Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

iPad Pro 10.5 trinca tela sozinho, assistência quer cobrar R$3.200,00 pra trocar


Léo Rigotto

Posts Recomendados

Ganhei um iPad Pro 10.5" 256gb faz 20 dias. Ontem, depois de transportá-lo em uma mochila pela primeira vez, ao tirar o aparelho do bolso especial para notebooks, encontro a tela trincada em um ponto, atravessando o display. Ao tocar na tela, mais um trinco foi feito. Eu carregava o aparelho sozinho na mochila, exceto pelo carregador e o Apple Pencil. Não houve queda.
Ao entrar em contato com o suporte da empresa, o atendente me informa que o quebrado foi causado por um acidente, e que a garantia não cobre esse reparo. Como uma empresa de renome mundial como a Apple vende um produto como "portátil", se ao transportá-lo em uma mochila própria a tela quebra e a garantia não cobre o conserto? Isso já é uma grande falta de respeito ao consumidor (ainda mais por se tratar de um aparelho usado para trabalho).
Ok, fui procurar a solução paga, orientado pela própria Apple: uma assistência técnica autorizada. Não existe nenhuma na minha cidade, a mais próxima fica em outro estado. Até aí, estava disposto a levar o tablet em um dia de folga (perder meu dia de descanso), para o técnico avaliar e fazer o reparo. Entrei em contato com a assistência (Rentav, em Volta Redonda - RJ), e eles me informam que não fazem a troca da tela, e sim o aparelho todo, pela "taxa" de R$3190,00.
Três mil cento e noventa reais! É mais que o dobro do valor do aparelho no Brasil. É mais caro que o aparelho, se comprado em dólar!!!!

Alguém sabe o que posso fazer, onde recorrer? Estou desesperado, e andando em círculos entre o suporte da apple e as assistências. Não consigo agendar reparo na Apple Store nem do Rio nem de São Paulo...

O iPad Pro é muito frágil, NÃO COMPREM

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em 19/08/2017 at 16:31, Léo Rigotto disse:

Ganhei um iPad Pro 10.5" 256gb faz 20 dias. Ontem, depois de transportá-lo em uma mochila pela primeira vez, ao tirar o aparelho do bolso especial para notebooks, encontro a tela trincada em um ponto, atravessando o display. Ao tocar na tela, mais um trinco foi feito. Eu carregava o aparelho sozinho na mochila, exceto pelo carregador e o Apple Pencil. Não houve queda.
Ao entrar em contato com o suporte da empresa, o atendente me informa que o quebrado foi causado por um acidente, e que a garantia não cobre esse reparo. Como uma empresa de renome mundial como a Apple vende um produto como "portátil", se ao transportá-lo em uma mochila própria a tela quebra e a garantia não cobre o conserto? Isso já é uma grande falta de respeito ao consumidor (ainda mais por se tratar de um aparelho usado para trabalho).
Ok, fui procurar a solução paga, orientado pela própria Apple: uma assistência técnica autorizada. Não existe nenhuma na minha cidade, a mais próxima fica em outro estado. Até aí, estava disposto a levar o tablet em um dia de folga (perder meu dia de descanso), para o técnico avaliar e fazer o reparo. Entrei em contato com a assistência (Rentav, em Volta Redonda - RJ), e eles me informam que não fazem a troca da tela, e sim o aparelho todo, pela "taxa" de R$3190,00.
Três mil cento e noventa reais! É mais que o dobro do valor do aparelho no Brasil. É mais caro que o aparelho, se comprado em dólar!!!!

Alguém sabe o que posso fazer, onde recorrer? Estou desesperado, e andando em círculos entre o suporte da apple e as assistências. Não consigo agendar reparo na Apple Store nem do Rio nem de São Paulo...

O iPad Pro é muito frágil, NÃO COMPREM

A tela não iria quebrar sozinha... Isso é fato. A não ser que tivesse alto sendo pressionado contra a tela OU a bateria ter estufado, feito pressão e estilhaçado.

Você TEM certeza que o carregador ou o apple pencil não fez pressão na tela e quebrou?

Não entre em contato, leve o aparelho para a assistência, para que possam investigar o que ocorreu. De preferencia, leve na Apple Store, na Barra da Tijuca e explique o que aconteceu. Apareça na fila da Apple Store as 9:30 da manha e você conseguira ser atendido no primeiro horário da loja. É assim que eu faço quando preciso de atendimento.

