter um conhecimento básico, que como eu disse acima você pode adquirir em um curso. Você também pode trabalhar em assistências especializadas, que não possuem vínculo com a marca. Você também pode abrir sua própria assistência, mas eu recomendo que não se aventure logo de cara. Caso queira empreender na área, é interessante que passe antes por uma assistência pra entender o funcionamento, como lidar com os clientes, e claro, adquirir experiência técnica pra não correr o risco de se queimar num empreendimento novo e com pouca experiência. Sinceramente? É aqui onde o dinheiro está. Trabalhar em autorizada e seguir à risca os procedimentos da marca não dá dinheiro. Inclusive se você for o dono da assistência. Ser um técnico comissionado ou ter a própria assistência com certeza te dará maiores retornos financeiros, mesmo que você tenha um volume de serviço menor (e sinceramente qualquer assistência razoável tem mais servico que as autorizadas, fácil). Com o passar do tempo, conforme você for adquirindo experiência com os procedimentos básicos, você pode começar a querer fazer reparos mais avançados, como reparo de placa de placa lógica, por exemplo. Aqui não tem caminho fácil, curso e muito estudo, ou um bom colega de trabalho já experiente, disposto a ensinar, e também muito estudo e dedicação da sua parte. Envolve microeletrônica, uso de ferramentas mais avançadas como osciloscópio, microscópio, entre outras. E a curva de aprendizado geralmente é mais lenta em relação aos procedimentos básicos. Prepare-se para pequenas (e grandes) doses de frustração, porque até "pegar o jeito", você vai coçar bastante a cabeça. É uma área que cresce DEMAIS, principalmente se você for aplicado e caprichoso, porque a Apple não faz esse tipo de reparo, e se o cliente não estiver coberto pela garantia eles não estão nem aí, e é aqui que entra o técnico avançado. Sobre as certificações... É um pedaço de papel que a Apple te dá, dizendo que a marca reconhece seu conhecimento técnico em alguma área (como reparo de dispositivos iOS, Macs, vendas etc etc). Você tem duas opções: ou trabalhar em uma autorizada, onde você terá o treinamento e receberá os exames, ou você faz por conta. Pra fazer por conta existe um material de estudo (que custa um balaio de dinheiro, em dólares), e depois você entra na plataforma e faz os exames (que custam 20 dólares cada, por tentativa). Se você for trabalhar na autorizada, não tem escapatória, você tem que fazer, mas pelo menos não terá custos. Se você for trabalhar pra alguma assistência especializada, não gaste seu dinheiro, e se for pra ter uma assistência própria, é um pedaço de papel legal de ter emoldurado na parede da recepção e mostrar aos clientes que você tem um mínimo de reconhecimento pelo seu conhecimento. Com o passar do tempo, e quanto mais especializado você for, principalmente em reparos avançados, você vai entender que aquela certificação não faz jus algum ao teu nível, rs, porque como eu disse, você verá em reparos avançados coisas que somente quem fabrica o iPhone lá na China sabe que existe. É meio que ser um atleta olímpico e pendurar na parede as medalhas de "Obrigado por participar" na época das gincanas escolares. Fica a seu critério. Eu tenho, gosto, mas não te define como técnico e se for pra tirar por conta muito provavelmente não vale o esforço, tempo e dinheiro. Em relação aos cursos, é