Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Denunciar

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    • Nenhum usuário registrado visualizando esta página.


  • Conteúdo Similar

    • Por Bruno DM
      Resolvi formatar meu Macbook Air M1.
       
      Fui no utiliario de deisco e coloquei para apagar a partição Macintosh HD e Macintosh HD - Data.
       
      Depois voltei na tela anterior, e coloquei pra instalar o macOS Big Sur.
       
      Depois de instalado, na hora de entrar com o Apple ID e criar a conta, fica dando este erro:
       
      Alguem sabe o que pode ser ?
       



    • Por zagam
      Pessoal atualmente tenho um macbook pro 13.3  2017 i5 8gb e 512 de ssd  que uso diariamente no escritório e um Imac 5k 27  com 1tb  ssd e 32gb de memória, que uso para fazer as edições em casa usando o Adobe PS, Premiere e Illustrator. Estou com duvida se faço o upgrade do meu macbook para o Macbook pro 13.3 M1 já que está um pouco mais barato ou  espero mais um pouco e pego o Macbook pro 14 com M1 Pro , Minha situação é, comecei a fazer edições no macbook pro  também e sinto que ele da umas travadas, queria saber se no macbook pro M1 de 13.3 com 8gb os programas estão rodando mais lisos, além disso queria saber como está a fluidez de quem utiliza o pacote adobe [editado] nas maquinas M1. Alguém consegue me dar uma luz ? 😬
    • Por ViniciusVSG
      Olá, bom dia! Estou com um Macbook Air M1 desde de julho, uso ele para trabalho geralmente das 7:50 até as 18:00 e de noite p/ lazer. Sempre no carregador, pois uso ele na minha mesa. Ele tem 18 ciclos na bateria apenas, pois sempre fica plugado ao carregador. Só que pelo menos 8 desses ciclos foram tudo nos últimos 2 meses, pois tem acontecido a seguinte situação:
      De manhã, quando ligo ele as 7:50, ele está sempre 100%. Mas quando chega por volta das 9:30 ele já caiu p/ 89%, mesmo ficando no carregador esse tempo todo.  Dai ele fica nesses 88% o restante do dia, completando a carga de noite e no dia seguinte o ciclo se repete. Mesmo ficando conectado 100% do tempo no carregador, a bateria sempre baixa de manhã. Não percebia isso no início, mas agora sempre noto ( print abaixo ).
      Pensei que era por utilizar o Google Meet que consumia muita energia, mas hoje, só de usar o chrome ( Docs e Youtube ) eu vi que aconteceu exatamente a mesma coisa.
      Isso é normal ou talvez esteja com algum problema de carregamento? 

       
    • Por Thales Vinieri Ramos
      Olá pessoal!

      Recentemente comprei um MBP com chip M1 e realmente o computador é muito bom. Porém há um tópico que não sai da minha cabeça desde as pesquisas que fiz antes de realmente comprá-lo, que é o gerenciamento de bateria... Todos sabemos que essas baterias de Íons de lítio não sofrem com o problema de "viciar" o funcionam melhor quando não são estressadas demais. Fiquei intrigado com esse tema e decidi pesquisar mais sobre isso, a fim de aumentar a vida útil da bateria. A Apple diz que o gerenciamento inteligente de bateria "aprende"a maneira que vc usa o computador e adapta o carregamento para otimizar sua durabilidade. Eu uso o computador na bancada, conectado a um monitor externo na maior parte do tempo, portanto mantenho ele na tomada praticamente o dia todo, e só retiro durante a noite, porém isso fez com que os ciclos aumentassem bastante (em 15 dias de uso, estou com 11 ciclos). Nesses 15 dias de uso com o gerenciamento da bateria, não percebi controle nenhum por parte do sistema, para manter a bateria carregada de maneira inteligente. Descobri o aplicativo Al Dente que limita a carga da bateria em uma porcentagem determinada, mesmo quando conectado à tomada, porém não estou 100% seguro em relação ao uso deste app, ou de algum outro... Na realidade ainda não descobri uma maneira de fazer com que o uso seja otimizado para manter o equilíbrio que esse tipo de bateria prefere funcionar.

