Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

iPad, alguém disse que você precisava? Ele tinha razão.


Posts Recomendados

O iPad foi finalmente mostrado ao mundo e todos os afiados gossip boys and girls de plantão falam bem ou mal do pobre coitado. Steve é gênio e como sempre, mostrou ao mundo algo inútil que você vai descobrir porque nunca poderia ter vivido sem ele. Foi assim com o Mac, com o iPod e principalmente com o iPhone... Quando o primeiro iPhone foi lançado eu duvido que você nunca quis passar fotos com o dedo, aumentar, diminuir e fazer tudo o que o celular (até então considerado limitado) fazia.

É... o tempo mudou e as telas aumentaram...

Pra nós no Brasil é mais difícil entender como faria sucesso aqui, pois o cenário de eBooks é muito restrito, ou mesmo impopular seja pela falta de lojas online ou pela falta de mercado comprador, já que brasileiro lê em media um livro inteiro ao ano (leia mais aqui) e o americano não fica muito diferente disso também... Pensando também na parcela que a Apple tem no mercado que é muito restrita e ainda é difícil acontecer o que aconteceu nos Estados Unidos com o Kindle e toda a sua explosão de vendas. Já no mercado estadunidense é mais fácil entender porque o iPad vai destruir o Kindle em algum tempo, visto que ele é bem mais atrativo, bonito e funcional, e não limitado como o Kindle.

Para nós, equipamentos eletrônicos são taxados absurdamente por causa da política protecionista de importação citada muitas vezes nesse site, e mesmo porque pouquíssimos dos aparelhos eletrônicos são produzidos aqui. O fato é que o iPad chegando ao Brasil terá utilidade se tivermos um serviço que seja eficiente e eficaz. Mesmo que as lojas e editoras no Brasil despertem para um recomeço, eu acredito que será bem lento pois os investimentos para uma revista interativa não devam ser muito baixos. Agora... quem dos leitores ainda assina revistas e jornais? Pensar em como o mercado editorial pode se renovar com o iPad dependerá muito das editoras e do preço que isso chegará ao Brasil. Porque não as próprias editoras incentivarem a venda do iPad fazendo o mesmo movimento que as operadoras de celular com o iPhone? Vender assinatura de revista e livros deve ser difícil para uma parcela muito restrita da população brasileira interessada em ler e consumir esses produtos, mas e um comodato como fazem as operadoras com suas assinaturas de revistas e jornais? Garanto que seria um super atrativo com um serviço funcional.

Pena que as editoras vivam no século retrasado e a Apple ainda tem muitas dificuldades em se consolidar pela America Latina em geral. Solução? Terceirizar a montagem como todas as outras empresas fazem aqui... como a Palm fazia em seus tempos áureos; fariam equipamentos muito mais baratos e competitivos que pudessem atingir desde a classe econômica A até a B. Mas também tem a discussão de que os produtos da Apple são para um público restrito e o posicionamento da marca também é diferente do grande público... fica pra outra discussão.

Duas coisas são fato:

1- o iPad vai vingar quando tivermos uma iTunes Store compatível com eBooks e músicas.

2- o mercado editorial brasileiro vai se posicionar a favor, pois o iPad não é limitado como seus concorrentes, basta saber qual orientação vão dar ao seu sucesso.

Ahm, e essa história de que ‘ler na tela é desconfortável’ é desculpa pra não ler... e o computador não tem a tela brilhante e com iluminação backlight???

Sabe um produto semelhante e que não deu certo? O tal do Palm Foleo. A Palm não soube nem explicar pra que servia aquela coisa ao certo... Ninguém entendeu, ele caiu no esquecimento. O iPad tem público selecionado aos que querem entretenimento seja livros, musica ou multimídia e por isso eu aposto no sucesso.

Comente, grite, fale... quem sabe um dia a Apple Brasil não nos faz surpresa ao abrir uma iTunes Store com tudo o que temos direito?!

