Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Duvida de que comprar nos EUA


Posts Recomendados

  • 1 mês depois...

Não, pq não vale o argumento: quem escolhe 'declarar' vai pra fila de quem tem pra declarar! A escolha da fila é q funciona como uma declaração. Então é o crucial.

E so pra concluir o drama declaro-nao declaro

Quem declara e estoura paga 50% do excedente

Quem nao declara e é "pêgo" paga esses 50% do excedente e mais uma multa de 50%, e isso mesmo?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

E so pra concluir o drama declaro-nao declaro

Quem declara e estoura paga 50% do excedente

Quem nao declara e é "pêgo" paga esses 50% do excedente e mais uma multa de 50%, e isso mesmo?

É isso mesmo; porém, dependendo do humor do fiscal ele pode confiscar o conteúdo que ultrapassar a cota, mas o mais comum é taxar os 100% (50 do imposto + 50 da multa).

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 1 mês depois...

Eu acho que vale sim muito a pena comprar um iphone desbloqueado. Meu amigo comprou um iphone 4 através da Vivo e pagou 1500... tudo bem, mas tem só 16GB! Por 100 reais a mais eu trouxe um 4S dos EUA para minha tia, desbloqueado e com 32GB. Pra você que precisa de memória, vale a pena sim. Sobre taxação, no que se refere a passar em alfândega, põem no bolso que ninguém vai te importunar. Além do que, saiu numa revista Veja deste ano, que a maioria dos brasileiros não sabem, mas tem direito de trazer, entre outras coisas, um smartphone livre de impostos. Procure no site da revista, se for assinante, e com certeza irá encontrar. Uma vez eu trouxe um Kindle e consegui escapar de imposto pois aleguei que a função dele era apenas leitura de livros. Livros estão livres de imposto. O importante é saber seus direitos. Agora quanto ao resto, ipad, macs, essas coisas você está sim sujeito a imposto. Passa na alfândega numa segunda-feira que ninguém te para. Rs

Boas compras.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

(...) Além do que, saiu numa revista Veja deste ano, que a maioria dos brasileiros não sabem, mas tem direito de trazer, entre outras coisas, um smartphone livre de impostos. Procure no site da revista, se for assinante, e com certeza irá encontrar. (..)

Boas compras.

Eu li esse artigo na Veja tb, acho q é recente. Mas sempre tem leitores ao pé da letra, e aí não pode. "Lei é lei". Seria bom um consenso aqui sobre se vc pode trazer seu iPhone no bolso ou não.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu li esse artigo na Veja tb, acho q é recente. Mas sempre tem leitores ao pé da letra, e aí não pode. "Lei é lei". Seria bom um consenso aqui sobre se vc pode trazer seu iPhone no bolso ou não.

Bem... não entendi o que vc quis dizer com "Mas sempre tem leitores ao pé da letra, e aí não pode". Sobre a sua resposta, só posso dizer que: se lei, é lei... regra, é regra. Então se a revista públicou que pode trazer smartphone, realmente a informação confere e você pode. Se alguém argumentar, até onde sei iPhone é um smartphone e você pode traze-lo. Se derem problema na imigração, você pode argumentar e envolver advogado se precisar. Mas aposto que os fiscais estão BEM cientes sobre 1 smartphone estar liberado.

Sobre traser o iPhone no bolso... pô, rapaz... haha, não entendi até agora o por que que você quer que exista um consenso. Acho que o pessoal todo já disse: se passar com ele no bolso, ninguém vai descobrir. Até hoje nunca ouvi falar que eles tem scanner corporal, e nunca ouvi falar que um fiscal mandou a pessoa esvaziar os bolsos sobre a mesa. Não é cadeia! Eu conheço um argentino que passava com vários iPods na cueca... usava até uma meia pra envolver o iPod e, enfim... vc provavelmente entendeu.