      Alguém tem alguma opinião sobre esse tema? Se posso ficar tranquilo em relação ao gerenciamento da própria Apple ou se recomendam o uso do AlDente ou algum outro app?

      Muito Obrigado!
    • Por BetoGaleazzo
      Calma! Antes de me crucificar pelo "relativamente simples", deixa eu explicar 😅
      Este tópico trata de uma curiosidade técnica e também de uma esperança para um futuro não distante, rs.
      Há alguns anos atrás se alguém dissesse que era possível aumentar a memória de armazenamento dos iPhones, iPads e iPods, seria instantaneamente taxado de mentiroso, porém com o avanço dos reparos a nível microeletrônico, isso se tornou possível. Não só aumentar o armazenamento, mas também reparar devices com defeitos de memória antes tratados como insolucionáveis (famosos erros 9, 4013 e 4014  do iTunes). O conhecimento começou a se disseminar, ferramentas novas foram sendo desenvolvidas e hoje é comum encontrar esse tipo de serviço em assistências especializadas em reparo de placa lógica.  Eu mesmo que nem me considero um gigante do microscópio, tampouco tenho um laboratório super fancy, faço com certa frequência esse tipo de upgrade e reparo.
      O vídeo abaixo mostra o procedimento de upgrade de armazenamento num MacBook Air 2020 M1. Irei explicar o que ele fez e dizer o porquê de ser mais fácil do que nos dispositivos mobile.
       
      Agora vamos lá. Provavelmente você pensou durante todo o vídeo que esse procedimento não é simples "nem aqui, nem na China" (ba dum tss), mas a real é que é simples, apesar de não poder ser feito pelo próprio usuário como nos Macs antigos. Explico: nos iPhones, iPads e iPods, a placa lógica é bem menor, logo a concentração de componentes é bem maior, o que torna o manuseio da estação de solda a ar mais complexo e arriscado. A chance de espalhar ar quente em componentes que não podem sofrer muito calor é grande, demanda muita prática e técnica. Você pode ver como é feito o procedimento em iPhones neste vídeo. A placa do Mac é bem ampla e os chips de memória estão consideravelmente separados dos demais. Outro ponto é que foi "basicamente" tirar dois chips, colocar dois chips e fazer a restauração. Já nos dispositivos mobile o chip NAND é vinculado a outros componentes da placa, até mesmo ao chip responsável pelo WiFi e Bluetooth, e quando é necessário efetuar o reparo ou fazer o upgrade do armazenamento nesses dispositivos, temos que remover também o chip de WiFi/BT (que também tem seus riscos por ficar próximo a diversos componentes importante) e usar um equipamento nada barato pra copiar dados da memória antiga pra nova (número de série do aparelho e outras informações). Então nesse ponto além de mais complexo quanto a remover os componentes sem danificar outros, também existem mais etapas e mais equipamentos necessários. Eu também não vi no vídeo outras complicações possíveis, causadas pelo chip T2 Security ou algo do tipo. -- Lembrando que este procedimento de troca dos chips de memória NÃO remove iCloud e nem senha de firmware/EFI.
      Já há um bom tempo é comum encontrar no AliExpress os chips de memória NAND dos iPhones em todas as capacidades possíveis, novos ou retirados de outro aparelho que não pôde ser reparado. Antigamente só mesmo removendo de outras placas lógicas que não tiveram reparo. Ainda não existem esses chips do Mac para comprar, e obviamente não deve ter muita placa lógica de M1 "morta" por aí pra remover componentes já que o modelo é relativamente novo, porém existe a possibilidade de que esses chips dos Macs venham a ser vendidos no varejo também. Caso aconteça, estamos falando da possibilidade de fazer upgrade de memória de armazenamento, ou reparar Macs que tenham tido problemas nesses componentes, causados por desgaste, por exemplo. Outro indicativo de que pode começar a rolar em breve, é que já existe stencil de reballing para M1 à venda na China, o que significa que por lá já estão fazendo esses procedimentos com mais frequência, inclusive com memória RAM.
      Nos novos Macs com processadores M1 Pro e M1 Max aparentemente o procedimento é o mesmo. Os chips já estão mais concentrados na placa (como você pode ver aqui aos 3m32s), o que vai demandar maior perícia, mas mesmo assim continua mais simples que nos dispositivos mobile.
      É gambiarra? Não! Se feito por um bom técnico que efetivamente sabe o que está fazendo e tem a perícia necessária, é um serviço indetectável. Há até como reaplicar resina após o reparo pra ficar exatamente como veio de fábrica. O sistema reconhece normalmente o novo armazenamento e não existem efeitos colaterais, como pode ocorrer com a função Hibernar quando se faz uso de adaptadores para SSDs NVME M2 nos MacBooks.
      Briga de cão e gato... A Apple dificultando a vida dos usuários e dos técnicos em relação à reparabilidade, mas há esperança. Como eu disse no início do tópico, um dia iPhones com defeito de placa eram condenados à lata do lixo e hoje tem reparo para quase tudo.
    • Por Fernando Braz
      Praticamente nova, configuração de ponta pra rodar tudo, perfeita para edição e criação.

