Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

O iPhone realmente vale o dinheiro investido, ou tudo é apenas hype e status?


Posts Recomendados

Meu uso do produtos apple particularmente, se dá devido a: 

Qualidade de produto, facilidade e velocidade de uso - desempenho entre aparelhos da mesma linha etc. Ao meu ver é indiscutível o quesito Sistema operacional. E cá pra nós, eu nao sou um daqueles ''fansinhos'' de marca, e dou muito, mas muito valor ao meu dinheiro. Procuro ser muito racional nesse sentido e nao acho nada comum pagar 10 mil messias num celular cujo terá um subsequente no ano posterior.

Mas quando questionado sobre dinheiro investido em iPhone, eu sinceramente acho que os valores exorbitantes de lançamento nao compensam. Hoje eu tenho um iPhone XS, um MacBook Air de 2013 e para o meu uso, uso Magic Mouse, uso um iPod Touch também, e honestamente, apesar da tentação em estar adquirindo produtos novos, eu nao sinto necessidade absoluta alguma. 

Sobre o celular, é difícil imaginar uma pessoa hoje que nao conseguiria suprir todas as suas necessidades com um iPhone XS ou 11, coisa que hoje é encontrado fácil no mercado por seus 3.800 a 4.000,00 reais (já muito caro para um aparelho celular), sendo assim, em minha opinião nao faz sentido algum pagar 6, 7, 8, 9 mil reais num aparelho apenas por sua ''nomeclatura'', seu status de lançamento e algumas (poucas) ferramentas a mais. 

Ou seja, lançamentos sao feitos pra vender, pegar patrocinadores, e sair arrematando a playboyzada que estoura seus 12 mil no cartão mesmo sem dó nem piedade. Eu, particularmente, sei o valor do meu dinheiro. Pago não! 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Se o receio e o valor.. não compre lançamento, compre o anterior assim fiz, lançou 12, comprei 11, quando lançar o 14, eu comprou o 13 e assim vai..

Eu sempre relutei porque achei que é modinha ou status,  sempre tive TOP de linha SAMSUNG desde o S3, até o S10, meu uso e excessivo, trabalho com o telefone então se imagina 40 50 ligações por dia recebendo e atendendo whats, insta e etc..  Todos,, Todos sem exceção com 2 anos em media de uso e tela queimava, ele simplesmente apagava, o telefone funcionava normal mas a tela escura.. a troca era o preço de um novo, então eu sempre trocava de telefone, estou com todos na gaveta até hoje.

1 Mes antes do lançamento do Iphone 12, meu S10 puff, tela queimada, então parei e me perguntei P da vida. ( cara nunca vi ninguém reclamar de tela queimada em iphone, será que vale ? ) pesquisei bastante e resolvi ariscar já que os preços era similares, diferença pequena 500 700 reais  então eu comprei meu primeiro Produto Apple, um IPHONE 11, na era do lançamento do 12,  paguei R$5,350 no Iphone 11 128GB na Iplace a 20 dias de lancarem o 12.

 

Não me arrependo, e outro mundo, tanto que já troquei meu Tablet S6 por Ipad Air 4, e pretendo adquirir um Apple Watch na black "fraude" hoje me perguntou porque eu fui tão cego por tanto tempo rsrsrsrs, fluidez do sistema, integração do sistema e maravilhoso.

 

Eu posso dizer que foi amor a primeira vista,, ou virei um Appleboy, estou visando também a Apple TV e ano que vem trocar meu note que é um DELL G5 i7 9º 32GB, 2 SSD de 1TB cada, por um MAC, trabalho com edição de imagem e testei um por 3 dias na semana passada, muito confuso, mas e a mudança repentina... eu digo.. Apple souber fazer seu sistema

 

E a ultima e não menos importante.. DESVALORIZAÇÃO, cara tem MAC 2011 vendido a 4, 5 mil reais.. meu NOT paguei 8.500 na dell em 2019, hoje se coloca no OLX tem por 3.500,  iphone 11 então?  4mil facil no OLX.. agora ve quanto custa o SAMSUNG S20 usado no OLX... 

 

Editado por Morpheu
complemento texto
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

4 horas atrás, Morpheu disse:

Se o receio e o valor.. não compre lançamento, compre o anterior assim fiz, lançou 12, comprei 11, quando lançar o 14, eu comprou o 13 e assim vai...

