Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

rafaelalvesgb

Membros
  • Total de itens

    164
  • Registrou-se em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    5

Tudo que rafaelalvesgb postou

  1. Eu NUNCA recebi essa janela antes desde quando passei a usar certificado digital em 2012. Será que isso não decorre do Software usado? Eu uso o SafeNet Authentication Cliente 10.2.97.0 com o SafeNet 5110 (token vaga lume azul)
  2. O meu é o SafeNet 5110 e nunca recebi essa notificação. Ela surgiu quando?
  3. Não estou ainda no BigSur, mas nunca recebi janela com esse tipo de informação.
  4. Nunca vi essa tela antes, mas acredito que essa sincronização seja para permitir a utilização do certificado para desbloquear o computador bem como usá-lo em outros programas (como o Mail, Adobe, etc.). Ao Meno sé o que parece em razão do tipo do erro – problema de segurança relacionado ao acesso completo (como, por padrão, é bloqueado, ele não consegue fazer o acesso a outros softwares). Mas não sou especialista.
  5. Saulo, que versão holandesa é essa?
  6. Não é mais fácil simplesmente criar um tópico com o passo-a-passo e aí a galera toma ciência (ou vai contribuindo, se for o caso)?
  7. Estou pensando em fazer a atualização para o BigSur também. Mas não encontrei registro do pessoal quanto à compatibilidade com o PJeOffice, ESAJ e ePROC (os mais utilizados). Aparentemente temos 1x1 aqui (funcionou para um e não funcionou para outro). No Catalina tem funcionado tudo perfeitamente, então? Ainda estou no Mojave, mas em breve o único app que tenho em 32bits será atualizado e poderei, finalmente, ir adiante nos mais novos macOS. Qual sua versão de SafeNet e de PJe? ePROC funcionou normalmente?
  8. Eu acho que é muito fácil falar esse tipo de coisa sem vivenciar e sem conhecer a situação... Em especial sem conhecer qual a regra do sistema. E o problema todo é esse: nem a OAB, nem o CNJ, nem os demais tribunais se posicionam sobre. Já me disseram que o sistema judiciário só aceita certificados A3 em mídia física. Se isso é verdade ou não, eu não sei. Mas se sim, é importante entender o porquê. É questão de segurança? Há alternativas? Quais? Enfim... Na minha opinião, "pagar pra ver" só faz esse tipo de situação se perpetuar no tempo, porque vai encher o bolso de quem ganhar dinheiro com isso e não resolve o problema. O ideal é que as instituições competentes se posicionem e esclareçam as regras do jogo. Além disso, não podemos desconsiderar as particularidades das pessoas. Pra mim, graças a deus, não seria problema arcar com os custos de um novo certificado. No entanto, tem gente que teria problemas em pagar pelo certificado apenas para "ver no que dá". Eu mesmo, pelo preço abusivo cobrado e pelo serviço extremamente simples, prefiro não pagar – até porque, no meu caso, p.ex., se o certificado fosse um mero e-CPF seria jogar dinheiro fora, já que nunca precisei de certificado pra enviar minhas declarações de IRPF nem para qualquer outro órgão (inclusive porque, em muitos, é possível fazer o cadastro na própria instituição). Pra mim realmente houve algumas dificuldades na configuração dos certificados; mas todas essas "dores de cabeça" mais me ensinaram sobre macOS do que qualquer outra coisa. Eu prefiro continuar aprendendo (e ajudando quem passa pela mesma situação). Além disso, alguns contratempos (como impossibilidade de atualizar para o sistema mais novo) são naturais e não são problemas exclusivos do certificado digital (eu mesmo não atualizei para o Catalina e não devo atualizar para o BigSur porque tenho programas que não foram otimizados para esses sistemas e alguns ainda rodam em 32bits, como a primeira versão do Scrivener...). Na verdade o selo colocado no documento realmente não contém todas as informações (que serão mais ou menos a depender do aplicativo usado para assinar). No selo do Adobe, p.ex., aparece a informação "Advogado" e a certificadora "Certisign": No entanto, a validade da assinatura é checada clicando no selo, quando então será aberta uma janela pop-up com informações para averiguar as propriedades da assinatura: Nessa primeira etapa a informação mostra a situação do documento em relação à assinatura (se foi alterado, como, etc.). No entanto, para conferir os dados pessoais de quem assinou, basta clicar em "Mostrar Certificado do Signatário" (Show Signer's Certificate). Fazendo isso você consegue ver todos os dados e informações que estão disponíveis no certificado da pessoa que assinou o documento.
