Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

[Off Topic] Como você pronuncia Apple?


Lucas Valença

Posts Recomendados

De "prou" para "pró" até que não muda bastante. É que, neste caso, o aportuguesamento é quase direto, já que o termo em nossa língua (profIssional) é MUITO semelhante ao inglês (profEssional). E como em alguns locais se fala "prófissional"...

E de acordo com o dicionário de pronúncia, fico na dúvida se o correto é com a vogal "o" mais aberta ou mais fechada...

Editado por fdmlub
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Pró foi foda hein... já ouvi pessoas falando isso (espero que pelo menos vendedores não falem) mas sempre achei muito errado.

No sul se fala as letras com o som mais "circunflexo", a letra E.

Aqui no nordeste se fala com acento agudo mesmo, a letra E se lê É (Não Ê como no sul).

Então, o MacBook Pro, tanto nas lojas quanto na boca do povo, é chamado de Pró por 99% das pessoas.

Experimentei falar Prou (Com a pronúncia americana) com um amigo hoje, e ele me zoou fortemente x.x

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

No sul se fala as letras com o som mais "circunflexo", a letra E.

Aqui no nordeste se fala com acento agudo mesmo, a letra E se lê É (Não Ê como no sul).

Então, o MacBook Pro, tanto nas lojas quanto na boca do povo, é chamado de Pró por 99% das pessoas.

Experimentei falar Prou (Com a pronúncia americana) com um amigo hoje, e ele me zoou fortemente x.x

É verdade. Na Bahia, por exemplo, as crianças tem o costume de chamar as professoras infantis de "pró". Pró Joana, Pró Maria, etc. E o "pró" vem do diminutivo de professora mesmo, apesar de, mesmo lá, ninguém pronunciar muito algo como prófessora. Hehehhe...

E, pô, eu falo inglês bem, mas não chamo meu telefone de "ái fon", como se parece a pronúncia americana. Chamo de "ái fone" mesmo...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

E, pô, eu falo inglês bem, mas não chamo meu telefone de "ái fon", como se parece a pronúncia americana. Chamo de "ái fone" mesmo...

Exato: aqui falanos "ai fone", mas tenho certeza que numa conversa em inglês você pronunciaria corretamente, né? Até aí eu acho bem aceitável numa conversa em português.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bom, segundo uns, eu sou no mínimo ignorante.

Porque entre brasileiros eu prefiro usar a pronúncia que estamos acostumados aqui, independente do que for.

Como exemplo, eu sempre pronunciei bátîman(algo assim) ao invés de batmən. Isso é comodismo, e é natural.

Graças a deus a pronúncia usada aqui em Porto Alegre geralmente é muito próxima da correta para muitas coisas. O que eu imagino que reduz a minha chance de pequenos erros.

Aliás, eu alterno entre as pronúncias naturalmente quando necessário.

Para o inglês, prefiro me focar na pronúncia americana.

Mas estou aprendendo a pronúncia inglesa também, pois acho divertido.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Essa coisa de pronúncia é engraçado mesmo.

Meu inglês tava meio "rusty" quando fui pro Chile, FEV/10. Eu gosto de ficar em albergues para me misturar com gente de outros países.

E eu reparei que eu tinha uma dificuldade muito grande em pronunciar CHILEAN.

Na hora que falava em inglês com uns europeus (uns austríacos e um suíço), eu colocava a tônica no CHI, e pronunciava o início tipo daquela maneira que falavam o chá no "Caminho das índias" - foi o melhor exemplo que consegui pensar, desculpem... -, ou seja, TCHAI-LI-ÃM, quando o certo é TCHI-LI-ÃM.

Ninguém entendia do que eu estava falando. Até que me corrigiram e a partir dali me entendiam nisso.

A gente pensa que "pô, muda só uma coisinha, tá sendo fresco com essa coisa de pronúncia", mas quando tu entra em contato com pessoas de diferentes culturas, isso pesa. Pois as vezes na cultura deles, algumas palavras que soam tri diferentes na nossa, são similares. Aí mudando um pouquinho a pronúncia já se confundem e não entendem.

