Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''iphone4 garantia carma tamofu''.

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Apple Inc.
    • Apple, Revendas & Assistências
    • Novidades & Rumores
  • Hardware
    • Desktops
    • Laptops
    • Smartphones, Tablets & Gadgets
    • Periféricos, Acessórios & Componentes
    • Hackintosh
  • Software
    • Aplicativos (apps)
    • macOS
    • Outros Sistemas & Mac vs. PC
    • Programação & Desenvolvimento para iOS
  • Outros Tópicos
    • Conectividade: Redes & Internet
    • Multimídia
    • Apple TV+
    • Arte, (Web) Design, 3D & Interfaces
    • Jogos
  • MM Bar & Café
    • Off-Topic & Encontros
    • MacMagazine
    • Ofertas/promoções
    • Classificados
    • Usados Apple

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


URL do site


Skype


Localização


Interesses

Encontrados 1 registro

  1. Comprei meu iPhone no começo de maio em uma loja da Oi aqui em São Paulo e desde a segunda passada (17/10/11), o auto-falante do aparelho (não o externo) vem apresentando distorção nas ligações aparentando estar rachado ou estourado. Já sabendo que a responsável pela garantia, é a operadora e que a Apple não tem assistência técnica "oficial" para iPhone no Brasil, liguei no falido e ineficiente call center da Oi para saber o procedimento para a troca do aparelho (além deste defeito no auto-falante, o botão wake/sleep apresenta mal contato em determinados momentos mas nunca me impediu de usar, já o fone --auto-falante-- rachado, fica difícil/impossível escutar o interlocutor). Das 5/7 vezes que tentei o contato, a ÚNICA vez que eu consegui falar com um atendente, juro que tive que desenhar um iPhone por telefone pois a pobre alma, não tinha nem idéia do que eram as palavras Apple e iPhone (acho que assimilou depois que citei que era invenção do Steve Jobs, sério mesmo, precisei fazer isso), e a respsta foi a que imaginava "o sr. tem que ligar para o setor de suporte para fazer os procedimentos" (acredito que deveria estar munido de alicate, chaves de fenda, philips, etc). Não perdi tempo e abri uma reclamação na Anatel (já tive problema com o meu 3G que na época, VIVO, também adora elevar o já alto, nível de estresse). Dois dias depois, me ligou uma pessoa da Oi para tratar o "meu problema". Na verdade, meu problema aumentou pois esta pessoa (muito bem intencionada e eficiente diga-se de passagem), era algum técnico/engenheiro e queria tratar "meu problema de sinal que deixava a ligação ruim e com chiados". Depois de explicar para ele, ele disse que iria encaminhar o chamado para outra fila mas que eu deveria arriscar ir na loja que eu comprei. Para não perder tempo, encontrei o telefone da loja e liguei. Depois de ouvir absurdos do tipo "não somos responsáveis por garantia de iPhone", ou "ligue na Apple para obter suporte" e explicar que se ligar na Apple, o atendimento eletrônico encerra mandando ligar para a operadora e todo o martírio, a pessoa do outro lado, pediu meu telefone e disse que retornava (opa, fiquei até contente e achei que minha novela, acabaria). E de fato retornou, me passou um número e mandou digitar a opção 3. Perguntei de quem era esse telefone com toda pompa, ouvi "Apple". Opa, melhor ainda, vou tratar direto com quem entende. Liguei no número. Primeiro que não existe opção 3. Segundo que era de um call center de venda de aparelho. Após conversar com o atendente, ele me passou o telefone e email de uma empresa que é a assistência técnica da Apple (oras, será que nem a Apple sabe que ela existe oficialmente no Brasil), com nome de Bright Star. Em uma rápida pesquisa no site Reclame Aqui (excelente site também), rapidamente é fácil chegar a conclusão de "preciso passar do outro lado da rua desta empresa, manter distância". De todas as reclamações que a SIMM do Brasil (subsidiária da Bright Star), e olha que não são poucas, apenas uma (eu disse UMA) foi respondida e mesmo assim, totalmente evasiva. Lendo os relatos, fiquei com um sentimento de dó, medo e raiva (mesmo que alheio). Eles perdem celulares, não dão feedback, não arrumam, enfim, meu iPhone não vai para este açougue. Pois bem, continuo esperando ainda alguma posição pela Anatel (que nunca me deixou na mão) e enquanto isso, comprei mais remédio para a pressão e calmantes (fitoterápicos). É impressionante como um negócio simples e previsto (tanto na lei como entre as empresas que no caso, a Apple e as teles), torna-se um negócio, cansativo, altamente estressante e chato. Como já li aqui no forum (em algum post), "Isso aqui io io, é um pouquinho de Brasil iaia" Volto para relatar mais capítulos da minha saga conforme novos fatos forem aparecendo. Se alguem tiver alguma dica ou comentário, será bem vindo.
×
×
  • Criar Novo...