      NÃO ACOMPANHA TECLADO E MOUSE.

      iMac (Retina 4K, 21.5-inch, 2017)
      Processador: 3 GHz Intel Core i5 Quad-Core
      Memória: 16 GB 2400 MHz DDR4
      SSD 480GB Kingston
      GPU Radeon Pro 555 2 GB

      Não aceito trocas nem propostas absurdas.

      Retirada em mãos por SP e pagamento na hora via PIX.
      R$8.500

    • Por Fernando Braz
      Vendendo meu iPad Air pois não me adaptei, ainda na garantia até Janeiro de 22.
      Película já aplicada e case smart folio. Sempre utilizado com capa e película, equipamento impecável.
      Retirada em mãos por SP e pagamento na hora via PIX.
      R$4.990

    • Por Douglas Carvalho
      Vendo MacBook Air comprado no Brasil em julho de 2020 com cobertura Apple Care até julho de 2023. Possui nota fiscal. 
      Está em perfeito estado de conservação, com pequenas marcas de uso. Sou o único dono. Conferir as fotos.
      Ciclos da bateria: 225
      Em São Paulo, entrego em mãos, na caixa original, no Shopping Cidade São Paulo, localizado na Avenida Paulista.
      Link para o anúncio no Mercado Livre (R$ 8.950)
      Segue configuração personalizada:
      MacBook Air de 13 polegadas – Cinza-espacial            
      •    Intel Core i5 (10ª geração) de quatro núcleos e 1,1 GHz (Turbo Boost até 3,5 GHz)
      •    Intel Iris Plus Graphics
      •    LPDDR4X de 16 GB com 3733 MHz
      •    SSD de 256 GB
      •    Trackpad Force Touch
      •    Duas portas Thunderbolt 3
      •    Touch ID
      •    Tela Retina com True Tone
      •    Magic Keyboard retroiluminado – Inglês (EUA)
      •    Kit de acessórios









    • Por Cirdes Borges
      Pessoal, pode ser exagero, rs, mas semana passada troquei o MBP e hoje, por acaso, percebi um pequeno pontinho na tecla shift direita, alguem ja viu isso? 
       

    • Por Pedro Henrique da Silva
      Boa noite!
      Estou há pouco tempo com um MacBook Air M1, meu primeiro por sinal, desde que chegou já precisei comprar uma daquelas entradas bico de pato para que funcionassem nas tomadas de casa, uma vez que ele veio dos EUA com aquele encaixe padrão de lá. Comprei no internet mesmo, nada oficial, afinal nem sei se eles vendem apenas o encaixe da tomada sem a fonte inteira.
      Desde o início eu já sentia uma vibração na carcaça do garoto, mas achei que era alguma coisa do relativamente normal, ou apenas impressão. Hoje eu notei que quando ele está fora da tomada, ele não tem essas sensação de vibração na carcaça. E observando isso, eu passei a ficar incomodado... Agora estou no dilema, gastar ciclos da bateria, trocar a entrada/achar alguém com encaixe de três pinos. 
      Existe alguma explicação para isso??? Por favor ajudem o novato com os notebooks da maçã.
  • Estatísticas do Fórum

    • Total de Tópicos
      53,3k
    • Total de Posts
      443,2k
×
×
  • Criar Novo...