Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Alan Leitão

Membros
  • Total de itens

    1.115
  • Registrou-se em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    14

Tudo que Alan Leitão postou

  1. Você pode usar qualquer serviço de nuvem que permite manter o arquivo localmente e usar o menu "Compartilhar" para abrir ele no software que você desejar. A única exigência é que o software permita abrir arquivos através do menu "Compartilhar".
  2. Eu já consegui configurar um Mac mini com M1 usando um teclado não Apple, mas foi um daqueles basicões, sem nenhuma tecla especial (daqueles que não precisa instalar um driver personalizado, que funciona com driver genérico mesmo). Se for um teclado mais incrementado o Mac Mini simplesmente não reconhece. Ah, outra coisa: isso não é exclusividade do M1, isso acontece desde sempre. Eu tenho um teclado Logitech sem fio (que não é bluetooth, é daqueles que chamam apenas de "2,4 GHz") que funciona. Os Logitech que funcionam por bluetooth ou que vem com Logitech Unifying não funcionam.
  3. Nunca "formato" o iPhone. Quando sinto necessidade, apenas uso a função "redefinir apenas os ajustes", o que já coloca o iOS com ajustes de fábrica sem apagar nenhum app nem seus dados. Isso é o suficiente para fazer o iPhone ficar rápido novamente e me permite reconfigurar o sistema. Não sofro com problemas de espaço porque só tenho o necessário no iPhone.
  4. Está parecendo que a camada escura que cobre a tela está "delaminando". Isso pode acontecer com diversos aparelhos. Sendo sincero, acho que nem vale à pena gastar esse dinheiro. Convive com o problema, a não ser que o TOC esteja gritando na sua cabeça.
  5. Uso o Autosleep há alguns anos e sempre o achei bom, mas não tenho um parâmetro de comparação com outros Apps ou relógios nesse quesito.
  6. Eu tenho um MBP com M1 e eu testei nele o Shadow of Tomb Raider em 1080p, gráficos no médio, com média de 30fps. Lembrando que rodou via Rosetta 2. Levando com consideração tudo isso, eu achei honesto, mas vou te dizer uma coisa: Mac e jogos não combinam. É melhor ficar no mundo Windows mesmo que você será mais feliz.
  7. Já considerou que o problema pode ser no seu carro? Acho que vale levar na CCS e pedir uma avaliação. Se possível, testar o comportamento em outro carro igual lá na CCS para efeito de comparação.
  8. Eu já usei memórias de frequência mais alta em Macs trabalhando em frequência menor sem problemas, mas usando memórias de fabricantes mais tradicionais, como Kingston, Corsair e SK Hynix. Já ouvi muito sobre problemas com memórias de marcas menos conhecidas como parece ser o caso.
  9. Sugiro testar o SSD em outro case que funciona normalmente nesse mac para descartar uma possível incompatibilidade.
  10. Tem certeza? O suporte foi categórico comigo de que a garantia de iPhones, iPads e Apple Watches começa a contar somente a partir da primeira ativação e normalmente essa primeira ativação só deveria ocorrer depois da compra, ou seja, o normal é que a garantia do aparelho seja sempre igual ou superior à nota/invoice, por isso a estranheza no meu caso.