 

 

 

 

 

Acho que eu vou fazer é isso mesmo; eu estava pensando em pegar o   ̶i̶P̶h̶o̶n̶e̶ ̶1̶2̶ ̶2̶0̶2̶1̶ iPhone 13, mas visto que ele é basicamente o mesmo telefone do ano passado, eu não acho que vale a pena pagar tão caro por ele, quando eu posso levar o 12 para casa, por muito menos. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu uso iPhone desde que sai dos Blackberrys, mas o que me fez gostar foi a durabilidade de ter um aparelho sempre atualizado e a conectividade com outros aparelhos que eu tenho ( AirPods , Aw , Macbook ) por esse motivo eu acho que vale o que pedem, eu penso que nao é "status" mas sim qualidade e durabilidade.. e se pensar no pós... vc vende um aparelho com 3 anos de uso por um preço relativamente satisfatório em comparação a outros aparelhos.

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

11 horas atrás, Morpheu disse:

Se o receio e o valor.. não compre lançamento, compre o anterior assim fiz, lançou 12, comprei 11, quando lançar o 14, eu comprou o 13 e assim vai..

Eu sempre relutei porque achei que é modinha ou status,  sempre tive TOP de linha SAMSUNG desde o S3, até o S10, meu uso e excessivo, trabalho com o telefone então se imagina 40 50 ligações por dia recebendo e atendendo whats, insta e etc..  Todos,, Todos sem exceção com 2 anos em media de uso e tela queimava, ele simplesmente apagava, o telefone funcionava normal mas a tela escura.. a troca era o preço de um novo, então eu sempre trocava de telefone, estou com todos na gaveta até hoje.

1 Mes antes do lançamento do Iphone 12, meu S10 puff, tela queimada, então parei e me perguntei P da vida. ( cara nunca vi ninguém reclamar de tela queimada em iphone, será que vale ? ) pesquisei bastante e resolvi ariscar já que os preços era similares, diferença pequena 500 700 reais  então eu comprei meu primeiro Produto Apple, um IPHONE 11, na era do lançamento do 12,  paguei R$5,350 no Iphone 11 128GB na Iplace a 20 dias de lancarem o 12.

 

Não me arrependo, e outro mundo, tanto que já troquei meu Tablet S6 por Ipad Air 4, e pretendo adquirir um Apple Watch na black "fraude" hoje me perguntou porque eu fui tão cego por tanto tempo rsrsrsrs, fluidez do sistema, integração do sistema e maravilhoso.

 

Eu posso dizer que foi amor a primeira vista,, ou virei um Appleboy, estou visando também a Apple TV e ano que vem trocar meu note que é um DELL G5 i7 9º 32GB, 2 SSD de 1TB cada, por um MAC, trabalho com edição de imagem e testei um por 3 dias na semana passada, muito confuso, mas e a mudança repentina... eu digo.. Apple souber fazer seu sistema

 

E a ultima e não menos importante.. DESVALORIZAÇÃO, cara tem MAC 2011 vendido a 4, 5 mil reais.. meu NOT paguei 8.500 na dell em 2019, hoje se coloca no OLX tem por 3.500,  iphone 11 então?  4mil facil no OLX.. agora ve quanto custa o SAMSUNG S20 usado no OLX... 

 

Muito bom Morphy.

eu costumo ser bastante sensato, não tenho fanatismo e nem sou um daqueles tietes de marca alguma, dou valor a cada centavo, trabalho com edição também… no entanto, é indiscutível  a forma que a Apple consegue desenvolver seus sistemas e a forma com que eles se comunicam entre si e conseguem ser tão precisos e intuitivos, do mais simples ao mais complexo.

Outro dia diz uma transferência de um vídeo de drone via AirDrop (PC-iPhone), foi tão ligeiro e ao mesmo tempo tão instantâneo que eu colega que estava ao lado comentou: “c*ralho, já foi?” rsss nem eu me toquei, a gente se acostuma.
Te garanto que quando estiver com seu Mac não vai querer ver Windows mais nunca na sua vida, vai criar raiva desse trem hahaha 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

12 horas atrás, Morpheu disse:

E a ultima e não menos importante.. DESVALORIZAÇÃO, cara tem MAC 2011 vendido a 4, 5 mil reais.. meu NOT paguei 8.500 na dell em 2019, hoje se coloca no OLX tem por 3.500,  iphone 11 então?  4mil facil no OLX.. agora ve quanto custa o SAMSUNG S20 usado no OLX... 

 

Indo um pouco para um assunto off-topic, essa é uma coisa interessante dos Macs (e produtos Apple em geral), eles não perdem valor nem mesmo quando são quase injustificáveis. Veja esse exemplo que você deu amigo, é possível montar um bom computador com esse valor e, em contrapartida, temos esses computadores de 2011 que, tirando alguns usos específicos que não necessitam obrigatoriamente de softwares atualizados, como produção musical, são praticamente um peso de papel, uma vez que eles não recebem atualizações oficiais há quatro anos. Ainda assim, me parece ter um mercado que absorve esses valores, ou pelo menos que leve os vendedores a crer que ele exista. Algo que é definitivamente único.