E não... 3200 reais não é mais que o valor dele. Você não pagaria menos do que 4.999, por um iPad Pro comprado no site da Apple BR mesmo. Como vc vive no Brasil, não adianta converter... Trazendo dos EUA, vc ia gastar cerca de 2.400, mais uma passagem para buscar ou alguem apra trazer... talvez sairia mais caro que aqui. rs Se não quiser pagar o valor, procure por alguem da sua confiança que possa consertar somente a tela/vidro do iPad.

 

Posta uma foto do iPad ai pra gente ver. ;)

Editado por macrulez
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...
  • 5 anos depois...

Aconteceu a mesma coisa comigo, o IPAD 9 geração,  estava com película, capa protetora, apenas ele na mochila e iniciou com um trinco de uma ponta a outra, ok continuei utilizando ele e levando na mochila, dois dias depois o trincado só foi piorando. Ao levar na garantia da apple, o próprio atendente a falou que foi a pressão e que esses tablets não suportão tanto assim. Já tive um IPAD 3 que durou quase 10 anos e o mesmo não tinha marca de absolutamente nada, só troquei porque enfim não atualizava mais nada. Fica ai meu relato da qualidade dos equipamentos da apple que estão piorando a cada dia. E não, não foi mal uso, aconteceu algo que eu não, não, foi apenas uma caminhada na mochila de casa para o trabalho, apenas.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em 19/08/2017 at 16:31, Léo Rigotto disse:

Ganhei um iPad Pro 10.5" 256gb faz 20 dias. Ontem, depois de transportá-lo em uma mochila pela primeira vez, ao tirar o aparelho do bolso especial para notebooks, encontro a tela trincada em um ponto, atravessando o display. Ao tocar na tela, mais um trinco foi feito. Eu carregava o aparelho sozinho na mochila, exceto pelo carregador e o Apple Pencil. Não houve queda.
Ao entrar em contato com o suporte da empresa, o atendente me informa que o quebrado foi causado por um acidente, e que a garantia não cobre esse reparo. Como uma empresa de renome mundial como a Apple vende um produto como "portátil", se ao transportá-lo em uma mochila própria a tela quebra e a garantia não cobre o conserto? Isso já é uma grande falta de respeito ao consumidor (ainda mais por se tratar de um aparelho usado para trabalho).
Ok, fui procurar a solução paga, orientado pela própria Apple: uma assistência técnica autorizada. Não existe nenhuma na minha cidade, a mais próxima fica em outro estado. Até aí, estava disposto a levar o tablet em um dia de folga (perder meu dia de descanso), para o técnico avaliar e fazer o reparo. Entrei em contato com a assistência (Rentav, em Volta Redonda - RJ), e eles me informam que não fazem a troca da tela, e sim o aparelho todo, pela "taxa" de R$3190,00.
Três mil cento e noventa reais! É mais que o dobro do valor do aparelho no Brasil. É mais caro que o aparelho, se comprado em dólar!!!!

Alguém sabe o que posso fazer, onde recorrer? Estou desesperado, e andando em círculos entre o suporte da apple e as assistências. Não consigo agendar reparo na Apple Store nem do Rio nem de São Paulo...

O iPad Pro é muito frágil, NÃO COMPREM

É preciso haver tração superior a resistência de um objeto, para ele se quebrar; por essas e outras que assino o AppleCare+, pois ele garante conserto para acidentes ilimitados, o que vale muito a pena, pois bateria e tela desses dispositivos são realmente caras, se vc não quer mais o aparelho, vale a pena vender aqui no fórum, tem muita gente que trabalha com assistência e pode interessar em comprar! Abraços

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em 19/08/2017 at 16:31, Léo Rigotto disse:

Ganhei um iPad Pro 10.5" 256gb faz 20 dias. Ontem, depois de transportá-lo em uma mochila pela primeira vez, ao tirar o aparelho do bolso especial para notebooks, encontro a tela trincada em um ponto, atravessando o display. Ao tocar na tela, mais um trinco foi feito. Eu carregava o aparelho sozinho na mochila, exceto pelo carregador e o Apple Pencil. Não houve queda.
Ao entrar em contato com o suporte da empresa, o atendente me informa que o quebrado foi causado por um acidente, e que a garantia não cobre esse reparo. Como uma empresa de renome mundial como a Apple vende um produto como "portátil", se ao transportá-lo em uma mochila própria a tela quebra e a garantia não cobre o conserto? Isso já é uma grande falta de respeito ao consumidor (ainda mais por se tratar de um aparelho usado para trabalho).
Ok, fui procurar a solução paga, orientado pela própria Apple: uma assistência técnica autorizada. Não existe nenhuma na minha cidade, a mais próxima fica em outro estado. Até aí, estava disposto a levar o tablet em um dia de folga (perder meu dia de descanso), para o técnico avaliar e fazer o reparo. Entrei em contato com a assistência (Rentav, em Volta Redonda - RJ), e eles me informam que não fazem a troca da tela, e sim o aparelho todo, pela "taxa" de R$3190,00.
Três mil cento e noventa reais! É mais que o dobro do valor do aparelho no Brasil. É mais caro que o aparelho, se comprado em dólar!!!!