preciso ter muito cuidado. Tem muito picareta por aí se aproveitando dessa época em que muita gente quer mudar de carreira, e cobrando pra ensinar o que você pode aprender no YouTube (e com metodologia pior). Pesquise por boas escolas, com boas indicações, avaliações de ex-alunos etc. Não se deixe influenciar por um site ou panfleto bonito, preço atrativo e mil e uma promessas. Pesquise, leve dias, semanas, ligue, se informe. Não rasgue dinheiro. Eu não vou te enganar: existe uma concorrência selvagem e muitas vezes até desleal nessa área. Informação é OURO, e a maioria esmagadora dos técnicos vai esconder informações de você. Muita coisa você vai aprender batendo cabeça, e se tiver sorte, como eu tive por diversas vezes, encontrará colegas de profissão, muitas vezes até concorrentes diretos, mas que estarão dispostos a compartilhar mutuamente informações com você pra que ambos cresçam juntos, mesmo que cada um na sua. São coisas que você vai entender bem como funcionam ao ir adquirindo experiência. Não queime o serviço dos outros. Você é quem vai se queimar. Também não dê corda pra cliente "leva e traz", aqueles que vão na sua assistência falar do outro técnico, porque você vai ser o alvo também, o cliente vai sair ileso e você irá criar inimizades. Tenha bom relacionamento com seus concorrentes. Eu tenho concorrente que me empresta peça e ferramenta quando está em falta, rs, e vice-versa, rs. Não pule etapas. Comece pelo básico do básico e treine até a exaustão, nem que seja desmontando aparelhos velhos, sucata, doação, vendo vídeos de outros técnicos também, lendo etc. Essa área pune com força quem tenta dar o passo maior que a perna, e as vezes a punição pode ser você matar um aparelho caríssimo de um cliente e ainda ter que explicar pra ele que as fotos do bebê recém-nascido dele já eram. É um serviço que demanda muita atenção e capricho. Você tem que fazer o serviço como se fosse o seu aparelho particular, porque serviço apressado e porco afasta cliente, e logo logo você pega fama (ou de técnico caprichoso ou de açougueiro). Não pegue serviço pra fazer com 20 minutos, mesmo que seja a troca de uma bateria. A lei de Murphy é implacável: o que puder dar errado, vai dar. Faça com calma. Uma escapada de uma ferramenta e tchau, tchau placa lógica (ou qualquer outro componente), e num serviço que era pra você lucrar 100 reais você vai ter prejuízo de milhares de reais. Se tiver alguma dúvida, pode perguntar aqui no tópico, e assim que puder eu respondo. A única coisa que eu vou ficar te devendo mesmo é indicação de curso. Boa sorte!
    7 pontos
  32. Olá galera, Minha intenção com a criação desse tópico é termos um lugar centralizado para o acesso à promoções, cupons, reduções de preço e etc. O foco principal devem ser produtos da apple mas seria legal se tivéssemos promoções de outros gadgets de interesse todo mundo (android, pcs, wp, etc). Outros fóruns da internet já tem tópicos assim, acho que o pessoal do macmagazine não devia ficar de fora . Para começar: Cupom de 15% de desconto no site do extra: IVYWMAPGYO Só adicionar no carrinho. Funciona com vários produtos até alguns que já tem desconto em cima. Um blackberry z10 sai por 849 a vista por exemplo, um luzia 925 por 1104, um Nexus 5 por 1529. Uma capa de iphone 5c sai por 118. Tem que ir lá e conferir! O que mais vocês acharam pela internet?
    7 pontos
  33. faustompc

