Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Não há nada aqui ainda.

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    • Nenhum usuário registrado visualizando esta página.


  • Conteúdo Similar

    • Por BetoGaleazzo
      Calma! Antes de me crucificar pelo "relativamente simples", deixa eu explicar 😅
      Este tópico trata de uma curiosidade técnica e também de uma esperança para um futuro não distante, rs.
      Há alguns anos atrás se alguém dissesse que era possível aumentar a memória de armazenamento dos iPhones, iPads e iPods, seria instantaneamente taxado de mentiroso, porém com o avanço dos reparos a nível microeletrônico, isso se tornou possível. Não só aumentar o armazenamento, mas também reparar devices com defeitos de memória antes tratados como insolucionáveis (famosos erros 9, 4013 e 4014  do iTunes). O conhecimento começou a se disseminar, ferramentas novas foram sendo desenvolvidas e hoje é comum encontrar esse tipo de serviço em assistências especializadas em reparo de placa lógica.  Eu mesmo que nem me considero um gigante do microscópio, tampouco tenho um laboratório super fancy, faço com certa frequência esse tipo de upgrade e reparo.
      O vídeo abaixo mostra o procedimento de upgrade de armazenamento num MacBook Air 2020 M1. Irei explicar o que ele fez e dizer o porquê de ser mais fácil do que nos dispositivos mobile.
       
      Agora vamos lá. Provavelmente você pensou durante todo o vídeo que esse procedimento não é simples "nem aqui, nem na China" (ba dum tss), mas a real é que é simples, apesar de não poder ser feito pelo próprio usuário como nos Macs antigos. Explico: nos iPhones, iPads e iPods, a placa lógica é bem menor, logo a concentração de componentes é bem maior, o que torna o manuseio da estação de solda a ar mais complexo e arriscado. A chance de espalhar ar quente em componentes que não podem sofrer muito calor é grande, demanda muita prática e técnica. Você pode ver como é feito o procedimento em iPhones neste vídeo. A placa do Mac é bem ampla e os chips de memória estão consideravelmente separados dos demais. Outro ponto é que foi "basicamente" tirar dois chips, colocar dois chips e fazer a restauração. Já nos dispositivos mobile o chip NAND é vinculado a outros componentes da placa, até mesmo ao chip responsável pelo WiFi e Bluetooth, e quando é necessário efetuar o reparo ou fazer o upgrade do armazenamento nesses dispositivos, temos que remover também o chip de WiFi/BT (que também tem seus riscos por ficar próximo a diversos componentes importante) e usar um equipamento nada barato pra copiar dados da memória antiga pra nova (número de série do aparelho e outras informações). Então nesse ponto além de mais complexo quanto a remover os componentes sem danificar outros, também existem mais etapas e mais equipamentos necessários. Eu também não vi no vídeo outras complicações possíveis, causadas pelo chip T2 Security ou algo do tipo. -- Lembrando que este procedimento de troca dos chips de memória NÃO remove iCloud e nem senha de firmware/EFI.
      Já há um bom tempo é comum encontrar no AliExpress os chips de memória NAND dos iPhones em todas as capacidades possíveis, novos ou retirados de outro aparelho que não pôde ser reparado. Antigamente só mesmo removendo de outras placas lógicas que não tiveram reparo. Ainda não existem esses chips do Mac para comprar, e obviamente não deve ter muita placa lógica de M1 "morta" por aí pra remover componentes já que o modelo é relativamente novo, porém existe a possibilidade de que esses chips dos Macs venham a ser vendidos no varejo também. Caso aconteça, estamos falando da possibilidade de fazer upgrade de memória de armazenamento, ou reparar Macs que tenham tido problemas nesses componentes, causados por desgaste, por exemplo. Outro indicativo de que pode começar a rolar em breve, é que já existe stencil de reballing para M1 à venda na China, o que significa que por lá já estão fazendo esses procedimentos com mais frequência, inclusive com memória RAM.
      Nos novos Macs com processadores M1 Pro e M1 Max aparentemente o procedimento é o mesmo. Os chips já estão mais concentrados na placa (como você pode ver aqui aos 3m32s), o que vai demandar maior perícia, mas mesmo assim continua mais simples que nos dispositivos mobile.
      É gambiarra? Não! Se feito por um bom técnico que efetivamente sabe o que está fazendo e tem a perícia necessária, é um serviço indetectável. Há até como reaplicar resina após o reparo pra ficar exatamente como veio de fábrica. O sistema reconhece normalmente o novo armazenamento e não existem efeitos colaterais, como pode ocorrer com a função Hibernar quando se faz uso de adaptadores para SSDs NVME M2 nos MacBooks.
      Briga de cão e gato... A Apple dificultando a vida dos usuários e dos técnicos em relação à reparabilidade, mas há esperança. Como eu disse no início do tópico, um dia iPhones com defeito de placa eram condenados à lata do lixo e hoje tem reparo para quase tudo.
    • Por Carlos_Alberto
      Oi pessoal, de novo aqui para bater papo e trocar ideias com vocês.
      Tenho o Mac Pro acima (late 2013), do qual sou fã.
      Já fiz uma série de upgrades nele, de memória para 64 gb, de ssd colocando um AuraPro de 1tb e, o mais recente de processador: coloquei um Intel Xeon E5 12-Core de 2,7 Ghz.
      Confesso que vi tantas advertências de que era difícil trocar o processador e deveria procurar um especialista que fiquei com receio, mas achei bem simples.