  11. Sou da mesma opinião. Tem hardwares bons com Windows com preços bem em conta.
  12. Só um complemento para a sua colocação 1: A garantia de iPhones, iPads e Apple Watches começa a contar a partir da ativação, ou seja, se você comprar um aparelho novo, deixar 3 meses guardado e ativar a garantia dele será de um ano a partir da data de ativação e não da data de compra. É muito importante observar isso porque eu já tive um caso com um iPhone que comprei para a minha esposa. Comprei numa promoção do Shoptime (o vendedor era o Shoptime mesmo) e quando chegou a caixa estava perfeitamente lacrada. Abri, ativei, restaurei backup e quando fui ver em ajustes a cobertura da garantia ela estava com pouco mais de seis meses! Entrei em contato com o suporte da Apple e me informaram que o aparelho já havia sido ativado no passado, ou seja, minha esposa não era a primeira dona. Muito provavelmente foi um aparelho que foi devolvido, o Shoptime lacrou novamente a caixa e o revendeu como novo. Inclusive eles se recusaram a trocar o aparelho porque não se tratava de defeito e alegaram que com a nota eu teria um ano de garantia. Eu tive que simplesmente usar o meu direito de desistir da compra para receber o dinheiro de volta e acabei perdendo o preço promocional que eles haviam feito. Nem pensei em levar o caso para a justiça porque achei que seria complicado para explicar para o juiz que a garantia da Apple é em relação à ativação e não à nota. Enfim, voltando para o assunto do tópico: Baterias não usadas também se deterioram. Há também o caso de aparelhos guardados por muito tempo, em estoques com alta variação de temperatura (principalmente aquecimento). Nesses casos as baterias podem sofrer envelhecimento químico precoce, ou seja, a indicação de "saúde" não varia, mas os componentes estão velhos e podem indicar a necessidade de substituição. Por isso muitas vezes não é percebido um impacto na duração da carga ou desligamentos repentinos, mas essas baterias não são mais confiáveis quando comparadas com as mesmas em parâmetros normais. Eu li, mas sem comprovação alguma porque foi num fórum gringo e não achei nenhuma pesquisa que comprove, que esse tipo de situação é onde ocorrem mais casos de baterias "inchadas".
  13. Os Macs com Apple Silicon "dormem" diferente dos Intel. Nos Intel eles colocam a CPU em um estado de "baixa energia", em que a CPU fica em stand by, por isso que existe a opção de Power Nap para ativar a CPU e atualizar os dados quando em sleep. Já nos Apple Silicon, o SoC permanece ativo, como no iPhone/iPad, ou seja, ele "dorme" diferente. O computador apaga a tela e os núcleos de alta performance ficam "repousando". Os de alta eficiência continuam gerenciando o sistema então se um aplicativo fica aberto (ou rodando em segundo plano) e começa a atuar, ou um hardware conectado ao computador exige uso de processamento (caso dos hubs que usam a CPU para funcionar, afinal, eles não tem CPUs), há consumo de energia e isso é esperado. No Monitor de Atividade, aba Energia, é possível acompanhar se algum aplicativo está consumindo muita energia (mesmo em repouso) e inclusive se há algum deles impedindo o repouso do sistema. Vale dar uma olhada lá. E se o computador não vai ser usado por um período de tempo maior, vale à pena desligar dispositivos das portas USB. A gente percebe isso nos notebooks porque eles tem bateria. No Mac Mini com Apple Silicon chega o gabinete ficar quente porque algum hardware conectado impede o SoC de "repousar". É uma característica "negativa" quando comparado com as CPUs Intel que tem um modo específico para simplesmente "parar de processar". E numa atualização/instalação nova de sistema é comum o macOS construir caches do Spotlight, do Fotos, do Músicas, de prefetch (arquivos usados para acelerar a abertura de programas através da análise de como eles se comportam na memória) e isso consome bateria. Nos Macs Intel esse processo só acontece com o Mac ligado (e alguns com ele conectado no carregador), já nos Macs com Apple Silicon isso acontece em segundo plano, continuamente até que todos esses caches estejam criados (o que pode levar alguns dias). Aqui a minha máquina teve esse comportamento quando tirei da caixa por alguns poucos dias e depois, novamente, depois de instalar o Monterey, também por alguns poucos dias. Nunca observei com hubs ou outros dispositivos conectados porque não tenho o hábito de deixar nada plugado no computador quanto termino o uso.
  14. Juniorstein9, eu até pensei nisso, mas o amigo jura que nunca colocou o chip dessa pessoa no próprio telefone, por isso achei muito estranho o comportamento. De qualquer forma, é a única explicação lógica possível, então só pode ser isso mesmo.