    iMac c/ FusionDrive 2013 Review

    iMac c/ FusionDrive 2013 Review Olá pessoal, o motivo deste post é fazer um breve review sobre o iMac 2013 com FusionDrive, afim de tirar as dúvidas de possíveis interessados no produto e que eventualmente não se decidiram sobre a compra. Optei pelo modelo intermediário de 21,5", aquele com a GPU Nvidea. Configurei-o com o FusionDrive e Magic Trackpad. Tive vontade de adicionar memória RAM no ato da compra mas infelizmente o preço dessa máquina já tava subindo no telhado. Não deu. Comprei com os 8GB padrão mesmo. Configuração: i5 2,9GHz, 1TB Fusion Drive, GPU Nvidea c/ 1GB DDR5. 21,5" Pontos positivos: 1. A tela é muito, muito boa, reduziram absurdamente os reflexos se comparado a versão de 2011 que eu tinha. 2. O FusionDrive dessa versão, possui um ssd de 128GB conectado via PCI-Ex. O modelo lançado em 2012 era SATA. As velocidades de escrita e leitura ficaram em torno de 400MB/s e 650MB/s respectivamente. 3. iMac incrivelmente silencioso e ao contrário da versão 2011 que eu tinha, esse simplesmente não esquenta, nada. Nem mesmo quando atinjo uso de 100% da CPU - convertendo filme full hd com o app Handbrake. 4. Pro meu uso parece que os 8GB de RAM são sufucientes, verificando o Monitor de atividade, em momento algum foi usado memória de troca. 5. Boot do Mavericks em 13 segundos. 6. Ao contrário do que eu esperava, as caixas de som não são ruins, são bem semelhantes às do modelo 2011, gostei delas. Aprovei. 7. O design desse all-in-one é incrível. É lindo de frente, de lado e de costas, rs... 8. Embora seja um desktop, ele é leve, bem leve. Se você precisar mudá-lo de lugar, vai achar muito fácil. 9. Ótimo desempenho /performance, pelo menos para a configuração acima mencionada. Curiosidades: Mesmo eu tendo gostado do FusionDrive, resolvi desfazê-lo e gerenciar os discos manualmente. Simplesmente por querer ver como seria, nada me levou a isso. É perfeitamente possível, via linhas de comando no Terminal. Tá bom mas, e caso eu me arrependa e queira refazer o FD, tem como? Tem sim, o próprio Utilitário de disco (no modo de recuperação ou com boot via pendrive de instalação do Mavericks) pergunta se você gostaria de restaurar os discos montando novamente o FD. Basta clicar sobre o primeiro disco da lista, que no caso será o ssd. Se você recusar a oferta de restauração do FD feita pelo Utilitário de Disco, poderá então formatá-los individualmente e particioná-los como quiser. Para ser questionado novamente sobre a restauração do FD, basta sair e voltar ao Utilitário de Disco. Isto posto, decidi instalar o sistema no ssd. Deu tudo certo. Agora tenho dois "discos", um ssd de 128GB e um HDD de 1TB. Fiz novos testes de velocidade e a coisa melhorou um pouquinho. O ssd apresenta velocidade de escrita e leitura de 400MB/s e 750MB/s, respectivamente. E o hd mecânico, que é de 5400RPM, pra minha agradável surpresa, apresenta velocidades de escrita e leitura de 100MB/s e 110MB/s. Respectivamente. Fiquei muito surpreso pois o hd de 7200RPM do iMac 2011 que eu tive, apresentava velocidades de escrita e leitura quivalentes de 100MB/s. Parece que há um pouco de magia neste ponto. kkk. Gostei da idéia de gerenciar os discos manualmente. Movi minha biblioteca do iTunes para o hd interno, e também todos os arquivos de vídeo. Deixei todo o resto no ssd e ainda tenho livre, dos 128GB existentes, 85GB no SSD. E no hdd tenho uns 750GB livres. Embora a biblioteca do iTunes esteja fisicamente localizada no hd, o iTunes está instalado no ssd e tudo flui muito bem, rápido e sem lags. Outro ponto curioso: Agora o BootCamp permite que eu escolha em qual disco quero instalar a partição Windows (vou usar para rodar alguns games). Pode ser no ssd ou hdd. O TimeMachine via TimeCapsule faz o backup dos dois discos de forma automática, o que é muito bom. Pensei que ele iria se restringir apenas ao ssd que é onde o sistema está instalado. Tô muito satisfeito.
    7 pontos
  34. Gustavo Jaccottet

    iPhone 6S

    Cara, a Siri, como toda mulher, faz tu gastar mais, seja dinheiro, seja bateria!
    7 pontos
  35. Já faz mais de 18 meses que comprei essa armação "Steve Jobs" e só agora que coloquei as lentes de grau decidi mostrar aqui. Usarei só em casa porque a patroa não aprovou para uso social e também para não me acusarem na rua de "ostentador", kkk,
    7 pontos
  36. A grande maioria dos problemas com a bateria do iPhone são psicológicos.
    7 pontos
  37. Marco, vamos evitar que tu passes menos vergonha... para de postar sobre coisas que tu não sabe. Deixa que um especialista diga quem tem mais poderes: o iMessage ou o WhatsApp.
    7 pontos
  38. Jovem, faça um favor a você mesmo e pare de tentar bancar o sabichão.
    7 pontos
  39. rott

