Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

MacBook Pro M1 - em 2021


Rdamico

Posts Recomendados

Em 05/04/2021 at 21:51, Rdamico disse:

Fala pessoal do forum, tudo beleza por ai? Estou eu aqui de novo pedindo um socorro pra vocês, e peço aqui pq vcs são f****!

 

Seguinte, vou tentar contar uma história aqui pra poder contextualizar minha pergunta, sou usuário apple há muitos anos, tive um iMac 1998 (G3), depois tive um iMac 21.5 (mid 2010) que infelizmente perdi num assalto que aconteceu na minha casa em 2016 e em 2016 comprei um mini late 2014 (o que eu uso neste momento para escrever pra vocês).

 

No meio deste caminho vários iPhones e 2 Ipads, hoje tenho o 11 pro (iPhone) e o Ipad 6th (com Apple Pencil e teclado), alem claro do Apple TV (que hoje é 4k). Estou contanto tudo isso pra vocês pra comentar que o meu notebook é um Dell Vostro 5470, ou seja, eu não tenho uma integração completa do ecossistema da Apple que é de dar inveja nos concorrentes. Eis que, numa tentativa de fazer um Hackintosh do meu Vostro eu brickei a Bios do bixinho (que já tem seus quase 6 anos de uso), e agora eu fiquei sem notebook.

 

Com esse acontecimento me veio na cabeça comprar um MacBook Pro M1 (não pensei no Air por conta de não ter o cooler que tem no Pro), e eu estou meio receoso de comprar por conta do preço (ta caro demais). Meu uso seria basicamente pacote office, algumas edições de video simples nada muito sofisticado com iMovie (só de vez em quando alguma coisa em 4k com o meu iphone), gravação de audios tipo podcast, pacote office e alguns programas de produtividade/gerenciamento de projetos.

 

E ai vem minha duvida, vale a pena comprar um M1 em 2021 pensando para este uso? Ou seria melhor eu partir para um modelo usado? O que vocês recomendariam para um modelo usado? Eu não sei escolher mac usado, e alguns casos pelo que eu vi no Mercado livre estão extremamente caros, alguns mais caros que o próprio M1 (encontrei no ML um M1 com ssd de 512 por 12500).

Abração

Eu comprei um MacBook Pro M1 pra mim no início desse ano, e o meu uso é básico - navegar na internet, reunião no Teams, tirar certificações e programar (eu trabalho com TI, e frequentemente eu tenho que aprender uma nova linguagem de programação do zero); eu não sei de onde nasceu essa crença de que notebook caro "é só para quem faz uso avançado" do notebook. Você está indeciso por causa do preço, porque é caro - e isso é justo, o meu também foi caro - mas comprar um usado com Intel também vai sair caro - aliás, até mais - pois você está comprando algo que está com os dias contados - afinal, quando a transição de arquitetura dos chips Intel para Apple Silicon estiver completa, esse MacBooks com chip Intel estarão automaticamente obsoletos. O meu conselho é: caro por caro, leve um MacBook com chip M1 pra casa; o desempenho OBSCENO desses computadores (e eu digo isso porque o meu computador de trabalho é um MBP 2017, Intel-model), e a bateria que parece nunca querer descarregar, vão fazer você esquecer rapidinho o quanto você pagou. Pelo menos, foi assim comigo, e honestamente, eu não me arrependo de ter comprado o meu MacBook. 

Dica: Eu comprei o meu novo, na Amazon. Chegou em menos de uma semana, e eu paguei muuuito mais barato lá do que em qualquer outro site da internet. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A soberania (pra não dizer monopólio) da Intel está no fim. Foi um fracasso na telefonia móvel. De um lado apanhando da Apple (que nem sequer é concorrente direta) e do outro da AMD que ressurgiu das cinzas e tá conseguindo entregar bons processadores por preços bem competitivos. A Apple já anunciou que não irá mais fabricar Macs com Intel muito em breve, e além do mais, se os próximos Macs forem consistentes como os primeiros com Apple Silicon, aí é caixão e vela preta.
Meu MacBook Pro com Intel virou bitcoin há duas semanas e assim permanecerá até o anúncio dos novos modelos (rumores para MacBooks com 14 e 16 polegadas), hehe. Já fiz isso apostando na desvalorização que deve assolar os Macs com Intel nos próximos dois anos, e louco pra pegar um Mac com Silicon.
Sobre o Air com M1, até o momento parece que a ausência de dissipação ativa de calor não está afetando o desempenho. Os M1 trabalham bem mais frios que os Intel, consumindo bem menos energia, então não espere pela vergonha que é um MacBook de 12", por exemplo. Andei vendo testes de desempenho entre Air e Pro, e inclusive com a aferição de temperaturas, e fiquei impressionado. Obivamente o Pro ficou mais frio durante os testes mais pesados, mas o Air não ficou tão atrás assim e entregou um ótimo desempenho. Dê uma olhada no YouTube.
Sobre Macs usados, EU particularmente não compraria nada entre 2016 e 2020, haja visto a lista quilométrica de cagadas que a Apple fez nos MacBooks desse período. Se fosse pra eu pegar um usado hoje, seria um Pro 2014 ou 2015, mas como você bem viu estão pedindo valores absurdos, então eu só pegaria se fosse aquela proposta irrecusável e um Mac em excelente estado.
Minha opinião: M1. E se o Air atende suas necessidades, considere a compra.
Abrs.
 