Alguém sabe o que posso fazer, onde recorrer? Estou desesperado, e andando em círculos entre o suporte da apple e as assistências. Não consigo agendar reparo na Apple Store nem do Rio nem de São Paulo...

O iPad Pro é muito frágil, NÃO COMPREM

Tem uma teoria rolando aí nos sites gringos, tanto de tela de MacBook quanto de iPads com algum problema de composição na hora da fabricação. Basicamente eles explicam que a tela é construída de modo a suportar leves torções, pressão e até batidas. Mas algumas unidades do Mac M1 2020 e iPad Pro parecem não ter suportado nem a leve dilatação (é uma teoria) causada pela mudança de clima (calor x frio e vice-versa). Algumas pessoas compartilharam que carregam o Mac no bolso da mochila que fica grudado nas costas e que, em alguns momentos, a alça da mochila puxa demais o restante da mochila para as costas da pessoa e acaba preensando o Mac no próprio tecido da mochila. Outros compartilharam que o problema ocorreu depois de o Mac e iPad pegarem sol (por isso citei a dilatação por conta do calor). Outros deram um jeito de medir a borracha em volta da tela do Mac que era mais fina em uma extremidade e menos em outra, causando torção quando fechado. Enfim.

Semana passada eu estava com um iPad Pro 11 em mãos e notei que o corpo dele tem uma certa flexibilidade. Torce levemente com facilidade. Achei uma loucura, mas, é tão leve que só se prestar atenção. Meu antigo MacBook Air M1, mesmo abrindo a tela pelo meio onde fica a WebCam eu notava que a tela tinha MUITA flexbilidade. A ponto de você ver o alumínio sofrer a torção de forma nítida. Vendi e comprei outro com medo do inevitável e o meu novo não tem essa flexibilidade toda.

Enfim, o que você poderia fazer é contratar um Engenheiro especializado para encontrar o ponto inicial do trinco e avaliar o motivo da quebra: pessão, torção, dilatação, batida. Aí você já vai saber se foi culpa da Apple, ou, culpa sua mesmo que por acidente. Não duvido de você. É apenas pra você ter um documento e poder argumentar. Mas acredito que seria uma brincadeira tão cara que mais vale mandar arrumar pra se livrar da incomodação.

Queria postar os links dessa discussão que citei de outros fórums aqui, mas não estou encontrando. Faz bastante tempo que li. Se encontrar posto mais abaixo.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

11 minutos atrás, Bruno Régis Duarte disse:

Tem uma teoria rolando aí nos sites gringos, tanto de tela de MacBook quanto de iPads com algum problema de composição na hora da fabricação. Basicamente eles explicam que a tela é construída de modo a suportar leves torções, pressão e até batidas. Mas algumas unidades do Mac M1 2020 e iPad Pro parecem não ter suportado nem a leve dilatação (é uma teoria) causada pela mudança de clima (calor x frio e vice-versa). Algumas pessoas compartilharam que carregam o Mac no bolso da mochila que fica grudado nas costas e que, em alguns momentos, a alça da mochila puxa demais o restante da mochila para as costas da pessoa e acaba preensando o Mac no próprio tecido da mochila. Outros compartilharam que o problema ocorreu depois de o Mac e iPad pegarem sol (por isso citei a dilatação por conta do calor). Outros deram um jeito de medir a borracha em volta da tela do Mac que era mais fina em uma extremidade e menos em outra, causando torção quando fechado. Enfim.

Semana passada eu estava com um iPad Pro 11 em mãos e notei que o corpo dele tem uma certa flexibilidade. Torce levemente com facilidade. Achei uma loucura, mas, é tão leve que só se prestar atenção. Meu antigo MacBook Air M1, mesmo abrindo a tela pelo meio onde fica a WebCam eu notava que a tela tinha MUITA flexbilidade. A ponto de você ver o alumínio sofrer a torção de forma nítida. Vendi e comprei outro com medo do inevitável e o meu novo não tem essa flexibilidade toda.