Editado por Amigos
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

8 horas atrás, Amigos disse:

Indo um pouco para um assunto off-topic, essa é uma coisa interessante dos Macs (e produtos Apple em geral), eles não perdem valor nem mesmo quando são quase injustificáveis. Veja esse exemplo que você deu amigo, é possível montar um bom computador com esse valor e, em contrapartida, temos esses computadores de 2011 que, tirando alguns usos específicos que não necessitam obrigatoriamente de softwares atualizados, como produção musical, são praticamente um peso de papel, uma vez que eles não recebem atualizações oficiais há quatro anos. Ainda assim, me parece ter um mercado que absorve esses valores, ou pelo menos que leve os vendedores a crer que ele exista. Algo que é definitivamente único.

Eu sempre comparo a questão da Apple um pouco com o exemplo da Toyota nos carros: ambas nem sempre são as primeiras a lançarem novas funções, às vezes demoram até demais para isso mas, quando fazem, fazem bem feito. A prova disso é que são duas empresas que têm muito a confiança do consumidor, fabricam bens de consumo muito duráveis e ainda conseguem ter um ótimo valor na hora da revenda.

Melhores exemplos que a Hilux e o Corolla, pra mim, não há. Ambos demoraram anos para receberem controle de tração e estabilidade em seus carros, quando praticamente todos da concorrência já tinham. E ainda assim continuavam vendendo muito. Se você compra um Corolla (experiência própria), sabe que é muito difícil de quebrar e de lhe deixar na mão. E, quando for vender, o valor da revenda é bem mais "conservado" (comparando ao valor da compra), quando comparado a outros modelos da categoria.

E isso o iPhone e o Mac fazem com excelência. A Apple não é só um produto em si, mas a experiência do ecossistema. O MKBHD sempre toca nesse ponto.

Editado por Heitor
"Toca nesse ponto", não "toda nesse ponto".
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

1 hora atrás, Heitor disse:

Eu sempre comparo a questão da Apple um pouco com o exemplo da Toyota nos carros: ambas nem sempre são as primeiras a lançarem novas funções, às vezes demoram até demais para isso mas, quando fazem, fazem bem feito.

@Heitor

A analogia que você fez entre a Apple e a Toyota, no meu ponto de vista está 50% correta. 

Sim, a Apple assim como a Toyota, nem sempre é a primeira a adotar novas tecnologias e prefere melhorar sistematicamente o que já fez até chegar próximo da perfeição.

Agora, a parte que eu não concordo é no que se refere a qualidade. A Toyota realmente faz produtos de qualidade e duráveis, mas a Apple... Nem sempre.

A Apple já fez verdadeiras porcarias: teclados borboleta que tem um funcionamento horrível, notebooks que sofriam de superaquecimento e tinham um desempenho ridículo por conta disso - particularmente os modelos intel de 2016 - 2020, tanto o Air quanto o Pro de 16" - telas que literalmente começavam a "descascar" - Staingate - telas de notebook que paravam de funcionar porque o cabo era curto demais e se rompia precocemente - Flexgate - Touch bar que param de funcionar do nada além de uma miríade de outros problemas, que nem é preciso ir muito longe para tomar conhecimento - aqui no fórum mesmo, existem vários relatos desse tipo. 

Fora que eu não sei até que ponto nós podemos chamar os produtos da Apple de duráveis - uma vez que praticamente tudo é soldado a placa e portanto, poucas coisas são substituíveis - me refiro mais especificamente aos notebooks nesse caso. Mas enfim, esse foi um dos motivos pelo qual eu quis criar esse tópico: justamente para entender, por parte do pessoal que gosta da Apple e dos seus produtos, o quê, no ponto de vista deles, realmente faz os produtos da Apple valer a pena. Confesso que aprendi muito 🙂 - e li muita porcaria também D:. 

E Antes que você diga que eu sou um hater da Apple: eu tenho um MacBook Pro M1, que eu realmente adoro; mas eu confesso que embora ele seja excelente, eu comprei muito mais por curiosidade do que por qualquer outra coisa. O notebook é realmente excelente, qualidade de construção inigualável, mas claramente, tem um preço superfaturado. 

 

 

 

Editado por Padra Fábio Melado
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

21 minutos atrás, Padra Fábio Melado disse:

@Heitor

A analogia que você fez entre a Apple e a Toyota, no meu ponto de vista está 50% correta. 