Tem gente que passa no Nada a declarar, com a mala cheia de coisas que deveriam ser declaradas, enfim... cada um tem que decidir que risco tomar. Na minha opinião, é iPhone no bolso, mesmo porque a regra diz que um smartphone pode, então fim do dilema... na minha opinião :)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não é muito dificil entender o que está escrito geralmente, desde que não seja em grego, claro, então eu provavelmente entendi sim. Mas talvez por vc ser novo por aqui não tenha entendido a parte sobre "o pé da letra". Eu sei que para a lei isso não existe, nem pé nem cabeça, mas é justamente nessa situação que vc coloca (tirando a parte da cueca) que aparece o que quero dizer: a dubiedade e a incerteza sobre a validade de trazer um iPhone ou um notebook de fora. Num tipo de tópico como esse aqu,i comumente aparece a lei, vindo de um compendio desses onde ela fica, e trazida por um colega mais bem-informado. Lá está escrito ipsi literis que smartphone nem notebook podem ser trazidos sem serem taxados - lembrando que smartphone é categoria diferente de celular. Então fica de um lado o que é prática e o que é lei, ainda que estranhamente. Se não me fiz claro, é só dizer que com mais umas palavras procuro esclarecer... ;-)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Smartphones não está dentro dessa nova cota, ele entrara na cota dos 500.

Somente celulares considerados "normais" é que entram nessa cota avulsa, então precisa declarar ou contar com a sorte.

Logico que entra. Alem do mais, qualquer produto com o logo da anatel esta fora da cota e nao precisa preencher nenhuma papelada pra sair do pais e nao pagar nada na volta.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não é muito dificil entender o que está escrito geralmente, desde que não seja em grego, claro, então eu provavelmente entendi sim. Mas talvez por vc ser novo por aqui não tenha entendido a parte sobre "o pé da letra". Eu sei que para a lei isso não existe, nem pé nem cabeça, mas é justamente nessa situação que vc coloca (tirando a parte da cueca) que aparece o que quero dizer: a dubiedade e a incerteza sobre a validade de trazer um iPhone ou um notebook de fora. Num tipo de tópico como esse aqu,i comumente aparece a lei, vindo de um compendio desses onde ela fica, e trazida por um colega mais bem-informado. Lá está escrito ipsi literis que smartphone nem notebook podem ser trazidos sem serem taxados - lembrando que smartphone é categoria diferente de celular. Então fica de um lado o que é prática e o que é lei, ainda que estranhamente. Se não me fiz claro, é só dizer que com mais umas palavras procuro esclarecer... ;-)

Só pra esclarecer o que eu achava já ter ficado claro na minha resposta, eu não disse que vc não havia compreendido algo. Disse que eu não tinha entendido o que vc quis dizer com aquela frase sua que coloquei entre aspas. Mas enfim, não vamos repetir a coisa toda.

Não procurei a reportagem da Veja, mas um pouco depois de responder esse tópico pela primeira vez, encontrei um outro tópico que um usuário publicou vários links, de outras fontes, onde a mesma informação foi reiterada. Esta informação sendo que todos os brasileiros tem o direito de trazer na bagagem 1 (UM) smartphone livre de impostos. Neste tópico, parecemos ter dois grupos: os que foram declarar prontamente, e os que passaram com o artigo no bolso. Ninguém argumentou com a PF se precisava ou não. O ponto todo é: se a PF já taxou pessoas no passado por livros - quando estes entregues pelo correio - porque deixariam de taxar um iPhone se a pessoa está indo lá de boa vontade? Eles querem, aparentemente, é coletar o máximo de impostos possíveis. Meu ponto é: já que não vão fazer um viajante passar no raio X para ver se ele está com mercadoria no bolso, pra que se incomodar em mostrar para o fiscal que você trouxe um iPhone, sendo isto um direito teu já que é permitido a importação de um smartphone por pessoa livre de impostos?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Agora existe um app da Receita para tirar dúvidas sobre isso chamado Viajantes no Exterior.

mzl.nyyarelc.320x480-75.jpg

Se eu fosse aos EUA compraria um iPhone (não entraria na cota), um iPod Nano (compraria uma pulseira para transformá-lo em um relógio e não entraria na cota) e um MacBook retina que pelos meus cálculos ficaria da seguinte forma:

Preço de $ 2.199 * 6,5% imposto em Orlando = $ 2.341,93; menos a cota de $ 500 = $ 1.841,93; + 50% imposto da alfândega $ 2.762,90; vezes R$ 2,02 (cotação do dólar hoje) = R$ 5.581,06! Economia monstruosa de R$ 3.518,00 em relação a Apple Store Educacional brasileira. Mas é preciso lembrar que via telefone dá para obter mais uns 10% de desconto, então o Macbook retina no Brasil pode ser obtido por R$ 8.189,10 e a economia seria então de R$ 2.608,10. Não sei se nos EUA pagando a vista obtém-se algum desconto.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe do debate

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, entre agora para postar com ela.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.




  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      53k
    • Total de Posts
      442,5k
×
×
  • Criar Novo...