  15. Um caso curioso apareceu pra mim hoje. Um amigo me mostrou no iPhone dele que há dois números de telefone associados ao iMessage e ao FaceTime, o dele próprio e o de outra pessoa (conhecida). O curioso aqui é que não há nenhum dispositivo estranho na lista de dispositivos que fizeram login na conta, ele tem autenticação em dois fatores ativada, não recebeu nenhuma notificação autorizando o login e, mais estranho, essa pessoa é usuário de Android e, pelo que sabemos, nunca teve um iPhone. Alguém tem alguma ideia de como isso posse ser possível? Eu não consegui pensar em nada.
  16. Na empresa onde trabalho já usamos algumas dessas baterias chinesas do Mercado Livre nas máquinas que ainda estavam funcionando, mas que já não tinham mais suporte da Apple. O resultado é misto, com algumas durando bem e outras apresentando problemas depois de alguns meses. Se aceita a sugestão, use uma bateria da ifixit na sua máquina. Com essas eu nunca me decepcionei apesar de também serem chinesas. Acho que a ifixit faz uma seleção das baterias que irão vender. Dá uma olhada nesse link: https://pt.ifixit.com/Store/Mac/MacBook-Pro-15-Inch-Retina-Mid-2012-Early-2013-Battery/IF117-047?o=5
  17. Eu uso o Firefox no M1. Ele está super rápido e bem leve, mesmo com todos os complementos que eu uso. O consumo de energia dele é muito baixo, no meu MBP com M1 não percebi impacto na bateria, como percebo com o Chrome. Meu segundo navegador é Brave, para aquelas situações onde o Firefox não funciona. Infelizmente a web agora é toda desenvolvida para o Chromium, então é obrigatório ter um navegador baseado nele. Os complementos que uso no Firefox são: 1Password / Norton SafeWeb / AdGuard (complemento do App - pago) / uBlock Origin (para bloquear o que o AdGuard não bloquear e desligar o JavaScript quando necessário) / Facebook Conteiner (para impedir o rastreamento do Facebook) / Toggle Cache (para não salvar conteúdo em cache no computador)
  18. Não, a versão com suporte ao M1 e futuros SOCs da Apple são universais, ou seja, rodam também nos processadores Intel e será assim por um bom tempo. Acredito que a versão 10.4 estar à venda deve ser: 1- Erro. 2- Para pessoas que ainda usam versões mais antigas do macOS. Como o Final Cut Pro comprado é distribuído via Mac App Store (não é distribuído de outra forma, pelo que lembro) se você comprar o mais barato (e se a compra for processada normalmente), você vai receber um código de download na Mac App Store e no momento do download vai baixar a versão mais atual compatível com a sua máquina e versão do macOS. Não acredito muito na segunda tese porque quando você baixa um app na Mac App Store ele sempre baixa a versão mais atual compatível, ou seja, mesmo comprando a versão mais atual, se sua máquina não for compatível com a 10.5.4 ele vai baixar a inferior compatível.
  19. É exatamente como comentei. O primeiro link é para a última versão, a 10.5, que perdeu o X no nome. O segundo link é para a versão 10.4.
  20. Pelo que lembro a Apple mantém o Final Cut Pro X (até a versão 10.4) por causa de sistemas antigos. A versão atual, o Final Cut Pro (sem o X no nome a partir da versão 10.5) roda nas versões mais atuais e é compatível com o Apple Silicon. Manda os links do que você está vendo para eu ver se é o caso ou há algo diferente.