  9. Pelo que me explicaram, apenas a Autoridade Certificadora da Ordem dos Advogados do Brasil (AC-OAB) pode fazer certificado de advogados. Só que a AC-OAB só disponibiliza os certificados em mídia física – a prestadora de serviço e suporte (PSS) é a Certisign. Assim, em princípio, não sei se o certificado emitido por outra certificadora pode servir para o exercício da profissão. No site da AC-OAB consta o seguinte: Eu confesso que nunca encontrei nenhuma dessas informações (seccional, número de inscrição na ordem ou n. de segurança do CFOAB). No entanto, pelo PJeOffice consigo ver que consta o registro "ADVOGADO" (embora essa info não apareça nem no próprio site da Certisign). O pessoal do Serpro me disse que não haveria problemas em adquirir o NeoID e usá-lo, mas, pelo que entendi, esses outros certificados seriam uma espécie de "e-CPF". Ou seja, o login nos tribunais se daria pelo CPF. No entanto, não sei se o sistema reconheceria nossa capacidade postulatória apenas com base no CPF ou se precisaria efetivamente do "ADVOGADO" no certificado para liberar as funções privativas da advocacia. Eu acredito que sim, mas não tenho certeza. O ideal seria que a própria OAB (ou CNJ, que regula os PJe no país) esclarecesse isso. Mas, infelizmente, sabemos que a OAB muitas vezes gosta de se esquivar de perguntas incômodas (especialmente as que geram reserva de mercado, como, no caso, a exclusividade com a Certisign).
  10. Interessante tudo o que você esclareceu. Mas nunca vi tribunal exigir esse formato antes. Tanto que nunca nem mesmo salvei nesse tipo de arquivo. De toda forma, obrigado pelos esclarecimentos. Acredito que seja uma opção bastante relevante para assinatura de contratos e outros documentos entre particulares.
  11. Infelizmente acho que só é possível excluir o certificado via Windows. Pelo menos foi assim com meu GD Burti dois anos atrás. Com exceção do macOS (uso Mojave), minha versão de PJe e e do SafeNet são as mesmas que as suas e não tenho problema algum nem nos tribunais que usam PJeOffice nem nos que usam eSAJ (não posso dizer o mesmo do Projudi). Veja se não é algum outro aplicativo (Avast costuma travar sempre, especialmente Justiça Federal). Em todo caso, confira se você deu autorização, no PJeOffice, ao site. Do contrário não conseguirá fazer o acesso. Vá no ícone da barra dos menus e clique em "Servidores autorizados". Posteriormente em "Autorizar". Se o site não estiver na lista, acho mais provável ser um problema do servidor do site do que do PJeOffice ou do SafeNet. Pela minha experiência, isso varia da configuração do tribunal e do navegador. No caso do TJ, p.ex., o meu Firefox não reconhece formatação. No Safari reconhece. Já no TRF1, ambos reconhecem a formatação ao colar. No TRT ele não reconhece formatação em nenhum navegador. Geralmente eu faço isso. Coloco no campo texto algo como "Petição e documentos probatórios anexos" e incluo a petição. Inclusive porque os tribunais tem até mesmo a classificação pra isso (Inicial, na Justiça Federal; Petição Inicial ou Intercorrente, na Justiça Comum). Às vezes coloco só um resumo (Petição requerendo BACENJUD e demais documentos em anexo). No entanto, eu sei que tem Tribunais que exigem que a petição seja escrita no próprio editor do sistema. Então é importante ficar ligado nisso. Não sei se entendi bem qual seu apontamento. Já advogo há bastante tempo, sendo que praticamente 100% via PJe desde 2016. Nunca tinha ouvido falar nesse PDF-A. No máximo o formato P7S, que é exigido principalmente nos tribunais que usam Projudi (ao menos pela minha experiência) No mais, sempre uso PDF comum e depois assino normalmente pelo próprio sistema do PJe. Nunca recebi reclamação do juízo nem nunca tive petições negadas. Claro, há exceções, como o TJRJ, que solicita que você assine a petição especificamente com o programa deles (que é bem simples e bem bom, diga-se de passagem – mas só funciona para RWindows). Mas esses casos são exceção, a meu ver.
  12. Pedro, sinceramente nem conheço esse formato e não sei qual a diferença entre ambos. Poderia esclarecer?
  13. Pessoal, consegui fazer funcionar no Adobe Acrobat Reader. Passos: 1) Após abrir o documento, ir em "More Tools" (Ferramentas) > "Certificates" (Certificados) > "Open" (Abrir): 2) Em seguida, você tem que clicar em "Digitally Sign" (Assinar Digitalmente): 3) Ao clicar, será aberta um pop-up informando que você deve selecionar a área onde a assinatura será gerada (particularmente eu selecionei para não aparecer novamente): 4) Após selecionar a área, o Adobe abrirá uma ferramenta para você escolher seu certificado: 5) Em seguida o Adobe mostra como ficará o texto da assinatura (o que você pode alterar também): 6) Depois só clicar em "Sign" (Assinar), por a senha em seguida o Adobe questionará onde quer salvar o novo arquivo. Particularmente ainda prefiro a assinatura via Foxit. Mas como o app não funciona adequadamente no macOS, o Adobe acaba sendo a outra alternativa viável ao Assinador Digital do Serpro. Aspectos Contras: 1) O Adobe não reconhece a OAB como certificadora, entanto a assinatura é sempre dada como "problemática"; 2) É muito fácil retirar o selo de assinatura com o Preview e outros softwares. Achei a manipulação bem fácil e, para piorar, o Adobe sequer reconheceu que já houve alguma assinatura no documento algum dia. Na realidade ele deixa o espaço como se fosse para realizar a assinatura, e não como se ela tivesse sido alterada: 3) O Adobe é um programa que ocupa muito espaço (mais de 500MB). Em todo caso, fica a dica aos que assim como eu querem ou precisam usar esse tipo de assinatura.