    PS4

    Tenho diariamente. O preço do PS4 é o menor dos motivos.
    7 pontos
  40. Acompanho o site desde meados de 2007, portanto acompanhei boa parte da evolução editorial e dos percalços passados dessa segunda encarnação do MacMagazine. Numa primeira fase que durou até mais ou menos idos de 2008 o site tinha um tom ingênuo, com vários erros nos poucos posts que se pretendiam mais técnicas, e o diálogo com o leitor era constante e mesmo certas vezes era excessivamente humilde. E era notório que havia algo piadista e heróico do Mac x Wintel, incentivado pelas peças publicitárias da Apple. Na segunda fase, que durou mais ou menos até fins de 2009 ou inicio de 2010, já havia maior preocupação com um rigor editorial, o site estava crescendo, a preocupação comercial já se mostrava, mas mantinha-se o diálogo com o leitor. Nessa época estimo que houve o maior número proporcional de contribuições dos leitores para as matérias. Para mim foi a melhor fase. Na terceira fase, cujo marco final coloco na queda do Intense Debate, o número de leitores subiu exponencialmente. E havia muito fanboysismo nos comentários. O diálogo foi reduzido ao mínimo. A preocupação comercial era mais nítida, havendo muitas vezes um excessivo número de posts diários. Dessa fase se encontram diversas acusações de que alguns posts eram meras traduções (não vou entrar no mérito) e de que o site parou com o conteúdo que atraiu leitores mais antigos (vídeo-aulas, por exemplo) em favor de ser um replicador de rumores. Começa a haver um certo tom de arrogância editorial. Na quarta e atual fase, há uma tentativa do resgate da conversa com o leitor nos comentários. Só que o tom é nitidamente arrogante. O tom das matérias volta a ter mais pessoalidade também, para o bem e para o mal. O site parece querer defender não a Apple, mas uma certa imagem da Apple. Enfim, esta é minha percepção e é claro que pode ser rebatida.
    7 pontos
  41. Olha, eu penso o contrário sobre isso. Para mim o alarme TEM que funcionar mesmo no silencioso, afinal pode acontecer de você colocar no silencioso e se esquecer de voltar ao normal e ser SALVO pelo alarme que, mesmo ignorando seu erro, o ajudou a lembrar seu compromisso. Sobre o alarme não parar depois de certo tempo também penso o contrário, mas neste caso específico poderia tem uma opção de parar depois de um certo tempo. Sobre sua reclamação me lembrei de um antigo Nokia que eu tinha. Nunca me esquecerei dele porque certa vez eu tinha ido ao cinema e desliguei o telefone e esqueci de re-ligar. No dia seguinte, mesmo ele estando desligado ele ligou somente para tocar o alarme. Achei fantástico! Afinal se ele não tivesse feito isso eu teria perdido meu compromisso. Portanto cada um vê as coisas do seu jeito.
    7 pontos
  42. Matos

    DICA: Instalação limpa do Lion

    Olá amigos, estou aqui mais uma vez para passar um tutorial super simples de se fazer. Com esse tutorial voce poderá instalar uma coisa limpa do Lion, ou seja, sem que seja por cima do Snow Leopard. Segue o link abaixo. O português é de Portugal, mas da para entender numa boa. http://portal.zwame.pt/20530/guia/clean-install-do-os-x-lion Agradecimento especial ao usuário Frodo. Que me ajudou a encontrar esse tutorial.
    7 pontos
  43. LeoMP

    Algum DeMolay'' ai?