Só pra compartilhar minha experiência com o Air M1:

Uso aplicações leves igual ao autor do tópico, e sai de um Lenovo com i7 de 8a geração com 20GB DDR4 2400MHz e SSD 256GB NVME. Parece que sai de um Fusca para um Audi RS7 2020 BiTurbo. Um desempenho excelente, impecável, duração de bateria assustadoramente grande e não esquenta hora nenhuma, não faz barulho (não tem cooler né?!). Nem sempre uso em ambientes com ar condicionado, mesmo assim, não perde desempenho nem superaquece. Para meu uso, não valeria a pena gastar mais no Pro M1, pois o Air M1 me atende mais que perfeitamente.

Não se acanhem com o fato de não ter cooler, não decepciona em nada, e pega qualquer Intel de última geração no chinelo como já pude testar e comparar.

Meu supervisor tem um MacBook Pro 2017 com i7 quad-core, 16GB de RAM, GPU AMD e Intel Íris (acho que é o modelo de 16”), fica com desempenho pra trás se comparar o mesmo uso no Air M1 (fizemos esse teste lado a lado).

Mesmo com algumas aplicações rodando no Rosetta 2, não senti perda de desempenho, pelo contrário, permanece mais rápido que num MacBook com Intel.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

6 horas atrás, arthur.bernardes disse:


Só pra compartilhar minha experiência com o Air M1:

Uso aplicações leves igual ao autor do tópico, e sai de um Lenovo com i7 de 8a geração com 20GB DDR4 2400MHz e SSD 256GB NVME. Parece que sai de um Fusca para um Audi RS7 2020 BiTurbo. Um desempenho excelente, impecável, duração de bateria assustadoramente grande e não esquenta hora nenhuma, não faz barulho (não tem cooler né?!). Nem sempre uso em ambientes com ar condicionado, mesmo assim, não perde desempenho nem superaquece. Para meu uso, não valeria a pena gastar mais no Pro M1, pois o Air M1 me atende mais que perfeitamente.

Não se acanhem com o fato de não ter cooler, não decepciona em nada, e pega qualquer Intel de última geração no chinelo como já pude testar e comparar.

Meu supervisor tem um MacBook Pro 2017 com i7 quad-core, 16GB de RAM, GPU AMD e Intel Íris (acho que é o modelo de 16”), fica com desempenho pra trás se comparar o mesmo uso no Air M1 (fizemos esse teste lado a lado).

Mesmo com algumas aplicações rodando no Rosetta 2, não senti perda de desempenho, pelo contrário, permanece mais rápido que num MacBook com Intel.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

Eu já vi comparativos onde o M1 colocou até o Intel I9 pra mamar. Esse é um deles. 

https://youtu.be/WrQsazRPJMw

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

14 minutos atrás, Rebenta-cu disse:

Sim, isso é verdade, mas existe outro motivo para levar em consideração a compra do Pro no lugar do Air: o Pro tem uma autonomia de bateria ainda melhor que o Air - a bateria é maior - além do fato do desempenho dele se manter constante, por conta do resfriamento; o Air tem um desempenho impecável, mas quando ele começa a esquentar um pouco - que raramente acontece - ele perde um pouco de fôlego. Além do que, o Pro tem a Touch Bar, que é LINDA!