      Agora, estou com um "problema" adquiri um monitor Monitor Gamer Curvo Samsung Odyssey 49" DQHD, 240Hz, 1mshz, e minhas placas de vídeo do Mac Pro não suportaram a resolução do monitor (5.120 x 1.440), mas a resolução máxima que consegui chegar  3840x1080 por cabo HDMI, proporcionou um tamanho de tela muito agradável para minha visão.
      Via cabo Display Port, que achei seria melhor, a resolução fica bem pior. 
      Jamais me passou pela cabeça quando adquiri o monitor, que o Mac Pro poderia não suportar a sua resolução.
      Mas, desde que coloquei esse monitor, tenho ouvido quando ligo o Mac Pro a ventoinha trabalhar (antes só em videoconferências pesadas). Agora vira e mexe, ela dá uma ligadinha e pára.
      Pois bem, gostaria de atualizar as placas de vídeo.
      Mas, o que vi em pesquisas da internet são proibitivos, pois caso adquirisse placas de vídeo (no Mac Pro são duas) da sua versão topo de linha dele, já fora de linha, sairia tão caro que acredito daria para comprar um Mac Pro atual. Isso comprando placas usadas, novas nem se encontra.
      Alguém que tenha o Mac Pro, encontrou solução para isso? Alguma placa atual serve nele para upgrade?
      Não é uma necessidade premente, pois funciona muito bem, mas nós maníacos por informática, sabemos a incomoda sensação de não poder usufruir o máximo do monitor e ouvir a ventoinha ligar de tempos em tempos, por conta da nova exigência extra do meu ótimo Mac Pro.
      Vi até caixas externas para placa de vídeo da Razer, mas pelo que li, minhas portas Thunderbolt não correspondem as exigências e correria o risco de gastar muito e não resolver nada. 
      Quem puder sugerir soluções, agradeço.
    • Por brunoffc
      Fala, galera 
      Estou necessitado de fazer um upgrade no meu mac pq ele tá extremamente lento e com a bateria já no limite e também pq não tenho 10k pra dar em um novo, mas estou em dúvidas em alguns pontos... 
       
      Qual a melhor marca de bateria disponível para ele? bbbaterias é um bom lugar de se comprar? 
       
      Tem alguma outra memória ram boa para o meu modelo de mac que não seja corsair ou crucial? os preços estão bem salgados... 
       
      SSD eu estou pendendo para o crucial, mas aceito dicas
       
      Deus os abençoe. 
    • Por gustavosaez
      Pessoal, tenho visto muitos reviews, muitas informações e comparativos e a pergunta da vez não é se "compensa", mas como se comporta.

      Hoje eu tenho um MacBook Air 2017 (A1466) e gravo/edito meu podcast no GarageBand. Até aí, ok. Porém, passei a expandir as ações e os problemas começaram.
      Meu último cenário, sem sucesso, foi:
      Chat de Voz no Telegram +
      Brave no StreamYard (Streaming para o Youtube para um canal parceiro) + 
      Audio Hijack mandando Streaming para a Twitch e Youtube (canal pessoal).

      Ou seja, 3 apps abertos apenas (Brave, Telegram e Audio Hijack) e o MBA não aguentou, deu lag, travou e tudo mais... temperatura foi pra cima de 80º, processamento 90-100%, ventoinha a 6500rpm... enfim, fechei o Audio Hijack (que seria meu backup) e deu pra fazer o stream.
      O MBA ficou quente, mas trabalhou bem. Sei que meu processador tem só 1.8Ghz, não foi criado pra isso e tal, mas gostaria de saber se o MBA M1 suportaria tal atividade sem aquecer muito. Entenda aquecer muito, acima dos 60-70º, porquê nesse momento, estou com o MBA em 60º e estou usando o Safari, Reeder, Telegram, Calendar e Mail.
       