Sim, a Apple assim como a Toyota, nem sempre é a primeira a adotar novas tecnologias e prefere melhorar sistematicamente o que já fez até chegar próximo da perfeição.

Agora, a parte que eu não concordo é no que se refere a qualidade. A Toyota realmente faz produtos de qualidade e duráveis, mas a Apple... Nem sempre.

A Apple já fez verdadeiras porcarias: teclados borboleta que tem um funcionamento horrível, notebooks que sofriam de superaquecimento e tinham um desempenho ridículo por conta disso - particularmente os modelos intel de 2016 - 2020, tanto o Air quanto o Pro de 16" - telas que literalmente começavam a "descascar" - Staingate - telas de notebook que paravam de funcionar porque o cabo era curto demais e se rompia precocemente - Flexgate - Touch bar que param de funcionar do nada além de uma miríade de outros problemas, que nem é preciso ir muito longe para tomar conhecimento - aqui no fórum mesmo, existem vários relatos desse tipo. 

Fora que eu não sei até que ponto nós podemos chamar os produtos da Apple de duráveis - uma vez que praticamente tudo é soldado a placa e portanto, poucas coisas são substituíveis - me refiro mais especificamente aos notebooks nesse caso. Mas enfim, esse foi um dos motivos pelo qual eu quis criar esse tópico: justamente para entender, por parte do pessoal que gosta da Apple e dos seus produtos, o quê, no ponto de vista deles, realmente faz os produtos da Apple valer a pena. Confesso que aprendi muito 🙂 - e li muita porcaria também D:. 

E Antes que você diga que eu sou um hater da Apple: eu tenho um MacBook Pro M1, que eu realmente adoro; mas eu confesso que embora ele seja excelente, eu comprei muito mais por curiosidade do que por qualquer outra coisa. O notebook é realmente excelente, qualidade de construção inigualável, mas claramente, tem um preço superfaturado. 

 

 

 

Discordo de você em boa parte. Sou um grande fã da Apple, Samsung e também da Toyota, visto que, além da confiabilidade, é certamente a marca que oferece modelos de automóveis que mais me agradam.

Se você for pesquisar no próprio site da Toyota, é uma das marcas que MAIS possui recall em aberto. Ou seja, embora você compre um veículo 100% (vou colocar dessa forma), nem tudo é perfeito, como já é esperado. Assim como o teclado borboleta da Apple foi uma porcaria, as bombas de combustível da Toyota costumam ser uma porcaria, assim como o CVT tem lá seus problemas e precisa de recall, especialmente no Corolla. Mas, a marca resolve os problemas pra você nas concessionárias durante uma revisão e você nem percebe.

Enfim, não sou um Fã Boy maníaco da Apple. E se formos levar tudo a 8 ou 80, a discussão é bem longa, mas, afinal é pra isso o fórum, não é? Hehehe.

Acho que a confiabilidade vem muito do produto que se oferece. Eu por exemplo, acho muito mais fácil que uma empresa ofereça um carro de boa qualidade do que um Smartphone. Até porque o uso do Smartphone é muito mais frequente do que do carro, e, além do carro oferecer materiais de maior robustez (e aí também entra o preço, que, assim como os produtos da Apple são um verdadeiro absurdo, um Toyota também é um verdadeiro absurdo - os novos), você vai conseguir ter certos cuidados com o carro que não se tem com um iPhone.

Até uma pergunta meio besta, mas, pra mim faz um pouco de sentido. Quantas vezes você leva um carro para a revisão, e quantas vezes seu smartphone vai pra "revisão"? Além de a resposta ser óbvia, são nichos diferentes, produtos diferentes, mas o que pega é o modelo de negócio, que é praticamente igual.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

11 minutos atrás, Bruno Régis Duarte disse:

Discordo de você em boa parte. Sou um grande fã da Apple, Samsung e também da Toyota, visto que, além da confiabilidade, é certamente a marca que oferece modelos de automóveis que mais me agradam.

Se você for pesquisar no próprio site da Toyota, é uma das marcas que MAIS possui recall em aberto. Ou seja, embora você compre um veículo 100% (vou colocar dessa forma), nem tudo é perfeito, como já é esperado. Assim como o teclado borboleta da Apple foi uma porcaria, as bombas de combustível da Toyota costumam ser uma porcaria, assim como o CVT tem lá seus problemas e precisa de recall, especialmente no Corolla. Mas, a marca resolve os problemas pra você nas concessionárias durante uma revisão e você nem percebe.

Enfim, não sou um Fã Boy maníaco da Apple. E se formos levar tudo a 8 ou 80, a discussão é bem longa, mas, afinal é pra isso o fórum, não é? Hehehe.