Essa diferença na língua nativa faz toda a diferença no papo como um todo.

Por isso é bom falar certo, ou então treinar mímica.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 4 semanas depois...

Aproveitando o tópico, esses dias estava pensando em outras marcas. Como se pronuncia Ray-Ban? No Brasil sempre ouço algo tipo Ráibân, mas pelos meus conhecimentos de inglês das palavras ray e ban acredito que isso esteja bem errado. Outra que ouço pronúncias diferentes é Lacoste, alguns falam de uma forma mais aberta (Lacóste) e outros mais fechada (Lacôste), mas como é um nome próprio e francês, não tenho ideia de qual seja a mais correta.

200px-Ray-Ban_logo.svg.png

195px-Lacoste_logo.svg.png

Editado por wafi
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A ronuncia muda sim de acordo com regionaliozação de cada país/pessoa.

Um chines não fala "Carlos" nem a caraiul, vai fala, "Caulos"' e olhe lá

Lembra, Canê flangô quejô capili.

Tem um ep do supernatual, onde eles apanham dum metamorfo e o dean toma um coro da paris hilton. O sam fala o nome "hilton", como se fosse "hilt on" com uma pequena pausa. Isso pode ser devido a sua regionalização.

Veja o caso do inglês britânico ser bem diferente do americano. É menos catarrento e mais quebrado.

Nosso caso, alguns nordestinos de alguns estados de lá, não falam jeferson, com a sílaba tônica no "Je", mas sim no son. Soa como jefersõn.

Mesmo sendo uma palavra simples, sem muitas consoantes, a pronuncia deve mudar sim.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A ronuncia muda sim de acordo com regionaliozação de cada país/pessoa.

Um chines não fala "Carlos" nem a caraiul, vai fala, "Caulos"' e olhe lá

Lembra, Canê flangô quejô capili.

Tem um ep do supernatual, onde eles apanham dum metamorfo e o dean toma um coro da paris hilton. O sam fala o nome "hilton", como se fosse "hilt on" com uma pequena pausa. Isso pode ser devido a sua regionalização.

Veja o caso do inglês britânico ser bem diferente do americano. É menos catarrento e mais quebrado.

Nosso caso, alguns nordestinos de alguns estados de lá, não falam jeferson, com a sílaba tônica no "Je", mas sim no son. Soa como jefersõn.

Mesmo sendo uma palavra simples, sem muitas consoantes, a pronuncia deve mudar sim.

O que você tá dizendo é: um chinês não fala "Carlos" porque ele não consegue falar português - logo, ele pronuncia incorretamente.

Sotaque é uma coisa, falar errado é outra. Sim, o chinês fala "Carlos" errado porque a pronúncia do R é extremamente difícil pra ele, não porque ele é burro, mas isso não quer dizer que não tá errado.

Pronunciar "Apple" como "Eipou" ou Ray-Ban como "Rái-Bãm" não é regionalismo ou sotaque, é apenas incorreto.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Primeiro que não chamei ninguém de burro, segundo é que o sotaque também é forma de regionalização, lógico que em relação ao idioma. Visto que cada país tem o seu.

Se vc pegar um chinês recém nascido e levar pro nordeste, ele vai falar com o sotaque nordestino.

Aqui falamos ráiban, alguns neh, pelo simples desconhecimento da pronuncia e que mesmo após o conhecimento da forma certa, talvez continuaremos a falar.

E já que o lance é nome, pq nos EUA eles escrevem BRASIL, com Z, já que nome é o mesmo em qualquer lugar.

A pronuncia muda sim de acordo com a língua e região da pessoa, isso é fato

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe do debate

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, entre agora para postar com ela.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    • Nenhum usuário registrado visualizando esta página.
×
×
  • Criar Novo...