      Ps.: Vi reviews que ele em alto desempenho chega em 45-52º, isso é frio (pra mim), vendo meu atual cenário
    • Por Leonardo Bandeira
      Olá, sou Leo e sou um novo usuário de macOS e macbooks.
      Minha primeira compra foi este macbook air 2019 e tenho algumas dúvidas ...
      Deveria ficar tão quente? Em uso leve obtenho 66 ~ 68ºC, em uso moderado obtenho 72 ~ 80ºC e, em uso intenso, 80 ~ 100ºC. Eu vi que o uso da CPU tem alguns picos, isso é normal? Eu sei que o MBA não é feito para jogos, mas quando tento jogar League of Legends meu FPS flutua, geralmente fica abaixo de 30FPS mesmo em baixa qualidade e quando vejo o uso de GPU é de 3 ~ 6%, por que MBA não usa GPU? Qual é o melhor navegador para baixo uso de RAM? Pelo preço apenas pude comprar o MBA 2019 8GB de RAM e preciso de algumas dicas para o melhor aproveitamento de bateria, ram, etc. Então esse é o último item hahahaha. Posso usar o MBA fechado? Como falei, ele fica muito quente na região acima do teclado e tenho medo de usá-lo fechado (em um monitor externo) e o calor danificar a tela ou algo assim.
    • Por FredFerrari
      Fala galera. Uma dúvida pertinente para quem, momentaneamente, não consegue fazer um upgrade de máquina, para uma mais atual. Ainda mais tendo como fator proibitivo os preços que essas máquinas custam aqui no BR.
      Tenho um iMac Mid 2011 - 21,5" - praticamente todo original. Só dei upgrade nas memórias. Ainda não consegui deixar com 32 GB, mas está com 26 GB.
      Vi muitos posts aqui do fórum e notei que muita gente manja bastante do que fazer para melhorar a máquina.
      Sou designer gráfico (ou seja, não vai ser só para usar programas básicos) e como o dinheiro tá curto pra trocar de máquina, pensei em fazer um bom upgrade nessa minha, pra tentar ficar com ela por mais uns anos.
      Sendo assim, vai a pergunta. Até onde essa máquina suporta um upgrade? O que é indicado fazer, para que ela aguente de boa sem arregar? Até onde posso ir?
       
      Sei que para esses casos, obviamente o ideal é ir atrás de um bom técnico que faça. Mas é bom eu já ter informações pertinentes para já ir direto ao ponto quando for procurar o profissional.
       
      Me deem uma luz, por favor.
      Muitíssimo obrigado pela ajuda. Abraço a todos.
    • Por pedrodolce
      Olá tudo bem?
      Finalmente adquiri meu primeiro MacBook. Comprei um MacBook Air M1, e apesar de a bateria ser ótima, sou novo no mundo MacOs.
      Então minha pergunta é bem simples, com base no uso individual de vocês, ou em publicações/artigos, qual a melhor maneira de usar meu MacBook Air para otimizar a saúde da bateria? Devo utilizá-lo sempre ligado a uma tomada? Ou devo sempre consumir sua bateria?
       
      Obrigado.
      💻
    • Por pedrodolce
      Oi tudo bem?
       
      Não sei se isso já foi pauta aqui mas, a questão é a seguinte:
       
      Ainda não tenho um Macbook, e em janeiro, vou ao Paraguai comprar meu 1º
      Agora com o lançamento dos novos Macs fiquei muito tentado em já comprar o MBA M1, maass, ando vendo que muitas pessoas andam tendo alguns tipos de probleminhas com ele, aí queria saber de quem já tem um Mac M1 se realmente estão tendo problemas e quais seriam eles ;)
      Além disso, queria a opinião de vocês se acham que devo comprar um MBA Intel (i3) ou abraçar de vez o M1, sabendo que não vou fazer um uso que exija taaanto assim do notebook.
      Será minha primeira vez com Mac, e sinceramente gostaria de adquirir um notebook que durasse bem por uns 5 anos.
      Conto com vocês!
      :)))
    • Por tarlanbrunet
      Pessoal tudo bem? To precisando fazer um upgrade no meu Mac Mini Late 2012, trocar o o HD pra um SSD e minha duvida é quanto a compatibilidade principalmente de espaço. Nas especificações que achei na Apple informa a possibilidade de upgrade até 256GB de SSD, mas não fica claro se esta era a unica opção que a Apple dava na época, ou se trata de uma limitação do device em suportar SSD de até 256GB. Então pra quem já fez upgrade nessa maquina ou quem sabe do assunto, qual seria o limite?
    • Por Erika Rezende
      Pessoal, estou com um MacBook pro meados de 2012 e fiz a troca do HD por um SSD 480gb. 
      Tentei fazer o upgrade usando o restaurador, tentei fazer instalação limpa do Catalina usando direto no SSD no local do HD anterior... Mas o único jeito foi colocando o SSD numa case e fazendo a instalação limpa. Quando eu coloco o SSD no conector sata do Mac ele apresenta um erro interno ao copiar dados de destino e não vai. 
      Aí instalei o Catalina normal e tentei colocar o SSD já com o Catalina instalado dentro do Mac.. mas, ele não inicia.. Fica com uma interrogação e não vai.. 
      Aí estou suspeitando do cabo flat... Será que procede?! 
      Com o USB ele funciona normal... Não sei o que fazer...
      Obrigada. 
  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      53,3k
    • Total de Posts
      443k
×
×
  • Criar Novo...