Acho que a confiabilidade vem muito do produto que se oferece. Eu por exemplo, acho muito mais fácil que uma empresa ofereça um carro de boa qualidade do que um Smartphone. Até porque o uso do Smartphone é muito mais frequente do que do carro, e, além do carro oferecer materiais de maior robustez (e aí também entra o preço, que, assim como os produtos da Apple são um verdadeiro absurdo, um Toyota também é um verdadeiro absurdo - os novos), você vai conseguir ter certos cuidados com o carro que não se tem com um iPhone.

Até uma pergunta meio besta, mas, pra mim faz um pouco de sentido. Quantas vezes você leva um carro para a revisão, e quantas vezes seu smartphone vai pra "revisão"? Além de a resposta ser óbvia, são nichos diferentes, produtos diferentes, mas o que pega é o modelo de negócio, que é praticamente igual.

Certo, mas o que pega é que ela reconhece o problema e resolve. E que, se comparado a outras marcas, oferece produtos de maior durabilidade. A VW, por exemplo, sempre teve mais tecnologia com a Amarok do que com a Hilux, a Hilux teve fama de "capotadeira" até esses dias por não ter controle de estabilidade. Qual das duas tem mais público e mais confiança dos consumidores? Detalhe, a Hilux sempre teve um preço superior à Amarok (não entra a V6 na conversa), assim como o Corolla quando comparado ao Jetta, por exemplo.

A Apple também tem muitos recalls, mas ela também resolve. E se você compra um iPhone, se ele não der defeito, sabe que a longevidade dele será grande. Tanto na parte de hardware (exceção da bateria, pois é impossível ficar saudável por muito tempo), quando no software (iPhone 6S continua sendo atualizado, aparelho lançado em 2015).

O resumo do que quero dizer: são empresas que têm zelo pelo que fazem. Erram, sim, como todas as outras, mas são feitos com mais qualidade. Minha experiência com a Samsung é apenas OK. Televisão eu não quero mais de graça, e os celulares (na época que tive, hoje são melhores), paravam de atualizar rapidamente, e pareciam carroças depois de pouco tempo de uso. Hoje sou um feliz proprietário de um Galaxy Buds Live (vindo de um AirPod 1ª Geração). 

PS: o @Padra Fábio Meladomencionou e você também a questão dos gates/recalls. Mas isso a gente sabe porque estamos no mundo Apple e sabemos do que se passa. Imagina a quantidade de aparelhos de outras marcas que dão defeitos e nunca ficamos cientes simplesmente porque é a Apple que sempre tá na mídia. O bendgate, por exemplo, se fosse com um aparelho da Motorola, nunca (nunca mesmo!) teria a mesma repercussão da Apple com o iPhone 6. Sobre a questão da reparabilidade, é uma pena, infelizmente. É aquela questão do design acima de tudo. Lembro da primeira vez que peguei um iPod nano nas mãos, em 2006, e fiquei procurando por parafusos na carcaça e, simplesmente, não tinha nada, parecia mágica (os MP4, etc, da época todos eram feitos com muito menos qualidade).

Enfim, carro sinônimo de durabilidade, pra mim, sempre vai ser Toyota. E no quesito tecnologia, a Apple (tanto pelo hardware e, mais ainda, pelo software, apesar dos iOS bugados que recebem às vezes). E, sinceramente, não acho que isso seja coisa de fanboy (nem tenho mais Corolla, nem cogito comprar outros AirPods). Apenas passam essa confiança de que as coisas são feitas para durarem mais, na maior parte dos casos.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

2 minutos atrás, Heitor disse:

Certo, mas o que pega é que ela reconhece o problema e resolve. E que, se comparado a outras marcas, oferece produtos de maior durabilidade. A VW, por exemplo, sempre teve mais tecnologia com a Amarok do que com a Hilux, a Hilux teve fama de "capotadeira" até esses dias por não ter controle de estabilidade. Qual das duas tem mais público e mais confiança dos consumidores? Detalhe, a Hilux sempre teve um preço superior à Amarok (não entra a V6 na conversa), assim como o Corolla quando comparado ao Jetta, por exemplo.

A Apple também tem muitos recalls, mas ela também resolve. E se você compra um iPhone, se ele não der defeito, sabe que a longevidade dele será grande. Tanto na parte de hardware (exceção da bateria, pois é impossível ficar saudável por muito tempo), quando no software (iPhone 6S continua sendo atualizado, aparelho lançado em 2015).

