Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

mbiaso

Membros
  • Total de itens

    38
  • Registrou-se em

  • Última visita

Últimos Visitantes

1.320 visualizações

Conquistas de mbiaso

Sobre Mim

Márcio Biaso: Tudo Que é Meu

Cantor, compositor, músico e produtor surgido na onda de talentos gerados pelos subestimados anos 90, o carioca Márcio Biaso chega ao primeiro disco solo trazendo na bagagem uma experiência musical de mais de 15 anos. Empunhando instrumentos desde o início da adolescência, quando influenciado pelo pai e pelo padrinho, ambos pianistas e violonistas por hobby, Márcio criou sucessivas bandas nos tempos de colégio, até entrar para o =reverse= exatos dez anos atrás. Nas andanças musicais de sua banda, Márcio conheceu o cantor, compositor e músico Apoena quando este tocava com os Camaleões. Nascia ali as bases para uma parceria musical que se estendeu e que se solidifica com o lançamento deste CD “Tudo Que é Meu”, do qual Apoena é produtor.

Enquanto membro do =reverse=, Márcio também tocava guitarra na banda de Apoena e até do ex-legionário Marcelo Bonfá, com o qual tocava baixo e gravou o CD “Móbile” (2007). Mas, finda a história do =reverse=, Márcio resolveu mergulhar no seu estúdio Atemporal e começou a preparar sua estréia solo. No repertório, montado com amigos, canções assinadas em parceria com promissores nomes como Daniel Lopes, Lucas Duque, Mila Bartilloti, Apoena, Paula Marchesini e Jayme Neto.

“Tudo Que é Meu” desfila, com muito bom gosto, registros de diferentes pegadas para as 11 canções – gravadas entre os estúdios de Márcio e Apoena. As canções, compostas ao longo desses anos 2000, oferecem o pop comercial das parcerias com Mila Bartilloti, “Dentro dos Seus Olhos” e “Gosto de Canção, e a singeleza de “Tudo Que é Meu” e “Blackbird de Minas”, com destaque para parcerias com a cantora Paula Marchesini (“Deixa Passar”) e com o baterista Lucas Duque, “Redoma” e “Pouco Relevante”. Márcio também resgata seu próprio baú, gravando pérolas como “Vida Real”, “Chuva” e a própria “Gosto de Canção”, esta feita em 2000 e que ganhou letra de Mila Bartilloti.

Tudo muito bem gravado, com a maioria das bases trazendo Raphael Luddo (ex-Brava, no baixo) e Stephen Drummond (do Cinzel, na bateria), e participações de amigos como MarthaV, Rafael Castilhol, Ítalo Simão, Jorge Aílton e João Pacheco, dentre outros.

Márcio Biaso lança o CD por seu selo Atemporal e há de encontrar tempo em sua agenda de produtor para colocar sua banda na estrada e fazer algo que também gosta: muito show.

Marcelo Fróes

×
×
  • Criar Novo...