Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Apple e o Mercado Externo


Posts Recomendados

valeu gustavo! também achei um link interessante: http://economia.ig.com.br/impostos-elevam-preco-de-produtos-da-apple-em-ate-60/n1597406476012.html

O que poderia ser usado como argumento para a redução de impostos por parte do governo?

A redução de impostos, com a imposição de repasse dos cortes de gastos ao consumidor, induziria na chamada Democracia Digital, que vai além da inclusão digital. Democracia Digital é a possibilidade de que todas as pessoas possam, a baixo custo, adquirir produtos e serviços que permitam o acesso a internet, consulta a bibliotecas virtuais, redes sociais, uso a baixo custo das redes de dados via redes de telefonia. Inclusão Digital é permitir que todos usem computadores, não necessariamente induz em poder comprá-los.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A redução de impostos, com a imposição de repasse dos cortes de gastos ao consumidor, induziria na chamada Democracia Digital, que vai além da inclusão digital. Democracia Digital é a possibilidade de que todas as pessoas possam, a baixo custo, adquirir produtos e serviços que permitam o acesso a internet, consulta a bibliotecas virtuais, redes sociais, uso a baixo custo das redes de dados via redes de telefonia. Inclusão Digital é permitir que todos usem computadores, não necessariamente induz em poder comprá-los.

 

O que tá alto é o ICMS e o IPI, quase 40%, se juntados, no exemplo do iPad em São Paulo.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mas esta democracia digital na qual você se refere seria no caso de algum projeto de lei vigente ou no sentido literário de democracia digital?

Sim. A Lei do Bem foi o primeiro passo. A produção de computadores a baixo custo, redução das importações, instalação de uma fábrica de semicondutores, criação de faixas de financiamento para a compra desses produtos.

A Democracia Digital ainda requer uma conexão de internet de baixo custo, com uma velocidade razoável e ainda um programa nacional de reciclagem de produtos dessa natureza descartados.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sim. A Lei do Bem foi o primeiro passo. A produção de computadores a baixo custo, redução das importações, instalação de uma fábrica de semicondutores, criação de faixas de financiamento para a compra desses produtos.

A Democracia Digital ainda requer uma conexão de internet de baixo custo, com uma velocidade razoável e ainda um programa nacional de reciclagem de produtos dessa natureza descartados.

 

Ou seja, esta Lei do Bem deve ter impacto nos valores cobrados por empresas tecnológicas no Brasil?

Enfim, olha que interessante: http://www.sidneyrezende.com/noticia/177758

Segundo esta notícia, o preço do iPad nacional (o fabricado em Jundiaí) com as isenções deveria ter o mesmo preço do cobrado na China - encontrei informações desencontradas, mais ficaria um pouco acima do que é cobrado nos Estados Unidos -.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ou seja, esta Lei do Bem deve ter impacto nos valores cobrados por empresas tecnológicas no Brasil?

Enfim, olha que interessante: http://www.sidneyrezende.com/noticia/177758

Segundo esta notícia, o preço do iPad nacional (o fabricado em Jundiaí) com as isenções deveria ter o mesmo preço do cobrado na China - encontrei informações desencontradas, mais ficaria um pouco acima do que é cobrado nos Estados Unidos -.

De fato sim, mas a Lei do Bem não obriga que a redução de custos operada pela Lei seja repassada ao consumidor.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

De fato sim, mas a Lei do Bem não obriga que a redução de custos operada pela Lei seja repassada ao consumidor.

 

Então, este que é de fato o problema que eu vejo. Pois como vimos até aqui, a Apple teria que cobrar o preço que cobra na China; com a redução de impostos que o governo deu em relação a fábrica em Jundiaí. Ai surgem as hipóteses:

  1. A empresa não tem interesse em reduzir o preço, manter o produto etilizado, focado em um publico-alvo já definido;
  2. Esperar que as fábricas no Brasil consigam atender a demanda do país para reduzir os impostos, consequentemente cairia no período das inaugurações das lojas físicas;
  3. Alguma outra hipótese...kkk
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Então, este que é de fato o problema que eu vejo. Pois como vimos até aqui, a Apple teria que cobrar o preço que cobra na China; com a redução de impostos que o governo deu em relação a fábrica em Jundiaí. Ai surgem as hipóteses:

  • A empresa não tem interesse em reduzir o preço, manter o produto etilizado, focado em um publico-alvo já definido;
  • Esperar que as fábricas no Brasil consigam atender a demanda do país para reduzir os impostos, consequentemente cairia no período das inaugurações das lojas físicas;
  • Alguma outra hipótese...kkk

Aí entra a tua missão, pesquisar para poder dissertar sobre as demais hipóteses. Abs

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Então Fernanda, os países que pensei fazer este "elo", seriam o Chile (pelos produtos serem cobrados com valores parecidos com o dos EUA), China e Índia. 