Concordo, exceto pela TouchBar que na prática é meio mehhh... Tanto é que parece que a Apple vai abandonar. Eu acho que dependendo do uso, também do clima da região em que o usuário mora etc etc um sistema ativo de dissipação de calor pode fazer falta. Além dos pontos que citou, vale ressaltar que o Pro tem um "multimídia" melhor, como a captação e as saídas de áudio. Estou de olho no próximo lançamento pra eu abraçar um MacBook com chip Apple, e a escolha é pelo Pro, mas pelo que vi do Air até agora, se eu tivesse que pegar um, estaria com a consciência tranquila.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

1 hora atrás, BetoGaleazzo disse:

Concordo, exceto pela TouchBar que na prática é meio mehhh... Tanto é que parece que a Apple vai abandonar. Eu acho que dependendo do uso, também do clima da região em que o usuário mora etc etc um sistema ativo de dissipação de calor pode fazer falta. Além dos pontos que citou, vale ressaltar que o Pro tem um "multimídia" melhor, como a captação e as saídas de áudio. Estou de olho no próximo lançamento pra eu abraçar um MacBook com chip Apple, e a escolha é pelo Pro, mas pelo que vi do Air até agora, se eu tivesse que pegar um, estaria com a consciência tranquila.

Sim, infelizmente a Apple vai matar a TouchBar na próxima safra de MacBooks; pra mim isso é uma pena, a TouchBar não só é um diferencial legal do Pro em relação ao Air, como para mim ela realmente é útil, é só saber configura-la corretamente. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

1 minuto atrás, Joe disse:

Sim, infelizmente a Apple vai matar a TouchBar na próxima safra de MacBooks; pra mim isso é uma pena, a TouchBar não só é um diferencial legal do Pro em relação ao Air, como para mim ela realmente é útil, é só saber configura-la corretamente. 

Eu acho que no conceito ela é animal. Eu trabalhava numa revenda premium da Apple quando anunciaram a TouchBar, e lembro que todos ficamos em choque, positivamente. Porém parece que essa onda de colocar touch em quase tudo não tá dando muito bom. Um exemplo disso são as diversas fabricantes de carros que implementaram controles touch nos multimídias dos carros e tiveram feedbacks negativos, fazendo-os voltar atrás.

Pelo que eu percebi conversando com amigos que usam profissionamente Macs com TouchBar (profissionais que usam muitas teclas de atalho todo o tempo), não é uma experiência agradável, inclusive diversos preferiram continuar com Macs antigos quando a empresa em que trabalham quis fornecer modelos novos com TouchBar. Acho que a confiabilidade da TouchBar também ficou em xeque quando vários aparelhos começaram a ter problemas de hardware, onde a TouchBar ficava com glitches ou até mesmo morria de vez. Se o profissional depende do equipamento, em garantia o máximo que vai acontecer é ficar uns dias sem até a Apple trocar, mas fora de garantia se dá problema... Aí ferrou.

Enfim, como eu disse, acho legal o conceito e a proposta, mas na prática geral parece que teve mais rejeição do que aceitação, aparentemente até entre os profissionais da própria Apple, e por isso irão retirar.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

40 minutos atrás, BetoGaleazzo disse:

Eu acho que no conceito ela é animal. Eu trabalhava numa revenda premium da Apple quando anunciaram a TouchBar, e lembro que todos ficamos em choque, positivamente. Porém parece que essa onda de colocar touch em quase tudo não tá dando muito bom. Um exemplo disso são as diversas fabricantes de carros que implementaram controles touch nos multimídias dos carros e tiveram feedbacks negativos, fazendo-os voltar atrás.

Pelo que eu percebi conversando com amigos que usam profissionamente Macs com TouchBar (profissionais que usam muitas teclas de atalho todo o tempo), não é uma experiência agradável, inclusive diversos preferiram continuar com Macs antigos quando a empresa em que trabalham quis fornecer modelos novos com TouchBar. Acho que a confiabilidade da TouchBar também ficou em xeque quando vários aparelhos começaram a ter problemas de hardware, onde a TouchBar ficava com glitches ou até mesmo morria de vez. Se o profissional depende do equipamento, em garantia o máximo que vai acontecer é ficar uns dias sem até a Apple trocar, mas fora de garantia se dá problema... Aí ferrou.

Enfim, como eu disse, acho legal o conceito e a proposta, mas na prática geral parece que teve mais rejeição do que aceitação, aparentemente até entre os profissionais da própria Apple, e por isso irão retirar.

Quando os novos MacBooks sem TouchBar aparecerem, eu pelo menos vou poder me gabar de poder fazer isso😂😂😂:

captura_da_touch_bar_2021-06-19_a__s_11.28.55.png

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

32 minutos atrás, BetoGaleazzo disse:

 

 

Não ficando assim tá bom, rsrs:

 

 

7ede7642-f279-4526-ac9e-9f8949ff3133

O meu MacBook de trabalho tem esse famigerado teclado borboleta. Eu cuido muito bem dele, mas mesmo assim ele já me deu vários sustos. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe do debate

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, entre agora para postar com ela.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    • Nenhum usuário registrado visualizando esta página.
×
×
  • Criar Novo...