O resumo do que quero dizer: são empresas que têm zelo pelo que fazem. Erram, sim, como todas as outras, mas são feitos com mais qualidade. Minha experiência com a Samsung é apenas OK. Televisão eu não quero mais de graça, e os celulares (na época que tive, hoje são melhores), paravam de atualizar rapidamente, e pareciam carroças depois de pouco tempo de uso. Hoje sou um feliz proprietário de um Galaxy Buds Live (vindo de um AirPod 1ª Geração). 

PS: o @Padra Fábio Meladomencionou e você também a questão dos gates/recalls. Mas isso a gente sabe porque estamos no mundo Apple e sabemos do que se passa. Imagina a quantidade de aparelhos de outras marcas que dão defeitos e nunca ficamos cientes simplesmente porque é a Apple que sempre tá na mídia. O bendgate, por exemplo, se fosse com um aparelho da Motorola, nunca (nunca mesmo!) teria a mesma repercussão da Apple com o iPhone 6. Sobre a questão da reparabilidade, é uma pena, infelizmente. É aquela questão do design acima de tudo. Lembro da primeira vez que peguei um iPod nano nas mãos, em 2006, e fiquei procurando por parafusos na carcaça e, simplesmente, não tinha nada, parecia mágica (os MP4, etc, da época todos eram feitos com muito menos qualidade).

Enfim, carro sinônimo de durabilidade, pra mim, sempre vai ser Toyota. E no quesito tecnologia, a Apple (tanto pelo hardware e, mais ainda, pelo software, apesar dos iOS bugados que recebem às vezes). E, sinceramente, não acho que isso seja coisa de fanboy (nem tenho mais Corolla, nem cogito comprar outros AirPods). Apenas passam essa confiança de que as coisas são feitas para durarem mais, na maior parte dos casos.

Concordo e reafirmo cada palavra! Bom quando o cara sabe escrever claro e simples!

Grande abraço!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Acho incrível os produtos da Apple, porém esse monopólio deve diminuir com a chegada de outros grandes players.

Será bom, pois acredito que o consumidor final terá mais possibilidades e pagar um preço sem supervalorização.

Resumindo Apple é o melhor que temos no mercado (atualmente).

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

54 minutos atrás, Padra Fábio Melado disse:

@Heitor

A analogia que você fez entre a Apple e a Toyota, no meu ponto de vista está 50% correta. 

Sim, a Apple assim como a Toyota, nem sempre é a primeira a adotar novas tecnologias e prefere melhorar sistematicamente o que já fez até chegar próximo da perfeição.

Agora, a parte que eu não concordo é no que se refere a qualidade. A Toyota realmente faz produtos de qualidade e duráveis, mas a Apple... Nem sempre.

A Apple já fez verdadeiras porcarias: teclados borboleta que tem um funcionamento horrível, notebooks que sofriam de superaquecimento e tinham um desempenho ridículo por conta disso - particularmente os modelos intel de 2016 - 2020, tanto o Air quanto o Pro de 16" - telas que literalmente começavam a "descascar" - Staingate - telas de notebook que paravam de funcionar porque o cabo era curto demais e se rompia precocemente - Flexgate - Touch bar que param de funcionar do nada além de uma miríade de outros problemas, que nem é preciso ir muito longe para tomar conhecimento - aqui no fórum mesmo, existem vários relatos desse tipo. 

Fora que eu não sei até que ponto nós podemos chamar os produtos da Apple de duráveis - uma vez que praticamente tudo é soldado a placa e portanto, poucas coisas são substituíveis - me refiro mais especificamente aos notebooks nesse caso. Mas enfim, esse foi um dos motivos pelo qual eu quis criar esse tópico: justamente para entender, por parte do pessoal que gosta da Apple e dos seus produtos, o quê, no ponto de vista deles, realmente faz os produtos da Apple valer a pena. Confesso que aprendi muito 🙂 - e li muita porcaria também D:. 

E Antes que você diga que eu sou um hater da Apple: eu tenho um MacBook Pro M1, que eu realmente adoro; mas eu confesso que embora ele seja excelente, eu comprei muito mais por curiosidade do que por qualquer outra coisa. O notebook é realmente excelente, qualidade de construção inigualável, mas claramente, tem um preço superfaturado. 

 

 

 

Pois é, essa questão de durabilidade com reparabilidade sempre pega. O produto que hoje em dia melhor exemplifica isso, pra mim, são os AirPods. O meu de 1ª Geração com uso moderado durante 2 anos, hoje não tem autonomia nem mais de 5 minutos. E o conserto? Não tem.

O que eu fiz? Procurei alternativas semelhantes de outras marcas (minha experiência com a Beats também não é muito boa) e achei o Buds Live da Samsung. O som é equivalente aos AirPods, o preço é mais em conta, tem um ANC meia boca (mas tem) e o melhor? Se der pra ruim, é só comprar novas baterias e substituir, porque é um dos fones TWS com melhor reparabilidade no mercado.