 

Assim fica focado melhor o assunto, mais fácil de desenvolver uma comparação e avaliação da situação e reflexo do mercado em cada um dos países. 

 

Mas já valeu, agora já tenho um amplo conhecimento para domar,.

 

E não te esquece também de basear a pesquisar em referências, as trocas de ideias e informações ajudam e dão rumo na direção mais desejada pra otimizar uma boa pesquisa, com certeza, além de poder incluir detalhes maiores, mas as referências precisam ser a base da pesquisa.

 

Antes de conversar com teu orientador, já tenha as referências publicadas em mãos.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Assim fica focado melhor o assunto, mais fácil de desenvolver uma comparação e avaliação da situação e reflexo do mercado em cada um dos países. 

 

 

E não te esquece também de basear a pesquisar em referências, as trocas de ideias e informações ajudam e dão rumo na direção mais desejada pra otimizar uma boa pesquisa, com certeza, além de poder incluir detalhes maiores, mas as referências precisam ser a base da pesquisa.

 

Antes de conversar com teu orientador, já tenha as referências publicadas em mãos.

 

Já estou providenciando isto ;) valeu iFernanda  :D

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sempre à disposição. Boa sorte!

 

Gustavo, eu estou juntando as informações aqui. Sobre o preço no Chile, não consegui encontrar essa informação que você nos trouxe a respeito que lá eles tem preços parecidos com os Estados Unidos. Você tem alguma fonte que fale a respeito? 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gustavo, eu estou juntando as informações aqui. Sobre o preço no Chile, não consegui encontrar essa informação que você nos trouxe a respeito que lá eles tem preços parecidos com os Estados Unidos. Você tem alguma fonte que fale a respeito? 

 

Vou ao Chile periodicamente e lá não há Apple Stores, apenas APRs. Da última vez que vi os preços, encontrei como parâmetro de preços o MacBook Retina Display 15", que com o câmbio de Julho de 2012 (pesos chilenos para dólares e de dólar para real) era vendido por pouco menos de R$5.000,00 na Ripley, Paris e Falabella (todas são MegaStores que revendem Apple). O iPhone 4S saía por R$1.400,00, na versão de 16GB e o iPad 3a Geração por R$1.300,00, na versão sem 4G e de 16GB. Todos esses valores são aproximados.

 

O UK Lima pode te dizer os valores praticados na Tienda Inglesa, no Uruguay e o electro, que mora na Alemanha, pode te dar uma idéia dos preços praticados por lá.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Vou ao Chile periodicamente e lá não há Apple Stores, apenas APRs. Da última vez que vi os preços, encontrei como parâmetro de preços o MacBook Retina Display 15", que com o câmbio de Julho de 2012 (pesos chilenos para dólares e de dólar para real) era vendido por pouco menos de R$5.000,00 na Ripley, Paris e Falabella (todas são MegaStores que revendem Apple). O iPhone 4S saía por R$1.400,00, na versão de 16GB e o iPad 3a Geração por R$1.300,00, na versão sem 4G e de 16GB. Todos esses valores são aproximados.

 

O UK Lima pode te dizer os valores praticados na Tienda Inglesa, no Uruguay e o electro, que mora na Alemanha, pode te dar uma idéia dos preços praticados por lá.

 

E como eu consigo falar com ele?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

E como eu consigo falar com ele?

 

Ele seguido posta aqui no Fórum. No tópico sobre a carta aberta a Apple Brasil ele postou algo faz pouco. Manda uma DM para ele e o electro está na equipe de moderação do Fórum.

Editado por Gustavo Jaccottet
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe do debate

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, entre agora para postar com ela.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.

×
×
  • Criar Novo...