Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Placar

Conteúdo Popular

Mostrando conteúdos com a mais alta reputação em 22-01-2020 em todas as áreas

  1. Monaco é ponta firme. Comprei meu Macbook em 2014, chegou no prazo, perfeito e tá comigo até hoje, quase na hora de trocar, hein Monaco. Abs Marcio
    1 ponto
  2. heberdelia

    Gravador de chamadas

    Cara, creio que não exista, por conta das políticas de privacidade da Apple. O que eu já fiz uma vez nesse sentido, foi gravar uma ligação através do Mac. Eu chamei via FaceTime e usei o gravador do Mac. Uma "gambiarra", em outras palavras, já que é praticamente impossível usar algum app para essa finalidade. Tem alguns à venda na AppStore, mas pelo que andei vendo, não são eficazes.
    1 ponto
  3. pollaris

    [Ajuda] MacBook Pro de 15 modelo 2012

    Bom dia, Já que a questão da rede WiFi você já resolveu, vamos a placa de vídeo. O "Sobre" só indica as duas placas quando a dedicada está em uso, você pode forçar o Mac a usar a placa dedicada desligando o modo automático nas configurações de energia.
    1 ponto
  4. Willyan Alves

    Mac Air 2017 para trabalho

    Se vc ja tem um pro 2013 , que acredito ser retina, ir para um air 2017 não retina não vale a pena, só a qualidade da tela já te decepcionaria!
    1 ponto
  5. Tem como formatar o celular e manter o esim, o iPhone te dá essa opção. Agora, o que é novo para mim é o caso do QR code da Claro só funcionar uma vez, pois me venderam afirmando que poderia utilizá-lo quando fosse necessário. Sobre a questão de deixar o esim livre para utilizar quando precisar, por exemplo viagem ao exterior, você pode cadastrar mais de uma linha no esim, mas só pode habilitar uma por vez. Então, caso viaje, é possível inserir a operadora do local junto da sua operadora nativa, mas apenas uma pode ser ativada.
    1 ponto
  6. Bizarro isso. O eSIM deveria ser vinculado, na primeira ativação, ao IMEI do aparelho, de modo que pudesse reativá-lo automaticamente quando se formatasse o aparelho.
    1 ponto
  7. Eu não trocaria. Pra questão do roubo, basta proteger o SIM Card com um PIN. Aí não adianta o cara colocar em outro aparelho. Manter livre o eSIM, a meu ver, facilita em casos nos quais se precisa de uma linha temporária. Por exemplo, se vou viajar para outro país, posso habilitar um eSIM no meu iPhone antes mesmo da viagem e chegar lá já navegando e pedir um Uber do aeroporto, sem precisar ir a uma loja física e comprar um SIM Card no destino.
    1 ponto
Este ranking está baseado em São Paulo/GMT-03:00


×
×
  • Criar Novo...