  14. Tenta adicionar esse driver e veja se funciona. Em todo caso, eu já tive muitos problemas com o GD Burti. Atualmente uso o SafeNet 5110 (também conhecido como vaga-lume azul) e não tenho do que reclamar. Em alguns SO (como o Catalina), o tipo de versão do software do certificado instalado também faz diferença no funcionamento.
  15. Acho que essa questão do comportamento da verificação da assinatura depende do programa utilizado. Eu utilizo o Foxit e nele consigo checar se houve alteração (ao clicar no selo da assinatura), conforme se verifica nas imagens abaixo: Se a alteração (feita pelo próprio Foxit ou por programa) for reconhecida, o Foxit mostra a informação de que foi alterado ou de que o documento não foi alterado no conteúdo mas houve mudanças nas marcações (como nos casos de adição/exclusão de comentários). No entanto, se o Foxit não reconhecer qual foi o programa que alterou o arquivo PDF, o selo da assinatura sequer é mostrado. A única "falha" a meu ver do Foxit é que ele não diz qual nem onde foi a alteração (se foi adição/exclusão de páginas ou de anotações, como comentários, grifos, sublinhados, etc.).
  16. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Meu token é da Certisign e uso o Assinador do Serpro sem o menor problema. Na realidade foi a melhor solução que encontrei até agora: compatível com o SafeNet, com o GD Burti e certificados A1 (sem token), de fácil instalação e sem custo. A questão de funcionar no Safari ou em outros programas vai depender do driver do token e do sistema operacional que está rodando no PC. Inicialmente meu token só funcionava completamente no Chrome, o que era um problema pra mim porque não uso e não gosto desse navegador. Fui testando outros drivers e hoje ele não apenas funciona no Safari, como até pelo Mail eu consigo assinar a mensagem enviada, bem como consigo desbloquear o computador usando o token – com a senha dele – se ele estiver plugado. Mas eu ainda uso o macOS Mojave. Muita gente com o Catalina está tendo problema.
  17. Eu nunca desinstalei qualquer versão do SafeNet. Apenas reinstalei uma nova. Sempre achei que ao não desinstalar, os drivers antigos porventura continuam ali e podem ajudar a funcionar. Não sei se faz sentido, mas ajudou a funcionar kkkkk
  18. Poxa, Max, que pena. Eu estava pensando em fazer a atualização para o Catalina esse final de semana. Mas agora com essa sua informação eu resolvi aguardar um pouco mais. E pelo jeito deverei aguardar mais por um bom tempo, né?! Ruim depender de PJe pra isso. Estou quase comprando uma VM pra rodar um linux só pra isso.
  19. Max, acho que só agora entendi sua pergunta. Na realidade acho que não se faz mais login com certificado digital. Apenas com o eGOV mesmo.
  20. Max, eu não tive problema algum em fazer o cadastro eGOV, até porque na realidade o certificado só é utilizado posteriormente, para validar os dados cadastrados. Então primeiro você faz o cadastro, confirma o e-mail e demais informações. Depois utiliza o certificado para validar os dados. Se você não tem dificuldades de usar o certificado, penso que não deveria ter qualquer problema para fazer essa validação. É surpreendentemente simples, na verdade.
  21. Alguém saberia como resolver essa questão no caso do SafeNet 5110, já que o driver dele é outro (o libeTPkcss11.dylib)? Valeu demais essa dica! 🤝 Para qual macOS, maxlawbr? Eu ainda uso o Mojave apenas por causa do uso do PJe. Gostaria muito de poder atualizar para o BigSur ou ao menos para o Catalina.
  22. kkkkk Na verdade não tenho nada contra. A questão é que utilizo muito pouco, então minha experiência é limitada. Para uso de peticionamento, não tive problemas. Mas ainda acho que para visualizar os autos é um pouco ruim. Nesse aspecto (na minha opinião) o PJe é imbatível, porque é possível ver toda a linha temporal e os andamentos, e dá pra fazer downloads de partes específicas (por período, por documentos, e dá pra escolher se quer só as peças de mérito ou inclui os expedientes judiciais também).
  23. Tenho feito o mesmo em relação a tudo de certificado digital. Guardo esses comandos pra quando precisar ter tudo à mão.
  24. No Windows é configurável. No meu trabalho nem sei mais a senha do meu login. Menos uma preocupação. Uso só a do certificado mesmo. E, assim como no macOS, essa opção é configurável.
×
×
  • Criar Novo...