O que quero dizer, na verdade é: se não precisar de reparo no meio do caminho, tem tudo para durar muito (especialmente pelo iOS). Tenho um iPhone 2G na gaveta funcionando perfeitamente, hehe. 

1 minuto atrás, raffa_iphones disse:

Acho incrível os produtos da Apple, porém esse monopólio deve diminuir com a chegada de outros grandes players.

Será bom, pois acredito que o consumidor final terá mais possibilidades e pagar um preço sem supervalorização.

Resumindo Apple é o melhor que temos no mercado (atualmente).

Mas a Apple não é um monopólio no quesito venda de smartphones, e grandes players já existem: vide Samsung e Xiaomi (sem falar nos falecidos ou praticamente isso: Sony e LG). A questão é que nem todos conseguem permanecer no jogo por muito tempo por não terem tanto destaque quanto a Apple. O cuidado da Apple em fabricar hardware e desenvolver seu software são fundamentais nessa história.

Essa questão do preço é totalmente relativa. A Apple cobra o que ela achar que deve cobrar. Se o mercado responder bem, a concorrência tenta fazer igual. Mas se você quer econimizar, não está amarrado com a Apple, existem opções no mercado com ótimos aparelhos pra você comprar.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

1 hora atrás, Heitor disse:

Pois é, essa questão de durabilidade com reparabilidade sempre pega. O produto que hoje em dia melhor exemplifica isso, pra mim, são os AirPods. O meu de 1ª Geração com uso moderado durante 2 anos, hoje não tem autonomia nem mais de 5 minutos. E o conserto? Não tem.

O que eu fiz? Procurei alternativas semelhantes de outras marcas (minha experiência com a Beats também não é muito boa) e achei o Buds Live da Samsung. O som é equivalente aos AirPods, o preço é mais em conta, tem um ANC meia boca (mas tem) e o melhor? Se der pra ruim, é só comprar novas baterias e substituir, porque é um dos fones TWS com melhor reparabilidade no mercado.

O que quero dizer, na verdade é: se não precisar de reparo no meio do caminho, tem tudo para durar muito (especialmente pelo iOS). Tenho um iPhone 2G na gaveta funcionando perfeitamente, hehe. 

Mas a Apple não é um monopólio no quesito venda de smartphones, e grandes players já existem: vide Samsung e Xiaomi (sem falar nos falecidos ou praticamente isso: Sony e LG). A questão é que nem todos conseguem permanecer no jogo por muito tempo por não terem tanto destaque quanto a Apple. O cuidado da Apple em fabricar hardware e desenvolver seu software são fundamentais nessa história.

Essa questão do preço é totalmente relativa. A Apple cobra o que ela achar que deve cobrar. Se o mercado responder bem, a concorrência tenta fazer igual. Mas se você quer econimizar, não está amarrado com a Apple, existem opções no mercado com ótimos aparelhos pra você comprar.

Heitor,  não estou dizendo dos grandes players que vc citou, e sim "NOVOS" que irão conseguir chegar próximo ao nível da APPLE.
como o google.

Mais eu entendi seu ponto de vista.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

4 horas atrás, Heitor disse:

Eu sempre comparo a questão da Apple um pouco com o exemplo da Toyota nos carros: ambas nem sempre são as primeiras a lançarem novas funções, às vezes demoram até demais para isso mas, quando fazem, fazem bem feito. A prova disso é que são duas empresas que têm muito a confiança do consumidor, fabricam bens de consumo muito duráveis e ainda conseguem ter um ótimo valor na hora da revenda.

Melhores exemplos que a Hilux e o Corolla, pra mim, não há. Ambos demoraram anos para receberem controle de tração e estabilidade em seus carros, quando praticamente todos da concorrência já tinham. E ainda assim continuavam vendendo muito. Se você compra um Corolla (experiência própria), sabe que é muito difícil de quebrar e de lhe deixar na mão. E, quando for vender, o valor da revenda é bem mais "conservado" (comparando ao valor da compra), quando comparado a outros modelos da categoria.

E isso o iPhone e o Mac fazem com excelência. A Apple não é só um produto em si, mas a experiência do ecossistema. O MKBHD sempre toca nesse ponto.

Amigo, confesso que não entendi muito bem seu ponto. De fato os produtos da maça tem uma boa durabilidade, contando com um cenário onde os produtos não apresentem defeito, uma vez que a reparabilidade de muitos é próxima de zero. Isso, bem como outro fatores incluindo a própria percepção de superioridade que permeia o senso comum, ajudam na hora da revenda, algo bastante interessante para quem pode comprar um produto novo.  No entanto meu comentário era mais relacionado aos valores de revenda de produtos que são, abusando do termo, obsoletos e cuja compra seja injustificável.