Enfim, o que você poderia fazer é contratar um Engenheiro especializado para encontrar o ponto inicial do trinco e avaliar o motivo da quebra: pessão, torção, dilatação, batida. Aí você já vai saber se foi culpa da Apple, ou, culpa sua mesmo que por acidente. Não duvido de você. É apenas pra você ter um documento e poder argumentar. Mas acredito que seria uma brincadeira tão cara que mais vale mandar arrumar pra se livrar da incomodação.

Queria postar os links dessa discussão que citei de outros fórums aqui, mas não estou encontrando. Faz bastante tempo que li. Se encontrar posto mais abaixo.

Defeito de fábrica sempre há né, mas porcentagem mínima, quando isso ocorre normalmente a Apple troca o produto...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

5 minutos atrás, Antonio_M_A_S disse:

Defeito de fábrica sempre há né, mas porcentagem mínima, quando isso ocorre normalmente a Apple troca o produto...

Nem sempre...

Conforme vemos os relatos do pessoal por aqui, alguns tem o atendimento desejado, outros não. Vai muito do problema, da intenção e vontade do atendente, da vontade do técnico e da assistência escolhida.

Vidro é uma coisa bem simples: quebrou? A história é sempre a mesma: acidente, culpa sua! Mas há casos em que o vidro não recebeu o tratamento correto durante a fabricação, e ficou "seco" demais, sem capacidade de suportar mesmo que leves torções. O problema é provar isso.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

9 minutos atrás, Bruno Régis Duarte disse:

Nem sempre...

Conforme vemos os relatos do pessoal por aqui, alguns tem o atendimento desejado, outros não. Vai muito do problema, da intenção e vontade do atendente, da vontade do técnico e da assistência escolhida.

Vidro é uma coisa bem simples: quebrou? A história é sempre a mesma: acidente, culpa sua! Mas há casos em que o vidro não recebeu o tratamento correto durante a fabricação, e ficou "seco" demais, sem capacidade de suportar mesmo que leves torções. O problema é provar isso.

Sim, quanto maior a tela menor a força necessária pra vencer sua resistência, geralmente é enquadrado como mau uso!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

11 minutos atrás, Antonio_M_A_S disse:

Sim, quanto maior a tela menor a força necessária pra vencer sua resistência, geralmente é enquadrado como mau uso!

Perfeita sua observação, pois P=F/A.

Quanto maior a área, menor a força necessária para se chegar numa pressão de ruptura.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

18 minutos atrás, Engemec disse:

Perfeita sua observação, pois P=F/A.

Quanto maior a área, menor a força necessária para se chegar numa pressão de ruptura.

Não é bem assim. Quanto maior a área maior a flexibilidade. A deflexão, o quanto o material pode "entortar" antes de quebrar, é diretamente proporcional ao comprimento e inversamente proporcional à espessura. Então uma lâmina de vidro grande e fina "torce" ou flexiona mais que uma lâmina menor e mais espessa. A afirmação: "quanto maior a tela menor a força necessária pra vencer sua resistência" não é correta.

Outro ponto, por mais que existam "vários casos" de quebras e falhas nas telas nos fóruns mundo afora, pergunto: estatisticamente é uma quantidade de casos relevante? A Apple produz milhares de MacBooks/iPads por mês, mesmo que tenhamos centenas de relatos de problemas é um número insignificante, que não caracteriza uma falha no produto ou no processo de produção. É muito mais provável que seja "culpa" do usuário. Mesmo o iPad estando "sozinho na mochila", voce nunca sabe o que aconteceu lá dentro. ele pode ter tido impacto em um ponto específico, sei lá, da costura, de um fecho, algo mais rígido que quebrou a tela. As vezes uma caneta, em outro bolso, pressionou a tela em um ponto específico que causou pressão suficiente pra trincar. Enfim, um problema com o usuário. Não estou dizendo que é "culpa" do usuário. Estou dizendo que é apenas azar mesmo. O tipo de coisa que a gente não tem controle e pode acontecer com qualquer um a qualquer momento.

Uma falha em um processo de produção afetaria milhares/milhões de dispositivos. É algo que viria à tona rapidamente. Que demandaria um recall.

Outra coisa, voces precisam parar com essa história de "apenas ele na mochila e iniciou com um trinco de uma ponta a outra". Voce não sabe e não tem como afirmar QUANDO SURGIU O TRINCO! Voce carregava o iPad sozinho na mochila e um dia tirou e viu o trinco, mas aquele trinco pode ter começado semanas atrás, quando a tela sofreu algum impacto um pouco mais forte durante o uso mesmo. O trinco inicialmente pode ser muito pequeno, invisível a ilho nú. A fissura vai se propagando, até que um dia voce nota ao retirar o iPad da mochila. 