    Tipo.... O cebolinha chegando atrasado?
    7 pontos
  44. tenshimsm

    "Recortar" no Lion

    Li no Guia do Hardware mas ainda não testei, pois não estou em casa, que no Lion (finalmente) terei meu Recortar/Cortar (não exatamente assim) e Colar (Control + X Control + V). Usando Command + C e depois Option + Command + V move o arquivo copiado. Achei realmente bacana, primeiro por que isso fazia uma falta danada e também porque simplificaram: "copio e depois decido o que fazer" http://www.hardware.com.br/noticias/2011-08/mac-recortar-lion.html
    7 pontos
  45. Eu achei caro o iPhone 4S, e não vou comprar. Mas isso é detalhe. E também depende em COMO vai comprar, porque o meu iPhone 4 eu comprei com fidelidade, e como para mim vale a pena ficar atrelado à operadora (sempre usei VIVO, não vou trocar mesmo), então paguei um preço OK. Quando ao lance dos preços que estão falando, vamos deixar de ser hipócritas. Quem tanto fala dos valores, por acaso deixa de comprar um carro no Brasil?! Deixa de comprar uma série de eletrodomésticos, eletrônicos e afins? Pois se formos falar em carro, também é um absurdo o que se paga aqui. Ora, pagar R$ 25.000,00 em um CELTA capado, é absurdo. O exemplo do CAMARO que deram, apenas comprova que aqui no Brasil o problema não são exatamente os impostos, mas sim o LUCRO que é abusivo. Se fossem só impostos, o CAMARO custaria uns R$ 70.000,00, e não acima dos R$ 100.000,00. O mesmo vale para qualquer carro. Aí o pessoal vem com "vamos boicotar a compra de carros". Pois bem, se for pra levar a sério, então não comprem nada no Brasil. O problema é que em morando aqui, vez ou outra, querendo ou não, não tem como escapar de ser "otário". Se for realmente deixar de ser otário, então tem que se mudar daqui e ir pra Europa. Pronto. Moral da história: compra quem quer. A situação do país é essa. Boicote coletivo é utopia, e mais utopia ainda é achar que dá para todo mundo boicotar tudo (pois em tudo nós somos "otários" aqui). Quer mudar o país? Pois então evita fazer o que milhões de brasileiros fazem, que é dar um "jeitinho malandro" pra tudo. Fala mal do vizinho enquanto faz um "gato". Reclama disso e daquilo outro, mas sempre quando pode também passa a perna em alguém, não respeita lei nenhuma de trânsito pois acha todas as medidas imbecis (vide o não poder beber), etc, etc. Brigar com outro cidadão, contar vantagem ou insultar quem compra algo caro não são atitudes que mudarão em nada o nosso problema como brasileiros.
    7 pontos
  46. Não, você não deve enviar um e-mail pra uma pessoa que não tem nada haver com os seus problemas. Se quiser reclamar com alguém, faça com os seus governantes que permitem esse tipo de coisa. Óbvio, se eu tenho R$2.200,00 pra pagar num celular, quase R$3.000,00 num monitor 27", R$3.500,00 num laptop ou R$1.200,00 num SSD de 240GB eu sou otário. Sabe, é muito vantajoso ser um otário... tá cheio de gente que adoraria ser otário também.
    7 pontos
  47. danielfloripa

    GOLPES na sessão classificados.

    Galera criei aqui pra quem já tomou calote dar seu depoimento para que não aconteça o mesmo com outras pessoas. Eu estava vendendo um iPhone 4 branco ai e o cara se passou por min para dar o GOLPE. """""Ola igor, aqui é o danielfloripa do forum. Eu ia desistir da venda, mas hoje está dando tudo errado, a placa mãe do meu pc queimou e agora vou precisar investir novamente. Vou deixar tudo por 1400 (com frete) pra gente fechar hoje (quinta-feira), o aparelho tem caixa, acessorios originais, NF, tudo bem conservado, afinal ainda não completaram nem 3 semanas de uso. Vou lhe passar os dados para deposito abaixo, e não esqueça de me retornar com seus dados para envio. DADOS PARA DEPOSITO agencia: 3102 conta poupança: 1690-4 fav: alexsand conceição dos santos * consegue depositar antes das 13h? Pois o horário que eu tenho para despachar é entre 13-14h que é meu horário de almoço.""""" O Igor ai me alertou deste email que ele recebeu! É GOLPE e obviamente não fui eu que enviei, a galera já me conhece aqui!!! _ Todo cuidado é POUCO! Recomendações: 1. Se possível negocie pessoalmente 2. Veja referências da pessoa 3. Olhe atentamente nome, email e nick do forum 4. Peça CPF sempre. 5. Procedência do produto! nota fiscal, etc.. Caso aconteça de seguir as recomendações e mesmo assim levar um golpe, corra na polícia faz um BO, e investigue a fundo.
    7 pontos
  48. edupires

    SOCORRO! MACBOOK COM COCA

    Brasileiros brasileirando como sempre!!! Depois reclamam dos politicos.
    7 pontos
  49. Gosto das informações do MM e sim, eles ficam do lado da Apple mesmo e não vejo nada de errado nisso. É um site sobre Apple, então é para serem relativamente parciais. É crime, pecado ou erro ser fanboy? As pessoas tem direito de escolher qual lado estão? A rivalidade existe e sempre existirá, e haverá defensores de ambos lados. Está incomodado com a parcialidade do site? Não o acesse mais, pronto. Eu não fico buscando informações em sites de android, windows, etc. porque não gosto dessas plataformas. Se gostasse delas não acessaria o MM, porque não seria de meu interesse. De qualquer forma se vc for mais observador eles também tecem críticas a Apple. Por exemplo, num podcast o Breno se referindo ao Mac Mini disse: "Chuta que é macumba!", sendo ele um ferrenho crítico desse mac.
    6 pontos
  50. Esse é a minha singela mesa! =P
    6 pontos
Este ranking está baseado em São Paulo/GMT-03:00
×
×
  • Criar Novo...