Entrando em sites de classificados é fácil perceber que o valor de revenda de um Macbook Pro de 2011 é na casa dos R$ 3000, uma valor que me parece absurdo pois se trata de uma máquina que já não me parece mais recomendada para todos os usos, some isso com o fato de que você consegue comprar notebooks novos de boas marcas por valores próximos de R$ 3500 e esse valor se torna insano. Não entenda mal, não estou afirmando que são computadores ruins. Possuo um Macbook Pro Retina de 2012 que é um computador incrível e ainda uso diariamente como transporte de mídia. Agora, se me perguntarem se eu pagaria três mil reais por ele minha resposta seria um enfático "não". São computadores que já não recebem atualizações oficiais há anos e cujo hardware já não é mais diretamente comparável com os novos. Ainda assim, me parece haver um mercado que absorve esses valores. 

Trazendo isso para a discussão original, se vale ou não a pena comprar um iPhone novo, e extendendo isso para produtos Apple em geral, acredito que se for decidido pela compra então é mais interessante investir em um aparelho novo, pois o valor de revenda será bem alto e o comprador irá aproveitar um aparelho recente, exatamente pois em nosso país existem muitas pessoas que não podem comprar aparelhos novos mas acreditam cegamente que valha a pena pagar valores de produtos novos em aparelhos já "defasados".

Editado por Amigos
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

3 horas atrás, raffa_iphones disse:

Heitor,  não estou dizendo dos grandes players que vc citou, e sim "NOVOS" que irão conseguir chegar próximo ao nível da APPLE.
como o google.

Mais eu entendi seu ponto de vista.

O Google pode se aproximar com os novos processadores, já que o software é próprio. Resta saber se vão investir realmente nisso ou vão deixar para lá depois de um tempo.

Sempre gostei do Android AOSP em alternativa ao iOS, mas os Nexus foram deixados para lá e os Google Pixel não decolaram. Só tinham/tem de elogiável mesmo as câmeras e nada mais. 

 

1 hora atrás, Amigos disse:

Amigo, confesso que não entendi muito bem seu ponto. De fato os produtos da maça tem uma boa durabilidade, contando com um cenário onde os produtos não apresentem defeito, uma vez que a reparabilidade de muitos é próxima de zero. Isso, bem como outro fatores incluindo a própria percepção de superioridade que permeia o senso comum, ajudam na hora da revenda, algo bastante interessante para quem pode comprar um produto novo.  No entanto meu comentário era mais relacionado aos valores de revenda de produtos que são, abusando do termo, obsoletos e cuja compra seja injustificável.

Entrando em sites de classificados é fácil perceber que o valor de revenda de um Macbook Pro de 2011 é na casa dos R$ 3000, uma valor que me parece absurdo pois se trata de uma máquina que já não me parece mais recomendada para todos os usos, some isso com o fato de que você consegue comprar notebooks novos de boas marcas por valores próximos de R$ 3500 e esse valor se torna insano. Não entenda mal, não estou afirmando que são computadores ruins. Possuo um Macbook Pro Retina de 2012 que é um computador incrível e ainda uso diariamente como transporte de mídia. Agora, se me perguntarem se eu pagaria três mil reais por ele minha resposta seria um enfático "não". São computadores que já não recebem atualizações oficiais há anos e cujo hardware já não é mais diretamente comparável com os novos. Ainda assim, me parece haver um mercado que absorve esses valores. 

Trazendo isso para a discussão original, se vale ou não a pena comprar um iPhone novo, e extendendo isso para produtos Apple em geral, acredito que se for decidido pela compra então é mais interessante investir em um aparelho novo, pois o valor de revenda será bem alto e o comprador irá aproveitar um aparelho recente, exatamente pois em nosso país existem muitas pessoas que não podem comprar aparelhos novos mas acreditam cegamente que valha a pena pagar valores de produtos novos em aparelhos já "defasados".

Meu ponto foi com relação ao valor de revenda do aparelho ao qual você citou, um MB 2011, no caso. Ao poder de revenda do iPhone, de oustros aparelhos Apple quando comparados a uma montadora. E a que me vem na mente é a Toyota pela valorização de seus carros na revenda. Daí em diante puxei o assunto para a questão da durabilidade e confiabilidade dos produtos. Todos esses fatores somados, tornam a empresa e seus produtos ainda mais diferenciados.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe do debate

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, entre agora para postar com ela.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    • Nenhum usuário registrado visualizando esta página.
×
×
  • Criar Novo...