  21. No tópico abaixo eu coloquei as minhas impressões sobre a migração de um Retina 2015 15" para um Pro M1. Como editor de vídeo é normal levar a máquina a 100% da capacidade em pouco tempo. Até mesmo no Pro M1 há uma deficiência na forma como o resfriamento funciona. Cito: "Ruído e temperatura (negativo) Para manter o nível de ruído baixo, a Apple continuou com a antiga tática de só acelerar a ventoinha quando a temperatura atingisse o limite. O que eu observei é que ao fazer isso, o Macebook Pro com M1 não atinge a performance máxima porque o chip acaba trabalhando com limitação por causa da temperatura. Usando um app para forcar a aceleração da ventoinha ao máximo, o ruído característico se torna presente, mas a performance da máquina melhora. Exportar uma timeline de 4k60 HDR (Rec2020) de 60 minutos usando codec ProRes no tratamento padrão de ventoinha levou 6 minutos. Com a ventoinha no máximo, levou pouco mais de 4 minutos. Imagino como deve ser essa limitação no Macbook Air que não tem mais ventoinha. A diferença é pequena? Sim, mas deve ser observada." Acredito que você tem que levar isso em consideração quando for escolher entre um Air M1 e um Pro M1 porque se com a ventoinha ela já não funciona da forma que deveria só para privilegiar a diminuição do ruído, calcule como deve ser com um Air sem ventoinha sendo exigido para o seu caso de uso. Na sua situação eu iria de Pro M1 e instalaria um software para aumentar a velocidade das ventoinhas antes do que a Apple projetou para não perder performance e aumentar a vida útil do aparelho. Aqui eu configurei para 1800 RPM a partir de 40º C, 4200 RPM a partir de 45º C e 7200 RPM a partir de 55º C. Assim a máquina fica silenciosa durante o uso "civil" (quase nunca fica acima de 35º C) e quando faço uso "soviético" ele faz mais ruído mas mantendo a temperatura "baixa" e a performance sempre no topo.
  22. São a mesma coisa. O software se chama "Final Cut Pro" e a versão base atual é a "X". Assim como existia o "Mac OS X" que agora é só macOS. O que a Apple está fazendo é retirar o "X" dos nomes.
  23. Você usa um dongle ativo ou passivo para conectar no monitor? Usar um ativo diminui consideravelmente a temperatura da GPU. Dá uma lida nesse tópico: Tem várias informações úteis sobre esse tipo de adaptador e não tem um custo muito alto para você avaliar se resolve o problema. Quando eu tinha um Retina 2015 15" usar um adaptador Mini DisplayPort para HDMI (ao invés de usar a HDMI do próprio Macbook) diminuiu muito o superaquecimento da máquina.
  24. Caso difícil, mas eu faria o seguinte: Procura alguém conhecido que tem um Mac com Apple Silicon, instala o Parallels Desktop trial, instala o Windows 10 ARM e testa o seu ambiente. Vai que você descobre que funciona. O seu dilema termina nesse momento.
  25. A NVRAM é reiniciada ao segurar a combinação de teclas que você citou na primeira reinicialização. A PRAM (Parameter Random Access Memory) é um recurso antigo, que a Apple substituiu pela NVRAM (Non-volatile Random Access Memory), um sistema mais moderno para fazer a mesma coisa. A NVRAM em Macs é reiniciada ao segurar a combinação de teclas e o Mac reiniciar uma vez, com excessão dos que tem chip T2. Nesse caso, a NVRAM é reiniciada quando o Mac exibe o logo da Maçã pela segunda vez. Os procedimentos completos, incluindo instruções adicionais caso o Mac tenha senha de firmware, pode ser encontrado em https://support.apple.com/pt-br/HT204063 . A maior questão é que a NVRAM não tem influência alguma sobre gestão de energia e bateria. O que tem influência nesse caso é o SMC (System Management Controller), que além de controlar a carga da bateria, também controla outros componentes como ventoinhas, botão liga-desliga e diversos sensores. O procedimento para reiniciar o SMC varia de acordo com o modelo de Mac e pode ser visto em https://support.apple.com/pt-br/HT201295 . Acredito que esse seja o melhor início para tentar resolver os erros relacionados aos itens comentados no tópico.
×
×
  • Criar Novo...