Douglas Negrisolli

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Respostas 6
  • Criado
  • Última resposta

Top Postadores Neste Tópico

Tópico interessante, eu acho que com alguns ajustes poderia cair no blog. Cada vez entendo melhor essa citação de que a Apple sabe o que a gente precisa, mesmo nós não sabendo, pois como você comentou o Jobs sempre consegue criar algo inútil que se torna essencial depois de algum tempo.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

O modelo de subsídios dá certo na telefonia móvel porque, antes de tudo, há um mercado consumidor para celulares que torna esse mesmo modelo rentável. Não é que os subsídios tenham criado esse mercado, o que eles fizeram foi criar o incentivo financeiro para que tantos consumidores, já interessados em comprar, tivessem o último empurrãozinho para fazê-lo.

Ficou sugerido nas entrelinhas que o americano lê tão pouco que o brasileiro. Não se deve orientar pelos filmes de besteirol hollywoodianos. O americano lê muito mais que o brasileiro, e isso fica patente pelas dimensões do mercado editorial de lá.

O sucesso do Kindle pode ser atribuído a dois fatores. O primeiro é superestimado, que é o uso da tecnologia de tinta eletrônica. Muitas pessoas aceitaram experimentar pela expectativa de não causar cansaço à vista. Não faz sentido alfinetá-las com a crítica de que a resistência à tela iluminada seja desculpa de quem não lê. Elas liam, mas o preferiam fazer em papel; e agora podem ler na tela do Kindle.

O segundo fator é a infraestrutura sofisticado da Amazon, que permite adquirir livros digitais a partir do próprio Kindle, usando rede 3G sem incorrer em mensalidade para o serviço de transmissão. Esse foi o segredo do sucesso. O Sony Reader já tinha o mesmo tipo de tela, mas não ofereceu a mesma comodidade para obter obras.

Contudo, a Amazon não criou o mercado leitor, o que estaria além das forças de qualquer empresa. Esse já existia, e a Amazon só convenceu uma parcela a aderir à leitura digital. No Brasil, o mercado leitor sustenta aos trancos e barrancos o nosso empresariado editorial; mas não creio que fará compensar algum sistema de subsídios nos moldes do praticado pelas operadores de celular. Se a Apple montar uma loja digital com livros, apenas dará motivos ao consumidor para comprar o iPad, e não às empresas de comunicação para bancar o aparelho.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

O iPad é exatamente o gadget que eu mais preciso hoje.

Um MacBook eu acho muito grande, e o iPhone é fantástico, mas a tela é muito pequena para se ver um filme ou um show/clip.

Pelo menos dois iPads eu vou comprar.

A minha filha de 7 anos tem um iPhone 3G, e agora ela quer um netbook, pois ela acha pequeno e bonitinho os notebooks miniaturas...rs, mas tenho um problema nesse desejo dela, como moramos no Japão ela está sendo alfabetizada no idioma japonês, por isso um notebook ou netbook eu teria que ficar ensinando ela o que é um "diretório", um arquivo, onde gravá-los como copiá-los, e etc...

Um iPad ela já vai saber usar devido estar acostumada a usar o iPhone 3G dela.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vai ser um sucesso sim!

Afinal temos teremos aqui a mesma situação que acontece com o iPhone.. o celular pode não ser o mais top em hardware, tem suas limitações no Flash, no Multitasking e também no Bluetooth, porém, existe um ecossistema criado pela Apple com a iTunes Store, que dá um tremendo "suporte" pra esses produtos.. comodidade e facilidade de baixar conteúdo pro seu iPhone, iPad, iPod ou iWhatever.. com apenas alguns cliques!

Então o segredo mesmo, vão ser os desenvolvedores que vão produzir aplicativos indispensáveis pro nosso dia-a-dia, o que já acontece com o iPhone, agora vai acontecer com o iPad, só que numa tela de 10" 9,7"

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe do debate

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, entre agora para postar com ela.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.




  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      51.035
    • Total de Posts
      429.706
×
×
  • Criar Novo...