Enfim, entendo perfeitamente a dor de quem sofre com um problema desses em um dispositivo novo, recém comprado e caríssimo. Mas é a vida. Ao que tudo indica são casos isolados, voces tiveram um azar tremendo. Nada indica que haja uma falha com algum processo produtivo da Apple ou de suas fornecedoras.

 

PS: Não, eu não trabalho na Apple e não ganho nada pra defender a empresa. Estou apenas analisando friamente os dados disponíveis.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

21 minutos atrás, marcosfisica disse:

Não é bem assim. Quanto maior a área maior a flexibilidade. A deflexão, o quanto o material pode "entortar" antes de quebrar, é diretamente proporcional ao comprimento e inversamente proporcional à espessura. Então uma lâmina de vidro grande e fina "torce" ou flexiona mais que uma lâmina menor e mais espessa. A afirmação: "quanto maior a tela menor a força necessária pra vencer sua resistência" não é correta.

Obrigado pela correção; inquestionável a opinião do especialista🙏

Aprendo muito aqui todo dia!

22 minutos atrás, marcosfisica disse:

Uma falha em um processo de produção afetaria milhares/milhões de dispositivos. É algo que viria à tona rapidamente. Que demandaria um recall.

Concordo plenamente, quando isso ocorre, a empresa atende caladinha! Na maioria dos casos cai como mau uso, por ser de fato mesmo força aplicada no produto, queda, guardar o dispositivo junto com livros pesados etc etc etc...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não é bem assim.

"Quanto maior a área maior a flexibilidade" 

- Flexibilidade é uma propriedade também conhecida como índice de esbeltez, que é o índice que avalia o quanto uma barra comprimida é mais ou menos vulnerável ao efeito da flambagem. O índice de esbeltez é uma medida mecânica utilizada para estimar com que facilidade um pilar irá encurvar.

Não se aplica um conceito como "flexibilidade" para explicar o problema de trincas de telas de iPads Pro.

O conceito correto é pressão ou tensão como já havia dito.

E dentro desse conceito existem os desdobramentos onde depois você integra tudo isso para chagar no resultado final que é a Sd  ≤  Rd, onde Sd = Solicitação do Projeto e Rd = Resistência do Projeto.

E cada material empregado na construção do iPad Pro como (Alumínio, Polímeros, e Aço) tem suas características próprias como por exemplo:

- Peso Específico (kN/m³)

- Limite de Escoamento (MPa)

- Resistência a Ruptura (MPa)

- Módulo de elasticidade longitudinal (GPa)

- Módulo de elasticidade Transversal (GPa)

- Coeficiente de Poisson

- Coeficiente de dilatação térmica (10ˆ-6/ ºC)

Mas os materiais precisam ser analisados e simulados juntos pois individualmente cada material tem sua característica própria, quando submetido a uma força ou a uma tensão, mas juntos os dados são diferentes.

Existe uma análise simulada que é utilizada na indústria para qualquer tipo de material, conjunto de materiais ou peças, que se chama Finite Element Method (FEM) ou Método dos Elementos Finitos (MEF). 

No Método dos Elementos Finitos você simula o ambiente real aplicando vários tipos de elementos e cargas  como por exemplo: força, momento, deslocamento, velocidade, aceleração, temperatura, pressão, além de cargas do corpo de aceleração (gravidade).

Depois de introduzir os elementos e as cargas a simulação (MEF) fornece os seguintes dados:

• estática linear

• estática não linear

• modos normais

• resposta dinâmica

• flambagem e transferência de calor.

Existem vários softwares que fazem essa simulação de (MEF) e o resultado da simulação são os dados numéricos e a modelagem geométrica do material ou peça ou conjunto que se chama malha, onde nessa malha tem elementos, nós e cor. E onde a palheta de cores mostra quanto mais quente a cor, maior o ponto de tensão, e quanto mais fria a cor, menor o ponto de tensão. 

É dessa forma que empresas e indústrias simulam seus materiais, peças ou produtos, onde o Método dos Elementos Finitos (MEF) mostra os pontos de tensão desse material, peça ou produto quando submetidos a tensões, e certamente a Apple simula seus produtos desta forma antes do teste real físico.

É isso, dá para simular um iPad Pro num software de (MEF), mas não é tão complexo quanto as Equações Fundamentais da Mecânica dos Materiais.

 

Uma lição final de todo esse blá blá blá, é: Entender o  conceito é fundamental ! 

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe do debate

Você pode postar agora e se registrar depois. Se você tem uma conta, entre agora para postar com ela.

Visitante
Responder este tópico…

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Limpar editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    • Nenhum usuário registrado visualizando esta página.



×
×
  • Criar Novo...